Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

Na época em que o Ecosport reinava soberano no mundo dos esportivos utilitários, a Ford criou uma nova versão, mais completa, e a batizou de FreeStyle, a receita se mostrou tão acertada que hoje é esta opção da gama do SUV compacto que mais vende no mercado. Para aproveitar o momento e surfar nesta onda, a Ford acaba de lançar o Ka Freestyle, modelo de maior valor agregado dentro da linha do carro de entrada e que antecipa as novi-dades de toda gama Ka para 2019. 

Diferentemente do Ecosport, que nasceu como um esportivo utilitário, desta vez outra nomenclatura está sen-do utilizada para estratificaro Ka Freestyle, que foi defin-do pela montadora do oval azul como sendo um CUV, de compact utility vehicle, ou veículo utilitário compacto. Na verdade trata-se de uma versão repaginada do compacto, com mudanças marcantes nos para-choques, que ganha-ram reentrâncias em formato de meia-lua nas extremida-des e uma parte central mais proeminente. O modelo tem moldura de proteção que contorna todo o carro – caixas de roda e base das portas e dos para-choques. Sob os pa-ra-choques há painéis de proteção pintados de prateado. 

Há ainda detalhes como faróis com máscara negra com moldura cromada e rack de teto de alumínio. A grade é em formato de colmeia, os retrovisores externos têm lu-zes de direção embutidas e as rodas ganharam um novo desenho. O valor pedido pelo novo Ka FreeStyle começa em R$ 63.490 com câmbio manual e vai a R$ 67.990 com transmissão automática.

MUDANÇAS

Da motorização ao visual, passando pela suspen-são e estrutura, o Ka FreeStyle foi intensamente retrabalha-do. O novo motor 1.5 de três cilindros é o que já equipa as versões de entrada do EcoSport e pertence à família Dra-gon, a mesma do propulsor 1.0 três cilindros que equipa o próprio Ka. Ele rende 128/136 cv com gasolina e etanol. Com ele, estreia na linha o câmbio automático de seis mar-chas, que não é oferecido nas atuais versões com motor 1.5 Sigma, de 105/110 cv. 

Para encarar a proposta de crossover e o aumento de potência, a Ford tratou de enrijecer a estrutura, com reforços no monobloco, e introduziu diversas mudanças na suspensão, com aumento da bitola em 3 cm, adoção de uma barra estabilizadora de maior calibre, amortecedores e molas 30% mais resistentes na traseira e amortecedor com limitador hidráulico na frente. Passou a usar também rodas e pneus de perfilmaior, 185/60 R15, iguais aos da versão Trail, que agora deixa de ser oferecida.

CONTEÚDO

Na configuraçãoFreeStyle, o Ka perde completa-mente o ar de carro de entrada que assume nas versões mais simples. O visual do modelo foi detalhadamente mexido, apesar de não receber nenhuma peça de acaba-mento nova. As cores internas são em preto e marrom e os bancos têm revestimento combinando couro e tecido. O que tem de diferente, além da alavanca para o câmbio automático, é a central multimídia de terceira geração Sync 3 – semelhante à do Mustang –, monitorada por uma tela touch que se projeta no console central. 

Ela tem recursos de comandos de voz evoluí-dos e conexão com Android Auto e Apple CarPlay e permite até o uso de Waze com iPhone. O modelo ganhou um conteúdo que o alinha com os compac-tos mais modernos do mercado, com seis airbags, controle de estabilidade e tração, sistema anticapo-tamento, assistente de partida em rampa, câmara e sensores traseiros, direção elétrica progressiva com sistema que reduz a transferência de torque para o volante e controla desvios provocados por ventos la-terais ou desníveis no piso.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *