Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

Sebrae-MG vai preparar pequenos negócios para desenvolver produtos que melhorem mobilidade a urbana na capital.

Cerca de 100 empresários dos setores de TI, design e engenharia participaram do lançamento do Projeto Smart City
BH. A iniciativa promovida pelo Sebrae-MG estimula o desenvolvimento de soluções tecnológicas que melhorem a
mobilidade urbana na capital mineira e criam oportunidades de negócios para as micro e pequenas empresas.

O conceito de Smart City (“cidade inteligente”) – uso da tecnologia para a melhoria da qualidade de vida da população – , já vem sendo aplicado em várias cidades da Europa, Estados Unidos e Ásia. Rede de sensores, análise de dados, dispositivos
integrados, sistemas de controle, plataformas de comunicação e serviços via web, que garantam praticidade e segurança nos
serviços de mobilidade são alguns dos exemplos de uma infraestrutura inteligente.

No Brasil, com a aproximação dos eventos esportivos que acontecerão até 2016, o Sebrae-MG pretende estimular os
pequenos negócios a criarem produtos e serviços que minimizam os problemas gerados pelo trânsito e facilitam o acesso às
informações turísticas online tanto para o turista como para o cidadão. “Precisamos desenvolver soluções de mobilidade que
melhorem o bem-estar dos cidadãos, sejam sustentáveis e criem diferenciais para atrair mais turistas”, explica o diretor Superintendente do Sebrae-MG, Afonso Maria Rocha.

O projeto integra as ações do Programa Sebrae 2014, que pretende preparar os pequenos negócios para as oportunidades
que serão criadas com a Copa. Inicialmente, 40 empresas de Belo Horizonte irão participar da iniciativa. O Sebrae-
MG fará um diagnóstico sobre esse mercado na capital mineira e irá elaborar um plano de ação para atuação das
empresas. A iniciativa tem o apoio do Governo de Minas e da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte.

Experiência
De olho nesse mercado, Eduardo Amorim, da Logann já vem atuando neste segmento. A empresa cria sistemas para melhor
a gestão do trânsito e do transporte. Eles desenvolveram uma solução para a Prefeitura de BH na qual o usuário do
transporte urbano liga para o número 156 e tem todas as informações sobre localização, rota e o tipo de transporte a
ser usado. Agora, o desafio é melhorar ainda mais o serviço e disponibilizar o sistema em inglês e em espanhol, já pensando
na Copa.

Para Eduardo, o projeto dará mais oportunidades de negócios para as pequenas empresas e facilitará a troca de experiências.
“O projeto cria condições de atingirmos grandes mercados com foco na inovação, o que seria difícil se estivéssemos
sozinhos”, conta.

Setor Smart City
– Estima-se que o mercado de soluções inteligente para as cidades já é de aproximadamente US$ 1,2 trilhão.
– US$ 37 trilhões serão investidos pelas cidades nos próximos 25 anos em soluções de inteligência urbana.
– Nos próximos 10 anos serão investidos cerca de US$ 100 bilhões em tecnologia para apoiar o desenvolvimento de cidades
inteligentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *