Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

Por: Raimundo Couto

Lançada há exatos 20 anos e, desde então, na liderança do segmento de picapes, a Chevrolet S-10 ganha para sua linha 2016 uma versão denominada High Country, a mais recheada de equipamentos da gama. Além dela, outros três modelos, intermediários, Advantage, Freeride e Chassis Cab, esta última de cabine simples e voltada para frotistas, chegam à rede de concessionárias da marca nas próximas semanas. Segundo o vice-presidente da GMB, Marcos Munhoz, a estratégica em oferecer uma picape com pacote de conteúdo completo, cor e acabamento diferenciado tem alvo certo: o empresário do agronegócio que tradicionalmente utiliza este tipo de veículo em seu dia a dia e procura se destacar de seus pares. Na verdade, esta versão tem similaridade de proposta com a descontinuada Executive, que à sua época fez o papel de ser a mais completa das S-10.  As opções de acabamento LS, LT e LTZ, continuam a ser oferecidas normalmente. A High Country, que agora aparece como produto acabado, esteve presente como um modelo conceito no estande da GM durante o último Salão do Automóvel de São Paulo. A inspiração na nomenclatura veio da matriz, nos Estados Unidos, onde a denominação é utilizada nos utilitários da marca superequipados e com preços mais altos.


Equipamentos


Para diferencia-la da versão LTZ, até então a mais “luxuosa” no catálogo da S-10, muitos itens foram incorporados à picape, como faróis em cromo escurecido com projetor, aplique no para-choque dianteiro, estribos laterais, rodas aro 18 com superfície usinada, frisos cromados na base dos vidros das portas além de um Santo Antônio, projetado para integrar à caçamba. A peça acompanha capota marítima. Lanternas em LED, maçaneta da tampa traseira cromada e rack de teto com barras longitudinais e transversais completam a lista de destaques externos.


Cuidados especiais de acabamento também no interior, que oferece bancos com forração em dois tons, com costura pespontada e um descansa braço traseiro. O assento do motorista conta com regulagem elétrica de altura, distância e inclinação do encosto. Ar-condicionado digital, computador de bordo, volante multifuncional, sensor de estacionamento, controle de cruzeiro (cruise control) e sistema multimídia Chevrolet MyLink com GPS, DVD e câmera de ré integrados fazem parte do pacote. Dentro da proposta de exclusividade o motor que empurra a High Country é o conhecido 2.8 litros, Turbodiesel, de 200 cavalos de potência e torque de 51,0 kgfm a 2.000 rpm, que segundo o fabricante está disponível a 1.700 rpm. Transmissão automática de seis marchas e tração 4×4. Esta versão estreia a cor Vermelho Chili e tem preço sugerido em R$ 163.800.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *