Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

O crescimento vertiginoso do mercado de segurança eletrônica, impulsionou a empresa mineira Polsec Law Enforcement a investir R$ 2 milhões na expansão dos negócios com a instalação de sua fábrica no Vale da Eletrônica, em Santa Rita do Sapucaí, no Sul de Minas. Além disso, a empresa lança durante a 13º Feira Industrial do Vale da Eletrônica (FIVEL) um produto inédito no Brasil, o Observador, que é direcionado para Segurança Pública e Forças Armadas Brasileiras e é uma solução para o monitoramento das ações dos militares e agentes em tempo real. Presente em vários estados com sedes próprias ou escritórios de representação, a empresa aposta em um mercado com grande potencial, mas carente de inovações, já que as companhias nacionais ainda não possuem tecnologia necessária para atender essas demandas. De acordo com o diretor da empresa Eudes Bispo, a expectativa é que o novo produto atinja um faturamento de cerca de R$ 15 milhões já no primeiro ano. Todo esse potencial de monitoramento utilizando tecnologia de ponta chamou a atenção das Forças Armadas. Durante a FIVEL, organizada pelo Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (Sindvel), que acontece entre os dias 3 e 5 de setembro em Santa Rita do Sapucaí, já está programada uma demonstração da empresa para a mais alta cúpula militar. “Tivemos esse primeiro contato a partir do Sindicato, que trouxe os militares que buscavam inovações nacionais na área da segurança. A partir daí estreitamos nosso relacionamento e esperamos agora realizar ótimos negócios”, argumenta Bispo. O novo equipamento vem para atender uma lacuna no mercado de segurança pública e pode também ser utilizado em segurança privada de alto nível, como transporte de valores e proteção de VIPs. Com um sistema inédito e com recursos exclusivos de produção apenas na fabrica do Brasil, o equipamento Mini Gravador e Transmissor Digital Portatil batizado de “Observador” modelo POL-707, consiste em uma câmera de alta reso-lução direcionada pelo movimento da cabeça acoplada a um aparelho móvel, portátil e levíssimo, ideal para operações críticas e de longa duração. Com esse sistema, é possível monitorar e gravar remotamente tudo o que ocorre ao redor do agente que estiver portanto o observador, e o mais importante para a segurança pública é que essas imagens ficam armazenadas em uma central segura e de alta capacidade. “Toda a movimentação feita é transmitida em tempo real para a central de comando e controle que além de ter a localização exata de cada agente, o servidor registra e arquiva todo esse material para futuras pesquisas”, explica o diretor. O dispositivo, que possui também reconhecimento facial como função opcional, também pode ser utilizado para segurança preventiva, como monitoramento em eventos, operações especiais e vigilância. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *