Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

Em solenidade interna, o funcionário de carreira Júlio Onofre Mendes de Oliveira assumiu a liderança da instituição, que amplia a base de clientes em todo o Estado
 
Júlio Onofre Mendes de Oliveira é o novo presidente do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), indicado pelo governador Alberto Pinto Coelho. Júlio Onofre assume o BDMG num momento fértil de sua atuação, em que amplia a base de clientes em Minas, por meio de um trabalho alinhado às melhores práticas de mercado.
 
Somente no último ano, o Banco superou a marca de R$ 2 bilhões em desembolsos, liberando recursos para quase seis mil clientes. Neste ano, a expectativa é chegar a 8 mil clientes atendidos.
 
O novo presidente afirma que o desempenho destacado do BDMG, nos últimos anos, é fruto de um trabalho sólido, focado na melhoria contínua dos processos para melhor atender às empresas dos mais variados portes e setores. Atualmente, o BDMG oferece crédito via internet para empresas com faturamento anual até R$ 30 milhões; estabeleceu uma rede de correspondentes bancários, que garante acesso ao crédito do Banco em todas as regiões mineiras; também ampliou o apoio a projetos inovadores, que diversificam a economia; e fortaleceu sua participação em projetos de relevância para o Estado, a exemplo de iniciativas em infraestrutura municipal e de participações acionárias na Six Semicondutores e Biomm Technology.
 
Neste ano, o BDMG teve o grau de investimento ratificado, o que confirma a política consistente de crescimento da instituição. “Estamos no caminho certo e buscaremos, cada vez mais, reforçar o papel do BDMG como indutor do desenvolvimento”, disse.
 
Júlio Onofre é engenheiro civil, com especialização em Engenharia Financeira pela Fundação Dom Cabral e MBA em Gestão Organizacional pelo IBMEC – Business School. Construiu sua carreira como funcionário efetivo do BDMG, onde foi estagiário e admitido como analista de projetos em 1979. Ocupou vários cargos de gerência em áreas de negócios, recuperação e gestão de crédito. Foi também diretor executivo (2002/2003), diretor-superintendente, presidente do Comitê de Crédito e, de 2012 até assumir a presidência, diretor executivo de Crédito e Risco. 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *