Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

A MRV Engenharia (MRVE3), maior construtora residencial do País e principal operadora do Minha Casa Minha Vida (MCMV), encerrou o ano com expansão dos lançamentos e das vendas, além de continuidade da geração de caixa, conforme relatório operacional divulgado no dia 15 de janeiro.

Os lançamentos da companhia totalizaram R$ 2,230 bilhões em valor geral de vendas (VGV) no quarto trimestre de 2018, alta de 33,5% em relação ao mesmo período de 2017. No acumulado de 2018, os lançamentos totalizaram R$ 6,424 bilhões em VGV, alta de 14,2% em relação a 2017.

Em número de unidades, os lançamentos da MRV somaram 41.195 unidades no ano, expansão de 10,9%. Apesar do crescimento dos negócios nos últimos meses de 2018, o montante ficou 17,6% abaixo da meta de 50 mil unidades anunciada, refletindo os entraves na obtenção de licenças e as turbulências econômicas do País durante o primeiro semestre do ano passado.

Anúncio

As vendas líquidas (já descontados os distratos) foram de R$ 1,534 bilhão no quarto trimestre, crescimento de 5,7%. No ano, as vendas líquidas totalizaram R$ 5,228 bilhões, aumento de 5,6%. Os distratos alcançaram R$ 200 milhões no quarto trimestre, baixa de 29,9%. No ano, atingiram R$ 990 milhões, recuo de 10,3%.

A MRV informou que, no trimestre, as vendas foram impactadas pela indisponibilidade de recursos do FGTS para o repasse dos clientes para o financiamento bancário, postergando portanto o reconhecimento dos imóveis comercializados. Em razão disso, a companhia deixou de reconhecer R$ 279 milhões em vendas.

A construtora registrou ainda geração de caixa pelo 26º trimestre consecutivo. O indicador ficou positivo em R$ 43 milhões no quarto trimestre, 16,2% mais em relação ao registrado em igual etapa de 2017. Em 2018, a geração de caixa atingiu R$ 469 milhões, crescimento de 43,4% em relação a 2017.

O Itaú BBA considerou os números positivos, com destaque para o forte número de lançamentos e reiniciou cobertura para os ativos com recomendação outperform (desempenho acima da média do mercado) e preço-justo de R$ 17,70 para 2019. 

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *