Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a corrente de comércio exterior de Minas Gerais em 2014 registrou uma contração de 11,92% quando comparada aoano de 2013. Relativamente à balança comercial, as exportações totalizaram US$ 29,321 bilhões – contra US$ 33,2436 bilhões em 2013 – redução de 12,31%, e as importações US$ 11.002 bilhões – contra US$12,344 bilhões em 2013 – também registrando redução, de 10,87%.
No ranking de Comércio entre os estados brasileiros, Minas posicionou-se em 3º lugar, detendo uma participação de 8,78% no total nacional, sendo superada por São Paulo (30,00%) e Rio de Janeiro (9,73%). Em relação ao PIB-Produto Interno Bruto, as exportações e importações mineiras equivaleram a 20,00% do total – e, assim como o Brasil, o estado possui um alto nível de fechamento quando comparado aos demais países.
Minas Gerais em 2014 classificou- se em segundo lugar no ranking nacional de exportação entre os estados brasileiros, com US$ 29,32 bilhões e 13,03% do total. A liderança coube a São Paulo, com US$ 51,46 bilhões – 22,86% do total, cabendo a 3ª posição ao Rio de Janeiro, com US$ 22,62 bilhões e 10,05% do total.
Em relação às importações, a liderança nacional pertence aSão Paulo, com US$ 84,81 bilhões e 37,03% do total. O segundo lugar coube ao Rio de Janeiro – US$ 21,58 bilhões e 9,42% de participação, seguido pelo Paraná, com US$ 17,29 bilhões e 7,55% do total.
Minas Gerais ficou na 7ª posição, com US$ 11,00 bilhões e 4,80% em relação ao total nacional.
Houve um déficit de US$ 4,15 bilhões no comércio de produtos de manufaturados entre Minas e o exterior. As importações de manufaturados representaram 84,78% do total e a exportação de produtos básicos, 63,39% do total.
No entanto, o saldo comercial somou US$ 18,32 bilhões – considerado o menor desde 2010, quando alcançou US$ 28,36 bilhões. A geração de um superávit de US$ 18,32 bilhões na balança comercial não foi suficiente para reverter o déficit alcançado pelo Brasil, US$ 3,96 bilhões, traduzindo a importância do comércio exterior mineiro para o país. Em 2014, novamente, a contribuição mineira para o resultado externo brasileiro foi enorme, pois obteve o maior saldo comercial entre todos os estados e grande parte do excedente mineiro auxilia o país no alcance do equilíbrio em sua balança comercial, o que, em contrapartida, favorece o resultado global do Balanço de Pagamentos O minério de ferro representou o principal item da pauta de exportação de Minas Gerais, representando 40,11% do total exportado, seguido pelo café, com 14,02%.
O minério de ferro exportado pelo estado totalizou US$ 11,76 bilhões em 2014. No ano anterior, as exportações atingiram US$ 15,53 bilhões – equivalendo a uma expressiva queda de 24,26% quando comparadas ao exercício seguinte.
A Vale S.A. realizou exportações totais de minério de ferro no valor de US$ 9,75 bilhões – correspondendo a 33,26% de todas as exportações mineiras e a 83% do total do referido produto. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *