Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

O World Economic Forum, realizado em Davos, divulgou hoje sua lista dos Young Glo­bal Leaders 2014: http://wid­gets.weforum.org/ygl-2014/. Dentre os 214 escolhidos como Jovens Líderes Globais, de 66 países, representando os setores políticos e priva­dos, um nome se destaca: Leila Velez, sócia-fundadora e CEO do Instituto Beleza Natu­ral, a maior rede do Brasil es­pecializada em cabelos cres­pos e ondulados, cujos 100 mil clientes mensais são basi­camente oriundos da Classe C, de onde veio a própria Lei­la, que começou sua carreira como atendente de loja do McDonald’s. Sua escolha vem menos de um ano depois de sua sócia, Zica Assis, ter en­trado na lista das 10 Mulheres de Negócios Mais Poderosas do Brasil da Revista Forbes.

Do total de 214 escolhidos, 109 são mulheres. Ao lado de Leila e de outros 16 jovens latino-americanos, estão ou­tras três brasileiras: Claudia Sender, CEO da TAM Linhas Aéreas, Tatiana Lacerda Pra­zeres, conselheira da World Trade Organization, e a docu­mentarista Julia Bacha.

“Estou muito honrada. Mais do que um reconhecimento da minha trajetória pessoal e dos 21 anos do Beleza Natu­ral, trata-se de um reconhe­cimento importante para a Classe C do Brasil. É também uma vitória importante da mu­lher, oriunda de uma classe mais baixa, negra, que tem pouca representatividade em postos de CEO nas empresas brasileiras e mundiais. Hoje vemos uma maioria de meni­nas entrando nas universida­des, mas são poucas as que conseguem chegar a postos de liderança nas empresas. Ver uma maioria de mulhe­res nesta lista também é um grande passo”, ressalta Leila, de 39 anos.

No site do Forum of Young Global Leaders, os escolhi­dos são definidos como uma comunidade de bravos e pro­ativos empreendedores, que dedicam sua energia e talento a fazer do mundo um lugar melhor. Todos alcançaram o sucesso com menos de 40 anos, têm uma grande expe­riência de liderança e foram escolhidos de acordo com um rigoroso processo de seleção.

O Instituto Beleza Natural, maior rede do Brasil espe­cializada em cabelos crespos e ondulados, tem hoje 19 salões (12 no Estado do Rio de Janeiro, dois no Espírito Santo, dois na Bahia e três em São Paulo), 2.300 fun­cionários, um Centro de De­senvolvimento Técnico, uma fábrica de produtos próprios com capacidade de produção de 300 toneladas por mês e crescimento de 30% ao ano.

A empresa nasceu do empre­endedorismo de seus quatro sócios. Zica Assis tinha uma insatisfação constante com seus cabelos, muito crespos e armados. Não queria alisá -los, mas não existiam pro­dutos no mercado que “do­massem” os seus cachos. Enquanto trabalhava em ca­sas de família, fez um curso de cabeleireira e foi mistu­rando produtos até chegar à famosa fórmula do Super-Re­laxante, abrindo espaço para um nicho de mercado não muito explorado no início da década de 90.

Para abrir o primeiro salão, num fundo de quintal na lo­calidade da Muda (Tijuca, Zona Norte do Rio de Janei­ro), juntou-se a outros três sócios. Seu marido, Jair Con­de, vendeu um Fusca. Ro­gério Assis e Leila Velez, ex-funcionários do McDonald’s, aplicaram suas economias e trouxeram um processo ino­vador para a realização dos serviços, semelhante a uma linha de montagem, além da preocupação com atendi­mento encantador e rígidos padrões de qualidade. Não demorou muito para as filas começarem a se formar e a equipe trabalhar até de ma­drugada para tentar atender toda a demanda. A expansão foi inevitável.

“Nascemos praticamen­te junto com o Plano Real e crescemos com essa par­cela da população que vem ganhando poder de compra cada vez mais. Tivemos mui­ta dificuldade em ter quem acreditasse que o negócio era promissor. Mas isso nos deu ainda mais força para construir nosso próprio ca­minho. Aos poucos, quando fomos crescendo, passamos a ter o apoio de outras pes­soas também. Hoje, fazemos parte de uma ONG interna­cional, a Endeavor, que ajuda empreendedores no mundo todo. Eles nos ajudam dando aconselhamentos, nos apro­ximando de grandes consul­tores e outras grandes em­presas”, completa Leila.

Prestes a completar 21 anos, o Instituto Beleza Natural ofe­rece, de forma revolucionária e com produtos exclusivos, soluções completas no cui­dado e tratamento para ca­belos crespos e ondulados. Ano passado, a empresa faturou R$ 180 milhões e vendeu 33% de suas ações para o GP Investments, com­panhia líder em investimen­tos alternativos na América Latina, por R$ 70 milhões. O plano de expansão é ousado: 120 lojas em 5 anos.

Entre outros prêmios recebi­dos pelos sócios do Beleza Natural, destacam-se: Em­preendedor do Novo Brasil (2005); Empreendedor do ano Ernst & Young (2006); Mulheres Mais Influentes do Brasil (2007); Mulher Empre­endedora de Alto Impacto do Ano Veuve Clicquot (2011), Prêmio Claudia – categoria Negócios (2012); 10 Mulhe­res de Negócios Mais Pode­rosas do Brasil – Revista For­bes (2013); e Empreendedora do Ano Estadão PME (2013).

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *