Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Primeiro Affonsinho

Em maio, Affonsinho voltou a mostrar sua habilidade de criador de delícias pop comparados, como ele mesmo gosta, aos picolés de uva que a gente não recusava na infância. O álbum “Trópico de Peixes” é uma delícia, com uma dúzia de pérolas feitas com bom gosto e de fácil digestão.

O disco conta com participações luminares de Marina Machado, Alexia Bomtempo, Celso Fonseca e o filhote de sir Alphonsus, Frederico Heliodoro, um dos músicos mais talentosos da nova geração mineira.

Anúncio

 

Segundo Affonsinho

Nem bem passou o show de lançamento e uma série de apresentações que ele andou fazendo pela cidade e surge, numa bela tarde de quarta-feira, um CDR (disco regravável) com nove músicas inéditas do… Affonsinho. Surpresa: ele tinha gravado o disco anterior e logo começou a compor as nove faixas de “Depois de Agora”, um disco com ares de folk e bitter sweet rock de luminares da canção dos anos 1960 e 1970, como James Taylor, Cat Stevens, Carole King e outros mais ou menos votados.

O álbum tem lançamento previsto para novembro. E o jeito vai ser fazer um show com material dos dois CDs.

Nada como ter criatividade de sobra…

 

Ecos da Virada

A Virada Cultural de Belo Horizonte foi um sucesso, com quase quatro centenas de atrações. Entre os momentos marcantes estiveram a volta da cantora Patrícia Ahmaral, hoje morando e trabalhando em São Paulo, e a apresentação impecável do grupo Som Imaginário no Palácio das Artes.

Mesmo que a guitarra do argentino Victor Biglione não tenha a veemência incendiária de Fredera, que fez falta, um encontro que tem Wagner Tiso, Nivaldo Ornellas, Robertinho Silva, Luiz Alves e Tavito merece a classificação de histórica.

 

Itamar Brant

“A Superfície da Palavra” é o segundo álbum do mineiro Itamar Brant. Apesar do nome, o forte do disco não são as letras, mas a mistura de ritmos, gêneros e estilos musicais, tratados com cuidado de artesão pela produção refinada de Robertinho Brant e Tatá Spalla, além do próprio Itamar.

O cantor, compositor e instrumentista, que andou por Paris na década de 1990, estreou bem em disco, em 2004, com “Perímetro Cefálico”. No disco novo, conta boas participações especiais de Toninho Horta, Chico Amaral, Célio balona, Gabriel Guedes, Carla Villar, Marina Machete e Marina Machado.

 

Chico de Paula

Mais conhecido como videoartista, diretor de documentários e performer, Chico de Paula acaba de lançar o livro de poema “Sobras”, com poemas que refletem sua habilidade de criar imagens.

Pra fechar a coluna, um poema do livro do Chico: o meu silêncio sempre soube tudo; no meu silêncio, sempre soube. de um, tudo; meu silêncio é sempre obtuso; nele, ouço melhor quando mudo.

 

A cidade não para

A nova edição da Revista da Universidade Federal de Minas Gerais (Vol. 20, nº 1) foi lançada no dia 15 de outubro, no Auditório 1 da Faculdade de Ciências Econômicas (Face) da UFMG. Esta edição é dedicada a desenvolver o tema “cidade” sob perspectiva multidisciplinar e traz, pela primeira vez para o público de língua portuguesa, importantes textos do geógrafo americano Edward Soja e do filósofo espanhol Franscisco Jarauta, além da contribuição de outros pesquisadores, intelectuais, artistas e poetas que têm se dedicado a refletir sobre o complexo fenômeno urbano.

Para o lançamento, será promovido o debate “A Arte, a Filosofia e a Política na Cidade”, com a participação de Frederico Morais, Jacyntho José Lins Brandão (UFMG) e Luiz Jorge Werneck Vianna (PUC-RIO).

Lançada em 1929, a Revista da UFMG circulou até 1969. Sua trajetória foi retomada no final do ano passado, com nova proposta gráfica e editorial, tendo o professor e pró-reitor de Planejamento da UFMG, João Antonio de Paula, como editor.

A próxima edição da Revista, que já está em preparação, será focada no tema “água”. Os interessados podem enviar artigos até 31 de outubro para avaliação. Maiores informações podem ser obtidas no site www.ufmg.br/revistaufmg.

 

Ensaios contemporâneos

O professor João Antonio está à frente de outro importante projeto editorial da UFMG, prestes a ser finalizado. Em 29 de novembro, será lançado o livro “Fórum de Estudos Contemporâneos: coletânea de conferências”. Os ensaios reunidos neste livro, que resultam de uma jornada de quatro seminários realizados pela UFMG entre 2011 e este ano, percorrem ampla gama de áreas de conhecimento e de temáticas atuais, tratando, por exemplo, de arte, literatura, filosofia, educação, inovações tecnológicas, entre outros assuntos.

 

Chico no Sul

Em novembro acontece, em Porto Alegre, o Acorde Brasileiro, com representantes de todas as regiões do país discutindo e mostrando a música que sai das raízes e amplia suas influências.

Representando Minas, que já teve Tizumba, Tambolelê e Pereira da Viola nos anos anteriores, o violeiro Chico Lobo.

Coincidindo com a excursão ao sul do país, Chico lança o DVD “De Minas ao Alentejo – Encontro de Violas”, que gravou ao lado do português Pedro Mestre.

Rodado no Alentejo e em Minas, com direção dos especialistas Mário de Aratanha e Jeanne Duarte, o documentário tem 50 minutos de duração e mostra o diálogo da viola caipira mineira com a viola de campaniça.

Essencial para quem gosta de uma boa viola.

 

Selmma Carvalho

Outra cantora que anda muito por São Paulo, Selmma Carvalho, também fecha o ano com disco novo. Com produção de Rogério Delayon e participação fundamental de Chico César, o CD mostra evolução de Selmma como cantora e compositora.

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *