Por José Aparecido Ribeiro A palavra “MISERÊ” foi repetida nas redações de jornais, rádios, televisões e nas rodas de bares centenas, milhares de vezes nos últimos dias, graças a infeliz declaração de um procurador do Ministério Público Mineiro, insatisfeito com o salário de R$24 mil, que ele acha insuficiente para viver. Salário igual ao de…

A energia celestial e quântica

16 de agosto de 2019 0

*Por Márcio Fagundes Surpreendido fui com o corte de energia elétrica em casa. A conta dormiu esquecida junto a papéis e livros. Não fi-lo, no caso, o pagamento. Talvez cabeça cheia, esquecimento. No cômputo geral, sou pagador. Detesto dever alguém… De favores a obrigações. A Cemig, por óbvio, tomou as devidas providências. Existem as providências…

O Imprevisto

15 de abril de 2019 0

A imprevisibilidade é um dos maiores fenômenos da existência humana. Arriscar uma projeção sobre o futuro, qualquer que seja ela, é atividade de altíssimo risco. Nem mesmo a ciência, quaisquer delas, consegue fazê-lo. A tese de hoje pode cair por terra amanhã. Talvez resida aí a beleza inquestionável da vida. A possibilidade de estupefação diante…

Belo Horizonte é uma cidade agradável, relativamente nova, com um clima ameno e uma arquitetura saudável, com afastamento entre os edifícios e vegetação nos passeios, permitindo o fluxo de ventos e a boa climatização do ambiente. Aparte das favelas, a prefeitura de Belo Horizonte tem feito um bom papel em manter a cidade limpa e…

Nunca imaginei que um dia fosse ouvir de um Presidente da Republica algo que venho repetindo há mais de 20 anos. O Presidente Jair Bolsonaro usou as mesmas palavras na ultima semana ao reconhecer que existe sim uma indústria da multa ativa, controlada por oportunistas em conluio com partidos que lotearam o Ministério dos Transportes…

Pesquisa Harvard

27 de março de 2019 0

“Aqueles que cultivaram e mantiveram os relacionamentos sociais, ao longo da existência, acabam padecendo menos dos problemas físicos, advindos da idade, do que os que viveram solitariamente –  para estes, as dores dos males da idade acabam sendo magnificados.  O que importa, no final das contas, não é a quantidade de amigos ou de parceiros…