Virada Cultural de Belo Horizonte 2021
Virada Cultural de Belo Horizonte 2021
Virada Cultural de Belo Horizonte 2021
Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Rachel Capucio

Parte integrante da política pública de cultura da Prefeitura de Belo Horizonte, a Virada Cultural é um dos mais importantes eventos do município. Sua programação gratuita contempla diversas linguagens artísticas, tais como artes cênicas, visuais e plásticas, cultura popular, literatura, moda, design e música, entre outras, com atividades realizadas durante 24 horas sem intervalo.

O evento tem como premissa a democratização do acesso à arte e à cultura, bem como o estímulo à formação de público para os artistas da cidade. Já foram realizadas, até o momento, cinco edições da Virada Cultural, que somam a participação de mais de 15 mil artistas e profissionais da cultura, 2.445 atrações, alcançando um público de mais de 2,2 milhões de pessoas. A edição mais recente, em 2019, com 26 horas de programação, atraiu um público de 520 mil pessoas, que passou por 25 espaços, com 440 atrações no total.

Anúncio

Na edição de 2021, prevista para os dias 16 e 17 de outubro, o evento será totalmente on-line, diante dos cuidados que ainda se fazem necessários em razão da pandemia, o programação  contará com apresentações de artes cênicas e visuais, audiovisual, bem-estar e saúde, cultura popular, feiras digitais, gastronomia, literatura, moda e design, música e outros segmentos, com atrações para todas as idades. Também estão previstas intervenções e instalações urbanas pela cidade, em formatos que não provoquem aglomerações.

“O crescimento das propostas de novos formatos já explicita o quanto a cena criativa da cidade se mantém aquecida, atenta às inovações e ao futuro, apesar de todas as dificuldades. E o evento mostra o quanto estamos ampliando os diálogos com as diversas frentes culturais”, detalha Gabriela Santoro, diretora-presidente do Instituto Periférico, sobre a pré-seleção dos inscritos.

Cada atração participante receberá um cachê de até R$ 3 mil e os autores das propostas receberão o vídeo de suas apresentações para uso posterior. Os cadastros foram avaliados por uma comissão de seleção e um grupo curatorial, formado por servidores, gestores e artistas da cidade. Como critérios de seleção, foram avaliadas a relevância da proposta, a adequação técnica e estrutural à Virada e a representatividade no contexto sociocultural da cidade.

Seguindo a marca do evento, a Virada Cultural terá 24 horas de programação ininterrupta, com transmissão pelo canal do YouTube da Fundação Municipal de Cultura. As atrações poderão ser acompanhadas exclusivamente ao vivo, no período de realização do evento, e não ficarão disponíveis após o término.

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades