Vinho, Gente, Coisas e Adjacências - Esse Vinho é Gastronômico Esse Vinho é Gastronômico
Vinho, Gente, Coisas e Adjacências - Esse Vinho é Gastronômico
Vinho, Gente, Coisas e Adjacências – Esse Vinho é Gastronômic
Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Inimá Souza*

É verdade que, qualquer vinho encontra uma comidinha que lhe faz companhia. Também é verdade que isso não faz dele um vinho gastronômico. Aliás, não sei de manual contendo regras claras sobre o que seja vinho gastronômico; até porque, a conceituação tem muito de subjetividade.

Contudo, uma verdade é inquestionável nessa relação: vinho gastronômico é versátil; ou seja, tem característica que o torna capaz de harmonizar com várias comidas. Nem muito álcool, nem pouquíssimo álcool; pois, com muito álcool o vinho se sobrepõe à comida, e é inimigo de pratos salgados e condimentados.

Com pratos salgados provoca a sensação de ser mais alcoólico; e com os pratos condimentados a sensação de maior intensidade dos condimentos. Com pouquíssimo álcool o vinho desaparece diante de qualquer comida com um mínimo de elaboração. Portanto, esse vinho gastronômico deve ter de médio a pouco corpo.

Nesse vinho, a acidez é elemento básico: aumenta a produção de saliva – o que quebra os alimentos -, destaca os sabores dos pratos, combate a gordura, ameniza o sal, limpa o palato e, destacando, dá a estrutura ao vinho.

E a madeira no vinho gastronômico? Um vinho com um pouco de madeira, sim. Sabido que o carvalho adiciona corpo e complexidade ao vinho, tanto mais madeira exigirá mais atenção no momento de harmonizá-lo com os pratos.

Boa acidez, moderado teor alcoólico, corpo médio, são características que fazem do espumante um exemplar quase perfeito de vinho gastronômico. Sua limitação se restringe a pratos pesados, que ele não enfrenta. Certamente, é o padrão de vinho gastronômico.

Antes, porém, é necessário entender que, nesse universo vinho e comida, o prazer – longe de qualquer manual -, é subjetivo; e cabe a cada um descobri-lo à mesa.

Degustação I

A Hipperfrios Lourdes, à frente o Felipe Zanforlin, recebeu, dia 13 de maio, clientes e amigos da Importadora, para apresentação de vinhos da vinícola portuguesa, Herdade da Raposinha. A degustação foi comandada pelo proprietário e enólogo da vinícola, João Nuno Athayde. Muito louvados no evento, os vinhos passam a integrar o portfólio da Importadora.

Degustação II

A Distribuidora Assemblage, comandada pela Tuca e o Danilo Schirmer, realizou, dia 16 de maio, degustação de vinhos recém-lançados da Casa Valduga, da qual são representantes. Destinado ao circuito profissional, o evento foi conduzido pelo sommelier e embaixador da Valduga, Daniel Místico, que fez ampla exposição sobre os novos rótulos da Vinícola, para os sommeliers e proprietários de restaurantes, presentes ali. Além dos novos rótulos, o encontro teve ainda a degustação de vinhos, já consagrados, da Valduga. Evento digno das marcas.

Tim, tim.

*inima.souza@gmail.com

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Rota

Sua localização:

Mercado Comum: Jornal on-line BH - Cultura - Economia - Política e Variedades

Rua Padre Odorico, 128 – Sobreloja São Pedro
Belo Horizonte, Minas Gerais 30330-040
Brasil
Telefone: (0xx31) 3281-6474
Fax: (0xx31) 3223-1559
Email: revistamc@uol.com.br
URL: https://www.mercadocomum.com/
CNPJ: CNPJ 10.712.481/0001-11
DomingoAberto 24 horas
SegundaAberto 24 horas
TerçaAberto 24 horas
QuartaAberto 24 horas
QuintaAberto 24 horas
SextaAberto 24 horas
SábadoAberto 24 horas