Vinho, Gente, Coisas e Adjacências
Vinho, Gente, Coisas e Adjacências
Vinho, Gente, Coisas e Adjacências
Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Inimá Souza*

É maio, das noivas, flores e champanhes…

Ou espumantes; mesmo que, nos maios destes tempos, não se celebrem tantas noivas, eles, champanhes ou espumantes, seguem como os primeiros das ocasiões. Antes, e só para refrescar a cabeça de muitos: todo champanhe é espumante, mas, nem todo espumante é champanhe.

Festivo, refinado, elegante, o champanhe é, historicamente, o símbolo nobre do espumante; frequentou, e frequenta mesas de reis e rainhas e da aristocracia, mundo afora, ao longo dos tempos. Produzido e elaborado em Champagne (regiões de Vallée de La Marne, Côtes des Blancs, Côte de Sezanne e Côte de Bar), ele é um vinho único.

O espumante é consagrado como o vinho das grandes celebrações, das comemorações; e, pois, da alegria, dos grandes momentos; como condiciona a cultura, nas mais variadas longitudes. Um tanto limitador, não?

A celebração à noiva – agenda ainda preferencial no mês de maio – é momento de efusividade, e, assim, o espumante, no mais das vezes, é o primeiro item para a consagração do momento. Afinal, suas incontáveis e sonoras borbulhas, deslizando entre matizes, brancas ou rosadas, são uma ode à alegria. Nenhuma outra bebida, o substitui.

Polivalente e encantador, ele desfila do começo ao fim da festa; e a cada momento fazendo par, desde o amuse-bouche ao docinho final (a consagrada gastronomia francesa não faz assim?).

E o espumante brasileiro é, indiscutivelmente, muito bom; e as sucessivas premiações internacionais, estão aí para exibição, a céticos e desinformados. Menos complexos em relação ao Champanhe, sim, mas com personalidade distintiva, destacando jovialidade, leveza e encantadora acidez; principalmente naqueles produzidos pelo método Charmat, e aromas mais densos e mais corpo, nos elaborados pelo método tradicional. Não só as noivas e seus convidados irão adorar.

De fato, o espumante é vinho para quaisquer momentos. Qualquer ocasião com espumante é um momento único. À mesa, sua versatilidade alcança a mais variada gastronomia. Refrescante, ele é bem vindo em todas as Estações do nosso temperado ano. A qualquer momento, e pelos mais variados pretextos.

NOVOS CONSUMIDORES

Surpreendente a quantidade de jovens, de ambos os sexos, em busca de conhecimento sobre vinho. É o que vem mostrando cursos sobre a bebida, no Mercado da Boca, na unidade do bairro de Santa Tereza. O efeito, nas estatísticas do consumo, aparecerá logo.

Tim. Tim.

*(inima.souza@gmail.com)

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades