Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

 Por: Raimundo Couto

Já pensou em dirigir um carro que quando para no sinal ou em um congestionamento de trânsito desliga o motor? E assim que o motorista inicia os procedimentos para arrancar novamente ele liga e segue vida normal? Então isto pode acontecer com você em breve. A Fiat está lançando a versão do seu compacto Uno, que chega trazendo, entre outras “bossas” a tecnologia Start&Stop, que faz o carro ligar e desligar para economizar combustível e diminuir a emissão de poluentes na atmosfera. O lançamento deste novo modelo é sinal claro que nem mesmo a forte retração nas vendas de automóveis zero km está inibindo os fabricantes a investirem pesado em novos produtos. Em agosto a queda chegou a 7,4%, comparada a julho e no acumulado está quase 10% abaixo do que foi verificado em 2013. Ainda assim, o segmento dos compactos, o de maior expressão, com quase 60% do total de automóveis comercializados no país, foi o que recebeu o maior volume de novidades. Das quatro tradicionais montadoras do Brasil, apenas a General Motors não lançou produto inédito este ano. Enquanto concorrentes entram na disputa exibindo motor de 03 cilindros, os italianos atacam de tecnologia embarcada. O Uno traz de série em sua versão Evolution, o moderno e pioneiro (primeiro em disponibilidade no mercado nacional) sistema Star&Stop – que desliga o motor quando o motorista pisa no pedal do freio, no semáforo, e religa assim que a embreagem é acionada. Esta versão terá disponível apenas a motorização de 1.4 litros, flexível com potência de 84 cavalos.

RECURSO VERDE

A tecnologia Start&Stop está presente em muitos automóveis europeus, onde é grande a preocupação visando a diminuição da emissão de poluentes (CO2) na atmosfera. O sistema tem funcionamento intuitivo e é muito simples de ser utilizado, com controle totalmente eletrônico e inteligente. Em trânsito pesado basta parar o carro em ponto morto, que o motor desliga automaticamente. Para sair, é só pisar na embreagem que o propulsor religa imediatamente. Presente como item de série nesta versão, este recurso “verde” de última geração pode proporcionar, segundo informa o fabricante, uma economia de até 20% no consumo de combustível. Segundo a montadora, a cada cinco tanques de combustível o sistema proporciona a economia de um a cada cinco tanques de combustível. O sistema é responsável por desligar o motor em paradas rápidas, e religá-lo, para arrancar novamente. No caso do Uno, para atuar o carro precisará estar com o câmbio em ponto morto e a embreagem liberada. O motor ficará desligado por até 2 minutos e 45 segundos ou até que o condutor acione a embreagem e ele volta a funcionar. Caso o ar-condicionado esteja ligado, este tempo diminui para no máximo um minuto, de modo que a cabine não esquente. No painel do carro, após o desligamento do motor em uma parada, um símbolo mostra quando o sistema está ativo e funcionando. Em caso de paradas mais longas, que excedam 165 segundos, o motor entra em funcionamento sem a intervenção do motorista, garantindo a proteção da carga da bateria. O sistema S&S também pode religar automaticamente o motor caso o vácuo do servo-freio baixe ou ainda se o carro atingir velocidade superior a 3 km/h (por exemplo, em uma situação de aclive e declive).

BOA NOVA

Novidades externas ficam por conta dos novos faróis e para-choques, além da grade mais estreita que segue marcado como uma característica estética principal os três quadradinhos, como falsa entrada de ar. Na traseira, as lanternas recebem lentes transparentes e acabamento em diversos quadradinhos, remetendo, novamente, o conceito que deu forma ao Novo Uno padroniza seu desenho. Internamente o Novo Uno ganhou muito em valor agregado. O carro ficou com aparência superior, mais sofisticado e distancia léguas da simplicidade que deu origem ao projeto do carro popular. O quadro de instrumentos ganha um mostrador digital no centro do velocímetro, além do painel redesenhado com destaque para o novo sistema de som, em posição elevada. Além disso, os botões dos vidros elétricos vão para as portas e são iguais aos do irmão mais nobre, o Punto. Novos, também, são os tecidos nos bancos. O volante pode receber diversos comandos. O modelo ganhou quadro de instrumentos com display de LCD de 3,5” de alta resolução, retrovisores externos elétricos com função Tilt Down, sensor de estacionamento traseiro, rádio integrado ao painel com display maior e novas funções e chave de seta com função Lane Change. Ele permite que um leve toque na chave de seta acione a função do pisca por cinco vezes.

TECLAS PARA QUE TE QUERO

Como dito acima a versão Sporting, quando equipada com o câmbio Dualogic Plus, traz o inédito sistema de operação através de botões no console central ou pelas conhecidas borboletas, atrás do volante, acopladas à coluna de direção. O sistema dispensa o uso de alavanca e tem similaridade ao usado no esportivo Fiat 500 Abarth. No console central, os cinco botões permitem acionamento do novo câmbio: A/M (Automático/Manual), D (Drive), N (Neutro), R (Ré) e a tecla S (Sport), que aciona o modo de condução esportiva. Atrás do novo volante, duas borboletas (padle shifts) permitem trocas de marchas manualmente. Toda vez que o motorista aciona o motor, independente da operação realizada anteriormente, ele já reposiciona automaticamente a marcha em neutro “N”. Além disso, para iniciar o movimento do carro e engatar a primeira marcha, o condutor conta com duas opções: pressionar o botão Drive “D” no console ou acionar a borboleta localizada atrás do volante. São sete versões do Fiat Uno, equipadas com os motores Fire Evo Flex 1.0 e 1.4. Attractive 1.0 (R$ 30.990) e Evolution 1.4 Start&Stop (R$ 34.990), mais as versões Way 1.0 (R$ 31.490) e 1.4 (R$ 34.990) e a Sporting 1.4 (R$ 36.650). Todas com quatro portas. A elas somam- se também as versões Vivace 1.0 de duas (R$ 26.370) e de quatro portas (R$ 28.500), que mantêm a carroceria anterior, mas já como linha 2015.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *