remédio de amostra. Expediente quase no fim, Doutor Sebastião foi lá fora, viu chegando um casal da roça. Gente muito pobre, mal alimentada e, era capaz de apostar, cheia de cisma com comida: isto assim-assim é quente, o povo diz que aquilo é reimoso, tem muita mistura que mata na hora: manga com leite, por…

Por parte de pai

3 de dezembro de 2021 0

Olavo Romano* – (olavoromano@task.com.br) No Tombadouro, Chico Theobaldo vivia numa simplicidade rústica. Viúvo, casou-se com a cunhada, que ajudou na criação dos filhos, quatro meninos, quatro meninas, todos com nomes começados por A. Quando ficaram moças, ele prometeu ao cunhado Mariano, chamado Maia, dar-lhe uma delas como esposa. Solteirão, passado dos cinquenta, Maia era feio,…

Por parte da mãe

1 de novembro de 2021 0

Olavo Romano* – (olavoromano@task.com.br) Zulmira, minha avó materna, Dinha para nós, se orgulhava das cinco tábuas aplicadas. Meu avô, o mais recente recusado, entrou na repescagem para evitar que Avelina se casasse antes, fazendo pinguela sobre a irmã mais velha. Dinha vivia ocupada. Café com quitanda para os retireiros, dia amanhecendo; apalpação de galinhas, soltando…

Aves da mesma plumagem

7 de outubro de 2021 0

Olavo Romano* Antigo provérbio ensina que aves de mesma plumagem voam juntas. Nas primeiras gerações dos Silveiras, de minha avó materna, figuram um português e uma negra, a filha de uma bugra pega a laço, até que os casais pudessem se formar em galhos da mesma árvore. Olímpio, meu bisavô, vinha de uma família numerosa,…