Minas Gerais concentra 25% das franqueadoras do país e tem potencial de expansão, principalmente no interior do estado

Minas Gerais é o terceiro estado brasileiro em número de redes e unidades de franquias em operação. Em 2018, o estado registrou um crescimento no setor de franchising superior à média brasileira. Segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), houve um aumento de 22% no número de franqueadoras mineiras, chegando a 704 marcas em operação, o equivalente a 25% das redes do Brasil.

O bom momento do setor é uma oportunidade para empresas de todos os portes que já alcançaram maturidade gerencial e querem ampliar sua participação no mercado. Para orientar e dar suporte a micro e pequenas empresas interessadas em franquear suas marcas, o Sebrae Minas abre novas turmas do programa Minas Franquia em Belo Horizonte. A inscrição pode ser feita até o dia 30 de abril. Informações: (31) 3379-9141/3379-9359 ou no site www.sebrae.com.br/minasgerais.

Outros números que confirmam as boas expectativas do franchising em Minas Gerais são a expansão do faturamento do setor, que cresceu 11,6% em 2018. As unidades franqueadas somaram, no ano passado, 8.393, uma expansão de 14% em relação a 2017. “O estado confirma a tendência de interiorização do setor, com expectativas muito positivas de expansão”, avalia a analista do Sebrae Minas Alessandra Simões.

Por ser um modelo de negócio já testado no mercado e que oferece amplo suporte de gestão e divulgação para os empreendedores, o franchising se tornou uma opção atrativa para micro e pequenas empresas (MPE) expandirem sua atuação. Em Minas Gerais, por exemplo, 111 pequenos negócios franquearam suas operações nos últimos sete anos com o apoio do Sebrae, por meio do programa Minas Franquia.

A Hakuna Batata é uma das  redes de pequeno porte que está expandindo sua operação no estado. Inaugurada em 2011, em Viçosa, a empresa se tornou franqueadora em 2015, depois de participar do Minas Franquia. Hoje, a Hakuna Batata tem 22 unidades de franquias vendidas em 12 municípios. A rede gera 160 empregos diretos e o faturamento médio das lojas gira em torno de R$ 80 mil, com 20% de lucratividade. O aporte para abrir uma loja franqueada é de R$ 200 mil, incluindo estoque inicial e capital de giro. “O investimento é recuperado em um ano e meio”, garante Adilson Ladeira, proprietário da marca.

Franchising – setor em crescimento

Em Minas Gerais

  • R$ 13.467 milhões em faturamento (11,6% maior que em 2017)
  • 704 marcas em operação/redes franqueadoras (22% maior que em 2017)
  • 8.393 unidades franqueadas (14% maior que em 2017)

No Brasil

  • R$ 174.843 bilhões em faturamento (7,1% maior que em 2017)
  • 2.877 marcas em operação/redes franqueadoras (1,1% maior que em 2017)
  • 153.704 unidades franqueadas (5,2% maior que em 2017)

 

*Fonte: Associação Brasileira de Franchising (ABF)/2018

Minas Franquia

O Minas Franquia tem o objetivo de fomentar o sistema de franchising em Minas Gerais, propiciando a pequenas empresas com potencial de crescimento a oportunidade de expandir os negócios. O programa lançou, nos últimos sete anos, 111 empresas franqueadoras no estado. Nesse período, 205 franquias já foram vendidas em todo o estado, em transações que somam cerca R$ 10 milhões.

De acordo com Alessandra Simões, o processo para transformar uma pequena empresa em franqueadora começa com uma análise do potencial do negócio e da maturidade gerencial da empresa. “É preciso que o negócio seja replicável, ou seja, tenha processos, padrões e know how a serem repassados aos franqueados”, afirma a analista.

O passo seguinte é a estruturação legal, que inclui toda a documentação necessária. Depois disso, o programa Minas Franquia dá suporte para os empresários iniciarem seu processo de comercialização e a divulgarem seu franchising. A última etapa do programa prevê auxílio na implementação da rede de franquias. Todo esse processo leva em torno de 18 meses.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *