Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

O presidente eleito do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG), conselheiro Sebastião Helvecio Ramos de Castro, tomou posse no dia 9 de fevereiro, em solenidade ocorrida às 17 horas no Auditório Vivaldi Moreira, localizado na sede da instituição. Ele sucede, durante o biênio 2015-2016, a conselheira Adriene Andrade.
Na mesma ocasião, também foram empossados o vice-presidente conselheiro Cláudio Couto Terrão e o corregedor e conselheiro Mauri José Torres Duarte, também eleitos por unanimidade, no dia 10 de dezembro do ano passado, pelo Tribunal Pleno.
O novo presidente do TCEMG foi nomeado conselheiro pelo governador Aécio Neves, no ano de 2009, na vaga deixada pelo falecido conselheiro Simão Pedro Toledo. SebastiãoHelvecio é médico pediatra, bacharel em direito, especialista em Controle Externo, doutor em Saúde Coletiva e possui extensa carreira política. Foi vice-prefeito de Juiz de Fora, secretário de Estado da Saúde e deputado estadual constituinte. Exerceu outras cinco legislaturas na Assembleia de Minas. No TCEMG, já foi corregedor e vice-presidente.
Além de ter sido signatário da Constituição Mineira de 1989, a Constituição Compromisso, como secretário de Saúde, Sebastião Helvecio foi o responsável pela criação do primeiro banco público de sangue do país, o Hemominas, concedendo à população um acesso gratuito a transfusões de sangue com qualidade.
No TCEMG, coordenou o estudo sobre a dívida do Estado de Minas com a União e seu parecer, no Balanço Geral do Estado de 2010, tornou- se fonte para a lei que reduziu os juros das dívidas dos estados e municípios, sancionada no mês passado.
O vice-presidente eleito, Cláudio Couto Terrão, é proveniente do quadro do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas do Estado. Graduou-se em Ciência da Computação e em Direito. Dentre outros, exerceu os cargos de auditor fiscal, procurador do INSS, procurador federal, Procurador do Ministério Público junto ao TCM de Goiás e ao TCE de Minas. Foi nomeado Conselheiro em 2010, pelo governador Anastasia.
O corregedor Mauri Torres foi deputado estadual por seis legislaturas e presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais por dois mandatos consecutivos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *