São Paulo registra crescimento de 68% de abertura de empresas no semestre
São Paulo registra crescimento de 68% de abertura de empresas no semestre
São Paulo registra crescimento de 68% de abertura de empresas no semestre
Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Marca supera o patamar de aberturas antes da pandemia; é o maior saldo dos últimos anos

O estado de São Paulo registrou aumento de 68% do saldo líquido de abertura de empresas no primeiro semestre de 2022 em comparação aos primeiros seis meses de 2019, período anterior à pandemia do coronavírus. Segundo dados da Junta Comercial do Estado de São Paulo (JUCESP), órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, foram 87.809 novos empreendimentos frente aos 52.267 abertos há três anos. Na comparação com o primeiro semestre de 2021, quando o saldo foi de 84.861 novas empresas, o crescimento foi de 3,5%. Já com o período de 2020, o resultado líquido foi de 46.391 constituições e alta de 89,3%.

A marca alcançada é atribuída a um conjunto de ações desenvolvidas pelo Governo do Estado, em consonância com diversas ações de outros órgãos, autarquias, secretarias e entidades que possuem relação direta com o setor mercantil. A JUCESP tem buscado digitalizar os serviços a fim de desburocratizar os processos e dar celeridade às novas constituições de CNPJs. Processos que levavam de 4 a 5 dias para serem concluídos chegam a ser finalizados hoje em até 24 horas. Desde então, recordes de abertura não param de ser registrados.

“É importante reconhecer o espírito empreendedor do nosso estado. Aqui nós temos uma atividade econômica dinâmica com muitas pessoas querendo empreender. Não à toa, os dados da JUCESP mostram este crescimento tão forte de empresas sendo abertas”, comentou Zeina Latif, secretária de Desenvolvimento Econômico.

Em 2021, a JUCESP obteve recorde de abertura de empresas, com 288.502 novos negócios constituídos no estado de São Paulo, o maior número na série histórica realizada desde 1998. O estado de São Paulo também registrou recorde de abertura de empresas nos primeiros quatro meses do ano, com 94.043 CNPJs. É o melhor desempenho do período já registrado nos últimos 24 anos, superando os 88.618 novos empreendimentos computados no primeiro quadrimestre de 2021 – até então o melhor.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico exerce papel fundamental para atrair investimentos ao Estado, fomentar o empreendedorismo com foco na geração de emprego e renda e incentivar a inovação tecnológica. Além disso, oferece qualificação profissional para atender as demandas atuais e futuras do mercado de trabalho. Entre os principais programas da pasta destacam-se o Bolsa Trabalho, Bolsa Empreendedor, IdeiaGov, Banco do Povo, Empreenda Rápido e Minha Chance.

No total, são 11 órgãos vinculados à secretaria, como o Centro Paula Souza, Instituto de Pesquisas Tecnológicos (IPT), Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e Universidade de São Paulo (USP).

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades