Robert Half celebra 15 anos de atuação no Brasil em momento de plena expansão dos negócios
Robert Half celebra 15 anos de atuação no Brasil em momento de plena expansão dos negócios
Robert Half celebra 15 anos de atuação no Brasil em momento de plena expansão dos negócios
Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Consultoria tem registrado crescimento expressivo no País e, apenas em 2022, abriu três novas operações: Florianópolis (SC), Recife (PE) e Curitiba (PR)

A Robert Half, primeira e maior consultoria de soluções em talentos no mundo, está celebrando 15 anos de presença no mercado brasileiro, com foco em manter a sua trajetória de sucesso no País. Em 2022, a consultoria colocou em prática mais uma etapa de seu sólido processo de expansão nacional com a inauguração de três novas operações: Florianópolis (SC), Recife (PE) e Curitiba (PR), que se juntam às unidades de São Paulo, Campinas, ABC e Baixada Santista, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre. Com esse movimento, foi possível completar a cobertura da Região Sul e chegar ao Nordeste do País.

A estratégia de ampliação das atividades acompanha os excelentes resultados que a Robert Half segue conquistando ano após ano no Brasil. Desde 2018, a consultoria vem registrando um crescimento médio anual na casa dos dois dígitos e, mesmo diante da pandemia, suas boas práticas de gestão e seu time de colaboradores permitiram manter essa evolução nos últimos dois anos. É válido destacar que os resultados atingidos até o momento apontam para a conquista do objetivo de crescimento anual, que se mantém na faixa dos dois dígitos até o final de 2022.

“Nos últimos 15 anos, nossos negócios cresceram significativamente na América do Sul e vem sendo excepcional acompanhar a velocidade e o ritmo de crescimento do Brasil. O país não é somente importante em termos de receita, mas também estrategicamente, já que almejamos parcerias com empresas de todo o mundo”, destaca David King, Diretor Administrativo Sênior do Canadá e América do Sul na Robert Half. “Nosso objetivo é que a operação brasileira da Robert Half alcance o mesmo tamanho para nossos negócios que a economia brasileira representa globalmente”, ressalta King.

Pode-se afirmar que a conjuntura da expansão também é consequência do compromisso que a Robert Half tem com sua força de trabalho. Certificada pelo Great Place To Work (GPTW) no Brasil desde 2018, a companhia está sempre disposta a ouvir seus funcionários para compreender suas vontades e necessidades. Preparada para o futuro do trabalho e atenta às principais tendências do mercado, a Robert Half optou por oferecer um modelo de trabalho flexível aos seus mais de 13.000 colaboradores ao redor do mundo, o que proporciona aos profissionais a possibilidade de escolher, de acordo com suas necessidades pessoais, o melhor local para trabalhar.

A escolha pelo modelo flexível está respaldada pelas tendências mais latentes para o futuro do trabalho, além de ter sido uma demanda dos próprios funcionários. O mais recente estudo da Robert Half, que ouviu 1.161 profissionais qualificados, igualmente divididos entre recrutadores, empregados e desempregados, mas em busca de recolocação, reforçou que, na última década, a principal quebra de paradigma no mercado de trabalho foi o rompimento com a ideia de que a produtividade estaria diretamente associada ao trabalho presencial.

Principais quebras de paradigma no mercado de trabalho na última década
(Fonte: 20ª edição do Índice de Confiança Robert Half – ICRH)

Recrutadores Empregados Desempregados
Rompimento com a ideia de que a produtividade estaria diretamente associada ao trabalho presencial – 81% Rompimento com a ideia de que a produtividade estaria diretamente associada ao trabalho presencial – 87% Rompimento com a ideia de que a produtividade estaria diretamente associada ao trabalho presencial – 79%
Diminuição do desejo de trabalhar muitos anos em uma mesma empresa – 51% Diminuição do desejo de trabalhar muitos anos em uma mesma empresa – 46% Importância da educação continuada (além dos diplomas de ensino superior tradicionais) – 49%
Valorização da liderança colaborativa e fuga do microgerenciamento – 39% Importância da educação continuada (além dos diplomas de ensino superior tradicionais) – 42% Diminuição do desejo de trabalhar muitos anos em uma mesma empresa – 40%

O panorama atual já demonstrou que a flexibilidade é capaz de prover mais produtividade e figura como um fator fundamental nas estratégias de atração e retenção, cada vez mais desafiadoras. Segundo dados da pesquisa, 73% dos profissionais empregados e 67% dos desempregados consideram a adoção dos modelos flexíveis de trabalho, remoto ou híbrido, como uma ação relevante para atrair talentos do mercado. Entre os recrutadores, 78% veem esses modelos como parte permanente do cenário de emprego nos próximos anos. A valorização do equilíbrio entre vida pessoal e profissional e o reconhecimento da essencialidade da saúde mental no ambiente de trabalho vêm logo em seguida, na opinião dos entrevistados.

“Há 15 anos, lá em 2007, tivemos o desafio de criar a marca ‘Robert Half’ no Brasil e apresentar um novo modelo de trabalho ao mercado nacional. Desde então, muito se desenvolveu e se transformou, mas o que mais mexeu com o mercado, sem dúvidas, foi a entrada da tecnologia. Hoje, temos uma série de ferramentas tecnológicas que nos permitem tocar processos seletivos de modo online, agradando tanto candidatos quanto clientes, e já somos capazes de fechar contratações em apenas 48h”, destaca Fernando Mantovani, diretor-geral da Robert Half para a América do Sul.

“Em um contexto de mercado no qual a taxa de desemprego entre profissionais qualificados está no seu índice mais baixo dos últimos anos, as estratégias de atração e retenção estão na mente dos executivos da maior parte das empresas, que estão presenciando essa disputa pelos melhores talentos. Por isso, hoje, mais do que nunca, há uma grande importância para o propósito e para o que a empresa faz enquanto sociedade. Mais do que falar, no entanto, é importante praticar questões de ESG, diversidade e inclusão”, completa Mantovani.

A Robert Half é a primeira e maior empresa de soluções em talentos no mundo. Fundada em 1948, a empresa opera no Brasil selecionando profissionais permanentes e para projetos especializados nas áreas de finanças, contabilidade, mercado financeiro, seguros, engenharia, tecnologia, jurídico, recursos humanos, marketing e vendas e cargos de alta gestão. Com presença global e atuação na América do Norte, Europa, Ásia, América do Sul e Oceania, a Robert Half aparece em listas das empresas mais admiradas do mundo. A Robert Half é reconhecida, também, por seu compromisso de promover a igualdade e proporcionar uma cultura que apoia a diversidade.

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Mercado Comum: Jornal on-line BH - Cultura - Economia - Política e Variedades

Rua Padre Odorico, 128 – Sobreloja São Pedro
Belo Horizonte, Minas Gerais 30330-040
Brasil
Telefone: (0xx31) 3281-6474
Fax: (0xx31) 3223-1559
Email: revistamc@uol.com.br
URL: https://www.mercadocomum.com/
CNPJ: CNPJ 10.712.481/0001-11
DomingoAberto 24 horas
SegundaAberto 24 horas
TerçaAberto 24 horas
QuartaAberto 24 horas
QuintaAberto 24 horas
SextaAberto 24 horas
SábadoAberto 24 horas