PIB de Minas Gerais cresceu 5,1% em 2021, acima da média nacional de 4,6%
PIB de Minas Gerais cresceu 5,1% em 2021, acima da média nacional de 4,6%
PIB de Minas Gerais cresceu 5,1% em 2021, acima da média nacional de 4,6%
Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Nos três anos do governo Zema a economia mineira teve desempenho pior do que a média nacional e acumula perda de 1% no período

Carlos Alberto Teixeira de Oliveira*

MINAS GERAIS – EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO – 2001/2021*

Ano                 População em Habitantes       Crescimento %

2001                18.402.608                              1,235

2002                18.620.721                              1,185

2003                18.832.431                              1,137

2004                19.037.702                              1,090

2005                19.236.503                              1,044

2006                19.428.834                              1,010

2007                19.614.742                              0,957

2008                19.794.278                              0,915

2009                19.967.560                              0,875

2010                20.134.742                              0,837

2011                20.294.485                              0,793

2012                20.446.840                              0,751

2013                20.593.356                              0,717

2014                20.734.097                              0,683

2015                20.869.101                              0,651

2016                20.997.560                              0,616

2017                21.119.536                              0,581

2018                21.235.870                              0,551

2019                21.346.492                              0,521

2020                21.451.356                              0,491

2021                21.1551.428                              0,467

* Em 1º de julho

Fonte: IBGE/Elaboração:MinasPart Desenvolvimento

De acordo com o IBGE –Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a população brasileira estimada para 1º de julho de 2021 era de 213.440.458 habitantes e São Paulo lidera o ranking nacional como o estado mais populoso do país, com uma população de 46.648.199 habitantes, ou 21,86% do total. Minas Gerais vem em seguida, na segunda posição e uma população de 21.551.426 habitantes – representando 10,10% do total brasileiro.

MINAS GERAIS X BRASIL – TAXA ANUAL DE CRESCIMENTO DO PIB – PRODUTO INTERNO BRUTO2011/2021 – Em %

Ano                 Minas Gerais    Brasil

2001               -0,12                1,39

2002                3,73                 3,05

2003                2,13                 1,14

2004                5,89                 5,76

2005                4,02                 3,20

2006                3,91                 3,96

2007                5,53                 6,07

2008                4,68                 5,10

2009               -3,92                -0,13

2010                9,08                 7,53

2011                2,48                 3,97

2012                3,33                 1,92

2013                0,47                 3,00

2014               -0,70                 0,50

2015               -4,26                  -3,55

2016               -2,00               -3,27

2017                1,66                 1,32

2018                1,33                 1,78

2019               -0,01                1,22

2020               -4,05                 -3,88

2021                5,05                 4,62

*Anos em que a economia de MG teve desempenho

pior do que a brasileira

Os dados de 2020 e 2021 são preliminares

Fonte: IBGE/FJP – Elaboração: MinasPart Desenvolvimento

Em doze dos 21 anos decorridos deste século XXI, em doze deles a variação do PIB – Produto Interno Bruto de Minas Gerais teve desempenho pior do que a média nacional. Isto significa, literalmente, que a economia estadual cresceu menos do que a média dos estados brasileiros no período.

Nestes 21 anos (2001 a 2021), enquanto O PIB brasileiro contabilizou uma expansão acumulada de 49,67%, o de Minas Gerais aumentou 39,12% – situando o estado na 25ª posição em relação ao desempenho da economia brasileira no período.

Já nos três anos iniciais do governo Romeu Zema – 2019 a 2021, a economia de Minas Gerais não conseguiu se desvencilhar do aprisionamento ao já histórico crescimento inferior à média nacional deste século XXI pois, enquanto o PIB brasileiro registrou um aumento acumulado de 1,79%, o do estado ficou restrito a uma expansão de 0,80% no mesmo período.

De acordo com estudos preliminares, o PIB de Minas Gerais em 2021 totalizou R$ 805,5 bilhões – equivalente a US$ 149,30 bilhões. O número foi apresentado pela Fundação João Pinheiro, responsável pelo cálculo oficial do Produto Interno Bruto do estado, durante coletiva à imprensa, no dia 16 de março último. Do valor total, 61,6% são atribuídos aos serviços; 30,1%, à indústria; e 8,3%, à agropecuária. As informações são parte do Informativo FJP – Contas Regionais – PIB MG – 4º trimestre de 2021, já disponível no site da instituição.

MINAS GERAIS – COMPOSIÇÃO SETORIAL DO PIB

Agropecuária: 8,3%
Indústria: 30,1%
Serviços: 61,6%

De acordo com a instituição, durante o último trimestre de 2021, o PIB de Minas Gerais teve resultado 0,4% acima do mesmo período de 2019, antes da pandemia e, apesar da evolução desfavorável da economia no segundo semestre do ano passado, o desempenho relativamente positivo no segundo trimestre contribuiu para que o volume do PIB estadual crescesse 5,1% em 2021 em relação a 2020.

PIB MG 2010 2021
PIB MG 2010 2021

“No estado, ao longo do ano, a variação positiva do índice de volume do PIB ocorreu, praticamente, no segundo trimestre (1,2%), tendo em vista que, no primeiro trimestre, a economia expandiu apenas 0,1% e que houve retração de -0,4% no nível de atividade produtiva no terceiro trimestre e de -0,7% no quarto trimestre de 2021“, explica o pesquisador da FJP Raimundo Leal. Já no Brasil, como observa o também pesquisador da FJP, Thiago Almeida, “houve crescimento econômico constatado na série com ajuste sazonal no primeiro e no último trimestre de 2021 de, respectivamente, 1,4% e 0,5%, e retração -0,3% no segundo e de -0,1% no terceiro trimestre do ano”.

Minas Gerais – Desempenho Setorial em relação ao PIB total – 2021

Agropecuária: -8,4%

Indústria: 9,2%

-Extrativa Mineral: 15,0%

-Construção: 12,0

-Transformação: 9,4%

Serviços: 4,1%

Setores – O crescimento da economia estadual em 2021 foi puxado pela variação positiva no volume de Valor Adicionado Bruto (VAB) da indústria (9,2%) e dos serviços (4,1%). A extração mineral foi a atividade que apresentou a maior expansão no acumulado do ano (15,0%), seguida pela construção civil, que registrou crescimento de 12,0% em nível estadual.

PIB MG quarto trimestre 2021
PIB MG quarto trimestre 2021

A indústria de transformação mineira foi outro segmento que conseguiu compensar as perdas no seu nível de atividade, observadas principalmente no segundo trimestre de 2020, tendo encerrado 2021 com uma expansão de 9,4% no volume de VAB em relação a 2020. A atividade de energia e saneamento, por sua vez, apresentou queda de 6,7% no volume de VAB em Minas Gerais em 2021 comparativamente a 2020.

Nos serviços, a recuperação no volume de transporte ao longo de 2021 (8,8%) foi um dos destaques setoriais, apesar do resultado negativo observado em Minas Gerais no quarto trimestre do ano (-3,5%).

O agrupamento “outros serviços”, que representa mais de um terço do VAB estadual, também se recuperou das perdas ocorridas em 2020: registrou crescimento de 7,1% na economia mineira em 2021. No comércio, a expansão foi de 5,5% em comparação a 2020 e, na administração pública, a expansão registrada para 2021 foi de 1,4%.

PIB MG primeiro trimestre 2018 a quarto trimestre 2021
PIB MG primeiro trimestre 2018 a quarto trimestre 2021

“Prejudicada pelas estiagens prolongadas ao longo de 2021 e por geadas em algumas regiões do estado, a atividade agropecuária teve retração de 8,4% em Minas Gerais. Apesar do resultado anual negativo, o nível de atividade do setor no estado aumentou 8,6% na comparação do quarto trimestre de 2021 com o trimestre imediatamente anterior”, pontua Almeida.

Composição – Para o quarto trimestre de 2021, o PIB de Minas foi estimado em R$ 208,8 bilhões e representou 9,2% do PIB nacional. “Desse total, R$ 26,7 bilhões dizem respeito aos impostos indiretos líquidos de subsídios e R$ 182,1 bilhões referem-se ao Valor Adicionado Bruto (VAB). Na composição setorial relativa ao quarto trimestre de 2021, o VAB agropecuário foi responsável por R$ 4,8 bilhões (2,7% do total); o da indústria, por R$ 53,9 bilhões (29,6% do total); e o dos serviços, por R$ 123,4 bilhões (67,7% do total)”, conclui Leal.

MINAS GERAIS – EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO – 2001/2021

Ano                 População em Habitantes       Crescimento %

2001                18.402.608                              1,235

2002                18.620.721                              1,185

2003                18.832.431                              1,137

2004                19.037.702                              1,090

2005                19.236.503                              1,044

2006                19.428.834                              1,010

2007                19.614.742                              0,957

2008                19.794.278                              0,915

2009                19.967.560                              0,875

2010                20.134.742                              0,837

2011                20.294.485                              0,793

2012                20.446.840                              0,751

2013                20.593.356                              0,717

2014                20.734.097                              0,683

2015                20.869.101                              0,651

2016                20.997.560                              0,616

2017                21.119.536                              0,581

2018                21.235.870                              0,551

2019                21.346.492                              0,521

2020                21.451.356                              0,491

2021                21.1551.428                              0,467

Fonte: IBGE/Elaboração:MinasPart Desenvolvimento

MINAS GERAIS – EVOLUÇÃO DO PIB PER CAPITA – 2011/2021 – Em %
Ano PIB Total Crescimento da População PIB Per Capita
2011 2,48 0,79 1,68
2012 3,33 0,75 2,56
2013 0,47 0,72 -0,25
2014 -0,70 0,68 -1,36
2015 -4,26 0,65 -4,88
2016 -2,00 0,62 -2,64
2017 1,66 0,58 1,07
2018 1,33 0,55 0,78
2019 -0,01 0,52 -0,51
2020* -4,05 0,49 -4,56
2021* 5,05 0,47 4,56

*Dados Preliminares

Fonte: IBGE/Fundação João Pinheiro/Elaboração MinasPart Desenvolvimento

MINAS GERAIS/BRASIL – PIB EM US$ milhões – 2001/2021*

Ano                 Minas Gerais                Brasil                           MG/Brasil-%

2001                47.837                          559.563                    8,55

2002                42.345                          508.101                    8,33

2003                46.956                          559.465                    8,39

2004                58.761                          669.340                    8,78

2005                77.411                          892.033                    8,68

2006                97.715                       1.107.131                    8,83

2007                123.421                       1.396.797                    8,84

2008                151.689                       1.693.147                    8,96

2009                144.247                       1.672.625                    8,62

2010                199.673                       2.209.751                    9,04

2011                239.042                       2.614.482                    9,14

2012                226.302                       2.463.549                    9,19

2013                225.938                       2.468.456                    9,15

2014                219.463                       2.454.846                    8,94

2015                155.584                       1.796.168                    8,66

2016                156.432                       1.800.134                    8,69

2017                180.570                       2.063.185                    8,75

2018                168.224                       1.916.213                    8,78

2019                165.181                       1.872.800                    8,82

2020*              130.175                       1.447.998                    8,99

2021*              149.300                       1.608.832                    9,28

Projeções preliminares – US$ correntes

Fonte: IBGE/Banco Central do Brasil/Fundação João Pinheiro –

Elaboração:MinasPart Desenvolvimento

A renda per capita média dos brasileiros em 2019 (último dado disponível), de acordo com o IBGE-Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, era de R$ 35.161,70 em valores correntes. O Distrito Federal lidera, com R$ 90.742,75 – equivalentes a 2,58 vezes superior à média nacional – sendo seguido por São Paulo e Rio de Janeiro, que detêm R$ 51.140,82 e R$ 45.174,08, respectivamente. Já a renda per capita dos mineiros, no mesmo período, era de R$ 30.794,04 – equivalente a 87,6% da média nacional, classificando Minas Gerais na 10ª classificação entre os estados brasileiros.

MINAS GERAIS – RENDA PER CAPITA – 2011/2021

Ano                 PIB-US$ milhões        População       Renda Per Capita – US$

2011                239.042                       20.294.485                  11.778,60

2012                226.302                       20.446.840                  11.067,80

2013                225.938                       20.593.356                  10.971,40

2014                219.463                       20.734.097                  10.584,60

2015                155.584                       20.869.101                  7.455,20

2016                156.432                       20.997.560                  7.450,00

2017                180.570                       21.119.536                  8.550,00

2018                168.224                       21.235.870                  7.921,69

2019                165.181                       21.346.492                  7.589,01

2020*              130.175                       21.451.356                  5.825,46

2021*              149.300                       21.551.428                  6.927,60

*Estimativa – Fonte: IBGE/Elaboração: MinasPart Desenvolvimento

Minas Gerais detém, com uma participação relativa de 9,3% do total, a posição de 2ª maior economia estadual do país, sendo ultrapassada apenas por São Paulo, com 31,8%. Apesar do bom desempenho verificado pela economia de Minas Gerais em 2021, esse resultado não foi o suficiente para evitar que o estado perdesse para o Pará, a tradicional posição de maior superávit na balança comercial brasileira e de maior produtor de minério de ferro do país. Minas Gerais também perdeu, em 2021, a liderança de maior produtor de aço nacional para o Rio de Janeiro.

RANKING DO DESEMPENHO REAL DO PIB DE MINAS GERAIS POR GOVERNO – EM RELAÇÃO AO PIB BRASILEIRO

Variação média anual no período – 1995 a 2021

Governo                                              Taxa de Desempenho

Real do PIB – Em %

Antonio Anastasia/Alberto Coelho                -0,95

Romeu Zema                                                   -0,32

Aécio Neves 1 e 2                                           -0,16

Eduardo Azeredo                                            -0,39

Itamar Franco                                                  -0,10

Fernando Pimentel*                                        +0,11

*Tanto o PIB brasileiro quanto o mineiro tiveram desempenho acumulado

negativo durante o período 2015 a 2018. No entanto, a queda do PIB de Minas

registrou retração menos acentuada do que a economia brasileira.

Fonte: IBGE/FJP-Elaboração: MinasPart Desenvolvimento

MINAS GERAIS – VARIAÇÃO DO PIB POR GOVERNO

EDUARDO AZEREDO
EDUARDO AZEREDO

1995 a 1998 – EDUARDO AZEREDO – Em %

Ano                                         Minas Gerais              Brasil

1995                                        3,20                             4,42

1996                                        3,69                             2,15

1997                                        3,00                             3,38

1998                                       -0,27                             0,04

Média Anual                           2,41                            2,50

Diferença                                -0,09

Acumulado do Período           9,92                         10,31

Diferença                                 -0,39

(Diferença em pontos percentuais)

ITAMAR FRANCO
ITAMAR FRANCO

1999 a 2002 – ITAMAR FRANCO – Em %

Ano                                         Minas Gerais              Brasil

1999                                        0,08                             0,25

2000                                        5,11                             4,40

2001                                     -0,12                              1,39

2002                                        3,73                             3,05

Média Anual                           2,20                             2,27

Diferença                                -0,10

Acumulado do Período           8,99                             9,35

Diferença                              -0,36

(Diferença em pontos percentuais)

AÉCIO NEVES
AÉCIO NEVES

2003 a 2006 –AÉCIO NEVES I– Em %

Ano                                         Minas Gerais              Brasil

2003                                        2,13                             1,14

2004                                        5,89                             5,76

2005                                        4,02                             3,20

2006                                        3,91                             3,96

Média Anual                           3,99                             3,52

Diferença                                 0,47

Acumulado do Período       16,89                           14,76

Diferença                                 2,13

(Diferença em pontos percentuais)

2007 a 2010 – AÉCIO NEVES 1 – Em %

Ano                                         Minas Gerais              Brasil

2007                                        5,53                             6,07

2008                                        4,68                             5,10

2009                                      -3,92                           -0,13

2010                                        9,08                             7,53

Média Anual                           3,84                             4,64

Diferença                                -0,80

Acumulado do Período         15,73                          19,72

Diferença                                -3,99

(Diferença em pontos percentuais)

2003 a 2010 – AÉCIO NEVES – 1 e 2– Em %

Ano                                         Minas Gerais              Brasil

Média Anual                           3,92                             4,08

Diferença                                -0,16

Acumulado do Período         35,28                          37,38

Diferença                                 -2,19

(Diferença em pontos percentuais)

ANTONIO ANASTASIA, ALBERTO P. COELHO
ANTONIO ANASTASIA, ALBERTO P. COELHO

2011 a 2014 –ANTONIO ANASTASIA / ALBERTO P. COELHO

Em %

Ano                                         Minas Gerais              Brasil

2011                                        2,48                           3,97

2012                                       3,33                            1,92

2013                                        0,47                           3,00

2014                                        -0,70                            0,50

Média Anual                          1,40                            2,35

Diferença                                 -0,95

Acumulado Período               5,65                            9,69

Diferença                                 -4,04

(Diferença em pontos percentuais)

FERNANDO PIMENTEL
FERNANDO PIMENTEL

2015 a 2018 –FERNANDO PIMENTEL – Em %

Ano                                         Minas Gerais              Brasil

2015                                        -4,26                            -3,55

2016                                        -2,00                            -3,27

2017                                       1,66                            1,32

2018                                        1,33                           1,78

Média                                      -0,82                            -0,93

Diferença                                0,11

Acumulado Período                -3,35                            -3,80

Diferença                                0,45

(Diferença em pontos percentuais)

ROMEU ZEMA
ROMEU ZEMA

2018 a 2019 –ROMEU ZEMA* – Em %

Ano                                         Minas Gerais              Brasil

2019                                        -0,01                           1,22

2020                                       -4,05                            -3,88

2021                                       5,05                           4,62

Média                                      0,33                           0,65

Diferença                                 -0,32

Acumulado Período                0,80                           1,79

Diferença                     –           0,99

*2020 e 2021 são estimativas;

(Diferença em pontos percentuais)

Fonte: IBGE/FJP – Elaboração: MinasPart Desenvolvimento

*Administrador, Economista e Bacharel em Ciências Contábeis. Presidente da ASSEMG-Associação dos Economistas de Minas Gerais.  Ex-Presidente do BDMG e ex-Secretário de Planejamento e Coordenação Geral de Minas Gerais; Ex-Presidente do IBEF Nacional – Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças e da ABDE-Associação Brasileira de Desenvolvimento; Coordenador Geral do Fórum JK de Desenvolvimento Econômico e Vice-Presidente da ACMinas – Associação Comercial e Empresarial de Minas. Presidente da MinasPart Desenvolvimento Empresarial e Econômico, Ltda. Editor Geral de MercadoComum.

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades