Pequenos negócios mineiros: Mais da metade é familiar
Pequenos negócios mineiros: Mais da metade é familiar
Pequenos negócios mineiros: Mais da metade é familiar
Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Pesquisa do Sebrae Minas mostra os principais desafios e vantagens de empresas com esse perfil

Pesquisa realizada pelo Sebrae Minas com 1.413 empreendedores do estado mostra que mais da metade dos entrevistados (51%) está à frente de negócios familiares. Entre os portes, o Microempreendedor Individual (MEI) é o que mais tem familiares envolvidos no dia a dia das atividades empresariais: 56%. O percentual de Microempresas (ME) com gestão familiar é de 45% e de Empresas de Pequeno Porte (EPP) é de 41%.

Do total de entrevistados que afirmou ter um negócio familiar, 90% estão na primeira geração do negócio, ou seja, começaram com o atual proprietário. As EPP têm um percentual mais expressivo de negócios que já passaram da primeira geração da família: 15% estão na segunda e 2% estão na terceira geração. As ME veem em segundo lugar, com 11% dos negócios já tendo passado da primeira para a segunda geração e 2% para a terceira. Já entre os MEI, 6% afirmam estar na segunda geração e apenas 1% na terceira.

A pesquisa também mostra que 51% dos pequenos negócios familiares têm até quatro anos de mercado. As EPP são o segmento com maior longevidade: 50% têm mais de 10 anos e, dentre estas, 13% estão ativas há mais de três décadas. Entre os MEI, 60% estão em atividade há no máximo quatro anos, enquanto 21% têm entre 5 e 9 anos de atuação.

Desafios permanentes

Segundo a pesquisa, o principal desafio na gestão de um negócio familiar, apontado por 37% dos entrevistados, é organizar e distinguir as finanças do negócio das pessoais. O segundo principal desafio é separar a relação familiar da profissional, destacado por 36% dos entrevistados. O terceiro mais citado, por 22% dos participantes, é estabelecer regras e distribuir tarefas e responsabilidades. A pressão emocional maior pelo fato de o negócio ser da família foi mais citada por donos de EPP (28%) do que pelos de ME (16%) e por MEI (14%).

Os entrevistados também foram questionados sobre os pontos positivos de um negócio familiar. A maioria (48%) citou a satisfação de trabalhar e estar mais próximo da família como a principal vantagem. Flexibilidade e autonomia foram outros benefícios citados por 47% e 38% dos entrevistados, respectivamente. Ter mais autonomia na definição de planos e estratégias para o negócio foi mais citada por donos de EPP (57%), seguidos pelos proprietários de ME (43%) e por MEI (32%).

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Mercado Comum: Jornal on-line BH - Cultura - Economia - Política e Variedades

Rua Padre Odorico, 128 – Sobreloja São Pedro
Belo Horizonte, Minas Gerais 30330-040
Brasil
Telefone: (0xx31) 3281-6474
Fax: (0xx31) 3223-1559
Email: revistamc@uol.com.br
URL: https://www.mercadocomum.com/
DomingoAberto 24 horas
SegundaAberto 24 horas
TerçaAberto 24 horas
QuartaAberto 24 horas
QuintaAberto 24 horas
SextaAberto 24 horas
SábadoAberto 24 horas