Numa live da ABDIB, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, comentou sobre a questão de um eventual limite dos juros. Segundo Campos, “Há visão diferente do mundo acadêmico puro e de quem se dedicou mais ao mercado”, afirmou. “O grande debate é se quero passar por uma desorganização para encontrar este limite. O processo de achar o equilíbrio (da Selic) tem um custo.”

O presidente do BC também comentou que os países com dívidas maiores encerram o processo de corte de juros com taxas “um pouco maiores também”.

Estes comentários de Campos sugerem que o presidente do BCB tem uma visão mais cautelosa quanto até onde pode ser reduzida a taxa Selic.

Quanto ao mercado cambial, o presidente afirmou que “Podemos aumentar a atuação se entendermos que é necessário”.