Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Por: Kiko Ferreira

 

Continua o embate entre músicos e donos de bar, que precisam da música para a sobrevivência, e os vizinhos da maior parte das casas, suficientemente estressados com a falta de tranquilidade de uma cidade cada vez menos educada e delicada.

Dia destes, um dono de bar reclamou à coluna que precisaria gastar cerca de 30 mil reais para atender ás exigências da prefeitura para continuar apresentando música ao vivo.

Infelizmente, é preciso ter estrutura para oferecer um bom som aos frequentadores sem tornar a vida dos vizinhos um inferno sem fim.

Anúncio

Sempre cito como o exemplo o bar Vinnil, que tem um bom som e não deixa escapar sons indesejáveis para a vizinhança. Ou o saudoso Mineiríssimo que, depois de muitas reclamações da turma do bairro Ouro Preto, fez um tratamento acústico que acabou com o problema e deu bons lucros aos proprietários.

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *