Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

Há vinte e um anos seguidos MercadoComum encomenda a renomado instituto de pesquisa mineiro uma pesquisa exclusiva para se apurar as Marcas de Sucesso de Minas Gerais que, posteriormente, são premiadas em solenidade especial com o Troféu Top of Mind. Esta pesquisa é também utilizada para se determinar algumas opiniões específicas dos mineiros sobre temas diversos de interesse da sociedade.

Neste ano, MercadoComum contratou novamente com absoluta exclusividade e pela quarta vez consecutiva o Instituto Olhar – Pesquisa e Informação Estratégica com esse objetivo. O Instituto Olhar está acabando de apurar os resultados relativos à pesquisa Top of Mind, ocorrida durante o mês de dezembro de 2015 e que teve como principal objetivo medir o grau de lembrança (recall espontâneo) das marcas dentre as diversas categorias de produtos existentes no mercado.

Durante a referida pesquisa foi realizada duas perguntas sobre o momento político que o país está vivendo: o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Os resultados já foram apurados e estão sendo divulgados a seguir.

 

 

2 – METODOLOGIA

Para efeito de amostragem, ficou estabelecida uma amostra de 600 entrevistas em Belo Horizonte, para que a margem de erro dentro na capital não ultrapassasse 4%. Outros 21 municípios ficariam com uma amostra de 900 entrevistas para que a margem de erro dos municípios no interior não ultrapassasse 3,3%.

 

Contabilizando as entrevistas que foram feitas a mais para não comprometer a amostra, caso ocorresse alguma recusa e/ou fraude, fixou-se em 1522 o número total de entrevistas. Desse total, 610 entrevistas foram realizadas exclusivamente no município de Belo Horizonte e as outras 912 distribuídas através de outros 22 municípios, sendo a amostra proporcional ao IPC – Índice de Potencial de Consumo dos municípios mineiros. Assim, a margem de erro global associada à pesquisa é de 2,5%, para um intervalo de  confiança de 95%.

A amostra colhida está estabelecida na tabela a seguir:

 

Tabela 1– Amostra por município

 

 

A amostragem foi feita levando-se em consideração a proporção de sexo e idade em cada um dos municípios que foram pesquisados.

 

3 – Resultados

Os resultados apurados demonstraram que 88,5% dos entrevistados tinham conhecimento sobre o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff em curso; 9,5% responderam desconhecer a matéria e 2,5% não tinham certeza.

 

Do total dos entrevistados da pesquisa, 54,1% afirmaram ser favoráveis ao impeachment da presidente Dilma Rousseff, enquanto 29,5% declararam não concordar e que ela deveria continuar no cargo. Outros 16,4% responderam não ter certeza e preferiram não opinar sobre o assunto.

 

Entre os entrevistados do sexo feminino, 88,0% manifestaram ter conhecimento sobre o pedido de impeachment, 9% desconheciam e apenas 3% não tinham certeza. Relativamente aos entrevistados do sexo masculino, 89,0% tinham conhecimento sobre o pedido de impeachment

e apenas 1,9% não tinha certeza.

 

Entre os entrevistados do sexo feminino 51,8% declararam ser favoráveis ao impeachment da presidente Dilma Rousseff, 28,2% não tinham certeza e preferiram não opinar, enquanto 19,9% não concordaram e consideraram que ela deveria continuar no cargo. Quanto aos entrevistados do sexo masculino, 56,7% responderam ser favoráveis ao impeachment, 30,9% não tinham certeza/preferiram não opinar e apenas 12,5% discordaram e julgaram que ela deveria continuar no cargo.

 

Mais de ¾ de todos os entrevistados por faixa etária declaram ter conhecimento sobre o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Entre esses entrevistados, o menor nível de conhecimento sobre o pedido de impeachment totalizava 76,8% (15 a 19 anos) e o maior atingiu 91,4% (30 a 39 anos).

 

O maior contingente de favoráveis ao impeachment da presidente Dilma Rousseff – 64,2% segundo apurou a pesquisa a cargo do Instituto Olhar, encontrava-se entre os entrevistados da faixa etária de 20 a 29 anos e o menor – 44,3% entre os de 60 anos ou mais. Relativamente aos entrevistados contrários ao pedido de impeachment, o menor patamar era de 23,2% e situava na faixa etária de 15 a 19 anos de idade e o maior, de 36,1% – na faixa etária de 60 anos ou mais.

 

Quanto ao nível de instrução, o menor grau de conhecimento sobre o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff – 80,3% – localizava-se entre os considerados analfabetos e com o ensino fundamental 1 incompleto e o de maior grau de conhecimento – 94,6% era formado pelos entrevistados com curso superior completo ou com pós-graduação. O maior contingente de favoráveis ao impeachment – 57,0% foi constituído pelos entrevistados com ensino médio completo ou superior incompleto e o de menor número de favoráveis – 46,7% encontrava-se entre aqueles analfabetos e com o fundamental 1 incompleto. Destes, 33,8% declararam-se que a presidente Dilma Rousseff deveria continuar no cargo.

 

Relativamente à renda dos entrevistados, o maior nível de conhecimento sobre o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff – 97,0% estava entre os de 5 a 10 salários mínimos mensais e o menor – 66,7%, entre os que ganham bolsa família e têm renda mensal inferior a um salário mínimo. Entre os que ganham mais de 20 salários mínimos 87,5% são favoráveis ao impeachment  e esse foi considerado o mais elevado nível de respostas. Já o menor, de 52,1% dos entrevistados, encontrava-se entre aqueles com ganhos mensais de até 1 salário mínimo. Mas, surpreendentemente mesmo, é o fato de que 66,7% dos que ganham bolsa família ou menos de 1 salário mínimo manifestaram-se favoráveis ao impeachment de Dilma Rousseff e 34,7% dos que não concordam e que acham que ela deve continuar – considerados o resultado mais elevado integram a faixa de renda de 10 a 20 salários mínimos mensais.

 

E, finalmente, cerca de ¾ de todas as classes sociais entrevistadas demonstraram ter conhecimento do pedido de impeachment de Dilma Rousseff. O mais elevado nível de conhecimento – 94,5% encontra-se entre os considerados da Classe A e o menor, entre os das Classes D/E. Entre os entrevistados favoráveis ao impeachment o maior grau de respostas – 71,2% está entre os da Classe A e o menor – 45,6% entre os da Classe D/E. O mais elevado nível de respostas tidas como contrárias ao impeachment está localizada entre os entrevistados da Classe C1.

 

MC

MercadoComum é uma publicação nacional de economia, finanças e negócios. Em agosto próximo estará entrando no seu 24º ano de circulação ininterrupta. Completará neste mês de janeiro a sua 260ª edição impressa. Com uma tiragem de 20.000 exemplares e circulação nacional, atinge um público eminentemente formador de opinião e de larga formação cultural.

 

Foram mais de 300 eventos realizados nesse período por MercadoComum, entre congressos, seminários, palestras, conferências e encontros empresariais, valendo mencionar entre tantos, os seguintes: Prêmio Top of Mind – Marcas de Sucesso de Minas Gerais (21ª edição anual em 2016); Prêmio Minas – Desempenho Empresarial (18ª edição anual em 2016) e Prêmio Minas Gerais de Desenvolvimento Econômico (11ª edição anual em 2016).

 

Durante esse período também foram vários os livros já publicados, cabendo destacar entre eles: “JK – 50 Anos de Progresso em 5 Anos de Governo”; “A Economia com Todas as Letras e Números”, “O Poder em Minas” e “Meandros do Poder”.

 

Também MC realiza, anualmente, o Ranking das Empresas Mineiras, um meticuloso e extenso estudo e pesquisa que analisa mais de 3.000 balanços de empresas estabelecidas em Minas Gerais e os classifica nas 500 maiores empresas estabelecidas estado através de diversos parâmetros, por setor e ramo de atividade, receita operacional líquida, lucro, ativos totais, Ebtida, patrimônio líquido, exportações, importações etc. Esta importante iniciativa completará, neste ano, a sua 20ª versão.

 

O site de MC: www.mercadocomum possui uma média superior a 30 mil acessos/mês e, todas essas realizações citadas anteriormente podem ser encontradas, inclusive, sob a forma de fotos e vídeos.

 

MC está ultimando os preparativos para outra relevante e importante realização, buscando a valorização da cultura de Minas Gerais. Trata-se do lançamento do “Troféu JK de Cultura e Desenvolvimento, que será realizar agora em maio.

 

 

Gráfico 1- Conhecimento sobre o pedido de Impeachment

 

 

 

Gráfico 2- Favorável ao impeachment da Presidente Dilma Rousseff

 

Gráfico 3 – Conhecimento sobre o pedido de Impeachment por sexo – Relativa

 

 

 

Gráfico 4 – Favorável ao impeachment da Presidente Dilma Rousseff por sexo – Relativa

 

 

 

Gráfico 5 – Conhecimento sobre o pedido de Impeachment por faixa etária – Relativa

 

 

 

Gráfico 6 – Favorável ao impeachment da Presidente Dilma Rousseff por faixa etária – Relativa

 

 

 

Gráfico 7 – Conhecimento sobre o pedido de Impeachment por nível de ensino – Relativa

 

 

 

Gráfico 8 – Favorável ao impeachment da Presidente Dilma RoussefF por nível de ensino – Relativa

 

 

 

Gráfico 9 – Conhecimento sobre o pedido de Impeachment por renda – Relativa

 

 

 

Gráfico 10 – Favorável ao impeachmento da Presidente por renda – Relativa

 

 

Gráfico 11 – Conhecimento sobre o pedido de Impeachment por classe social – Relativa

 

 

 

 

Gráfico 12 – Favorável ao impeachment da Presidente Dilma Rousseff por classe social – Relativa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *