Investimentos no país voltaram a crescer e atingiram US$ 47,6 bilhões no acumulado de doze mês
Investimentos no país voltaram a crescer e atingiram US$ 47,6 bilhões no acumulado de doze mês
Investimentos no país voltaram a crescer e atingiram US$ 47,6 bilhões no acumulado de doze mês
Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

O déficit de US$ 8,1 bilhões de janeiro último veio em linha bem com a mediana das expectativas dos analistas de acordo com a Agência Estado, em US$ 8,0 bilhões. A balança comercial de bens registrou déficit de US$ 1,5 bilhão e não registrou valores expressivos referentes ao Repetro. A conta de renda primária registrou déficit de US$ 5,4 bilhões, com pagamento de juros de US$ 2,9 bilhões (-25,5% YoY) e remessas de lucros e dividendo de US$ 2,5 bilhões (+129,0% YoY).

 

No mês de janeiro, os números da conta corrente melhoraram. A balança comercial voltou a ter superávit (US$ 3,5 bilhões). Em renda primária, as remessas de lucros e dividendos totalizavam -US$ 529 milhões, enquanto os gastos com juros somavam -US$ 1,034 bilhão. As projeções preliminares do BC apontam para um déficit em transações correntes próximo a US$ 2,6 bilhões para fevereiro. O mercado financeiro projeta um déficit em 2022 em torno de US$ 38 bilhões.

 

O Investimento direto no país (IDP) foi positivo, em +US$ 4,7 bilhões em janeiro, sendo +US$ 4,4 bilhões em participação no capital e US$ 0,3 bilhão em operações intercompanhia. O IDP acumulado em doze meses atingiu US$ 47,6 bilhões e cobre com folga o déficit em conta corrente do mesmo período (US$ 27,7 bilhões). Em fevereiro, os investimentos diretos no país devem ficar próximos a US$ 10,0 bilhões, de acordo com o BC, sendo que até o dia 18/fevereiro, o IDP totalizava US$ 8,851 bilhões. Para o ano, projeta-se um fluxo de IDP em torno de US$ 86 bilhões.

 

Os investimentos externos em ativos financeiros brasileiros somaram US$ 4,8 bilhões em janeiro, sendo: Renda Fixa (RF local): US$ 3,5 bilhões; Ações e fundos: US$ 2,2 bilhões e Renda Fixa no exterior ficou negativa em US$ 0,9 bilhão. Os brasileiros repatriaram US$ 56 milhões de seus investimentos em carteira no exterior. No mês de fevereiro, o fluxo de investimentos externos segue forte: +2,7 bilhões, com destaque para o mercado acionário que já atraiu quase US$ 5 bilhões.

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades