Inadimplência alcança 6,3 milhões de empresas brasileiras
Inadimplência alcança 6,3 milhões de empresas brasileiras
Inadimplência alcança 6,3 milhões de empresas brasileiras
28,9% das dívidas negativadas foram contraídas com fornecedores e parceiros 
Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

O Indicador de Inadimplência das Empresas da Serasa Experian revelou que 6,3 milhões de empresas estavam com o nome no vermelho em setembro. O montante de dívidas negativadas atingiu 44,6 milhões, totalizando o valor de R$ 105,2 bilhões somente no mês de referência. A análise também revelou que a maior parte dos débitos foram contraídos dentro da categoria “Outros”, que engloba fornecedores e parceiros. Confira os números completos nos gráficos a seguir:

Inadimplência alcança 6,3 milhões de empresas brasileiras b

Para o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, mesmo que algumas variáveis econômicas demonstrem melhora, como a queda da inflação, para reverter o quadro de inadimplência é preciso de mais tempo. “A diminuição da inadimplência depende de uma melhora contínua e prolongada. Estamos começando a ver um cenário mais estabilizado agora, mas é necessária uma tendência positiva consolidada para que esse índice de fato comece a regredir”. Rabi também explica que a inadimplência é um indicativo em cadeia. “Quando os consumidores conseguirem limpar seus nomes, vão quitar suas dívidas com as empresas. Essas, por sua vez, com um melhor fluxo de caixa, poderão honrar os compromissos financeiros com parceiros e fornecedores e, dessa forma, a inadimplência da pessoa jurídica tende a diminuir”.

Outro recorte do índice mostrou que a representatividade dentre os negócios negativados é maior no setor de Serviços (53,3%). Em sequência estão: Comércio (37,7%), Indústria (7,8%), Setor Primário (0,8%) e Outros (0,4%).

Na Avaliação por Unidade Federativa, o estado de São Paulo hospedou a maior fatia dos negócios com o nome no vermelho. Outras regiões que tiveram destaque foram Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraná. Veja no gráfico abaixo as informações na íntegra:

Inadimplência alcança 6,3 milhões de empresas brasileiras c

Micro e pequenas empresas são maioria dentre as inadimplentes 

Em setembro, o Indicador de Inadimplência das Empresas da Serasa Experian também revelou que 5,6 milhões de negócios de micro e pequeno porte estavam negativados. Um aumento de 5,0% na comparação ano a ano. O setor de Serviços teve a maior participação, de 52,2%, seguido pelo Comércio, com 39,4%. Em sequência estavam as Indústrias (7,9%) e Demais (0,5%). De acordo com o vice-presidente de Pequenas e Médias Empresas da Serasa Experian, Cleber Genero, “as empresas menores tendem a demorar mais tempo para se reerguer, mesmo com a economia estável, por isso é importante planejar uma organização financeira e buscar soluções práticas que auxiliem a cobrança assertiva de clientes e a renegociação de dívidas com parceiros e fornecedores”.

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Mercado Comum: Jornal on-line BH - Cultura - Economia - Política e Variedades

Rua Padre Odorico, 128 – Sobreloja São Pedro
Belo Horizonte, Minas Gerais 30330-040
Brasil
Telefone: (0xx31) 3281-6474
Fax: (0xx31) 3223-1559
Email: revistamc@uol.com.br
URL: https://www.mercadocomum.com/

Inadimplência alcança 6,3 milhões de empresas brasileiras

DomingoAberto 24 horas
SegundaAberto 24 horas
TerçaAberto 24 horas
QuartaAberto 24 horas
QuintaAberto 24 horas
SextaAberto 24 horas
SábadoAberto 24 horas