26% dos que votaram em Bolsonaro em 2018 defendem hoje o impeachment
26% dos que votaram em Bolsonaro em 2018 defendem hoje o impeachment
26% dos que votaram em Bolsonaro em 2018 defendem hoje o impeachment
Mercado Comum: Jornal on-line BH - Cultura - Economia - Política e Variedades
Mercado Comum: Jornal on-line BH – Cultura – Economia – Política e Variedades
Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

26% dos que votaram em Bolsonaro em 2018 defendem hoje o impeachment

Entre eleitores de Fernando Haddad (PT), 82% querem que Bolsonaro deixe o cargo.

Pesquisa PoderData mostrou que metade da população acha que Bolsonaro deve sofrer impeachment. Entre quem votou nele em 2018, são 26%Sérgio

Anúncio

Lima/Poder360 – 16.dez.2020

Para mais de ¼ (26%) dos eleitores que votaram em Jair Bolsonaro no 2º turno de 2018, o presidente deve sofrer impeachment. A maior parte (69%) de seus eleitores da última eleição, no entanto, acha que ele deve continuar como presidente. São 5% os que não sabem. Os dados são de pesquisa PoderData, divisão de estudos estatísticos e pesquisas de opinião do Poder360, realizada de 5 a 7 de julho de 2021.

Parte inferior do formulário

A taxa dos que querem o impeachment entre aqueles que votaram em Fernando Haddad (PT) no 2º turno de 2018 é de 82%. São 14% os que votaram no petista e acham que o atual presidente deve permanecer no cargo. Os 4% restantes não sabem.

Bolsonaro impeachment
Bolsonaro impeachment

Aqueles que votaram em branco ou nulo no 2º turno das eleições de 2018 se dividem: 48% acham que Jair Bolsonaro deve continuar no cargo, enquanto 47% acham que o presidente deve deixá-lo.  Os que não sabem são 5%.

Esta pesquisa foi realizada no período de 5 a 7 de julho de 2021 pelo PoderData, a divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é feita em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Foram 2.500 entrevistas em 421 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Para chegar a 2.500 entrevistas que preencham proporcionalmente (conforme aparecem na sociedade) os grupos por sexo, idade, renda, escolaridade e localização geográfica, o PoderData faz dezenas de milhares de telefonemas. Muitas vezes, mais de 100 mil ligações até que sejam encontrados os entrevistados que representem de forma fiel o conjunto da população.

Há uma série de pedidos de impeachment contra presidente Jair Bolsonaro. Na última 4ª feira (30.jun.2021), partidos de oposição, personalidades dissidentes do bolsonarismo, movimentos e associações protocolaram um “superpedido”. O pedido atribui 23 crimes de responsabilidade ao presidente e tem 46 signatários, entre partidos, centrais sindicais, movimentos e associações. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse, porém, que não analisará o pedido.

A pesquisa PoderData mostrou que metade (50%) da população acha que Bolsonaro deve sofrer impeachment. A taxa diminuiu 7 pontos percentuais em relação a 2 meses antes. São 45% os que acham que o atual ocupante do Planalto deve continuar no cargo, 8 pontos a mais do que na última pesquisa. 

Impeachment de Bolsonaro
Impeachment de Bolsonaro

A reprovação do governo atingiu seu ápice, com 61% que dizem desaprovar a gestão do atual presidente, a maior taxa já registrada pelo PoderData. O recorde anterior (empatado na margem de erro com o atual) era de 59% (em março e em maio). A aprovação está em 33%. Fonte: Beatriz Roscoe – Poder Data/08.07.2021

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades
Mercado Comum: Jornal on-line BH - Cultura - Economia - Política e Variedades
Mercado Comum: Jornal on-line BH – Cultura – Economia – Política e Variedades