Em protocolo de intenções junto ao Governo do Estado de Minas Gerais, a Companhia prevê a construção na cidade de Pedro Leopoldo

O Grupo HEINEKEN no Brasil anunciou no dia 18 de dezembro, após reunião com representantes da Secretaria da Fazenda de Minas Gerais e da Agência de Promoção de Investimento e Comércio Exterior de Minas Gerais (INDI), a intenção de construir sua primeira cervejaria no estado, na região metropolitana de Belo Horizonte.

A Companhia prevê a construção da unidade que gerará mais de 300 empregos diretos e apoiará o crescimento do Grupo HEINEKEN no Brasil, especialmente no segmento de cervejas premium. “A localização é estratégica para a Companhia, uma vez que a região Sudeste é extremamente importante para o crescimento das categorias premium e mainstream. O Grupo HEINEKEN acredita no Brasil e segue investindo para garantir que seus produtos cheguem a todos os consumidores e clientes em todo o país”, afirma Maurício Giamellaro, presidente do Grupo HEINEKEN no Brasil.

Uma vez que a intenção de investimento no Estado de Minas Gerais pelo Grupo HEINEKEN no Brasil seja concretizada, novas informações sobre o investimento serão anunciadas em 2021. “A chegada de uma grande empresa como o Grupo HEINEKEN em Pedro Leopoldo é uma ótima notícia para Minas Gerais. Serão mais investimentos e empregos para os mineiros, algo que nosso governo tem se esforçado muito tornar possível. Confio que será apenas o início de uma longa e produtiva parceria”, destaca o governador Romeu Zema.

O Brasil é um dos principais mercados foco para o Grupo e essa será a sua 16ª unidade no País. Atualmente a empresa está presente em Alagoinhas (BA), Alexânia (GO), Araraquara (SP), Benevides (PA), Caxias (MA), Igarassu (PE), Igrejinha (RS), Itu (SP), Jacareí (SP), Pacatuba (CE), Ponta Grossa (PR) e Recife (PE), além de contar com duas micro cervejarias em Campos do Jordão (SP) e Blumenau (SC) e uma unidade de concentrados de refrigerantes em Manaus (AM).

O Grupo HEINEKEN chegou ao Brasil em maio de 2010, após a aquisição da divisão de cerveja do Grupo FEMSA e, em 2017, adquiriu a Brasil Kirin Holding S.A (Brasil Kirin), tornando-se o segundo player no mercado brasileiro de cervejas, gerando mais de 13 mil empregos. No Brasil, o portfólio de cervejas do Grupo HEINEKEN é composto por Heineken, Sol, Amstel, Kaiser, Bavaria, Eisenbahn, Baden Baden, Devassa, Schin, Glacial, No Grau e Kirin Ichiban. O portfólio de não alcoólicos inclui Água Schin, Schin Tônica, Skinka e os refrigerantes Itubaína, Viva Schin e FYs. Com sede em São Paulo, a companhia é uma subsidiária da HEINEKEN NV, a maior cervejaria da Europa. Guiado pela estratégia de sustentabilidade global Brew a Better World da empresa, o Grupo criou no Brasil o movimento Mais com Menos, focado em trabalhar o tema em seis principais pilares: consumo responsável, saúde e segurança, crescer com as comunidades, sustentabilidade na cadeia de fornecimento, redução das emissões de CO2 e proteção de recursos hídricos. Este movimento busca gerar reflexões, dentro e fora dos muros da companhia, sobre como fazer sempre mais, com menos impactos negativos.