Grupo CDM deve faturar cerca de R$ 3,3 bilhões neste ano
Grupo CDM deve faturar cerca de R$ 3,3 bilhões neste ano
Dênio, Claudio Ney e Marcos Maia, sócios da Plena Alimentos
Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Grupo CDM deve faturar cerca de R$ 3,3 bilhões neste ano

Holding formada pelas empresas Plena Alimentos, Petsko, Agropecuária Grande Lago (confinamento de gado) e Transquali Transportes definiu investimentos de cerca de R$ 120 milhões

Depois de registrar receita de aproximadamente R$ 2,7 bilhões em 2021, o Grupo CDM ―formado pelas empresas Plena Alimentos, Petsko, Grande Lago e Transquali Transportes― prevê alcançar faturamento de R$ 3,3 bilhões neste ano. Como parte do plano de expansão, o grupo está destinando investimentos expressivos, que devem chegar a cerca de R$ 120 milhões. Os aportes estão sendo destinados, sobretudo, para a construção de uma unidade de desossa em Porangatu (GO) e para a modernização da área de armazenagem em Contagem (MG), com a instalação de um transelevador para gestão automatizada de todo o estoque. O objetivo é consolidar a empresa no mercado interno de proteína animal e ampliar as exportações.

Atualmente, a Plena Alimentos, uma das empresas do grupo, mantém três unidades industriais de abate de bovinos, duas unidades industriais para beneficiamento de carnes e uma central de armazenagem e distribuição de produtos alimentícios nos estados de Minas Gerais, Tocantins e Goiás. Um dos principais investimentos deste ano, a nova unidade de desossa tem a previsão de contratação de cerca de 230 pessoas em Goiás até o início da operação, previsto para o primeiro semestre de 2023. “Nosso planejamento estratégico prevê ampliação do parque fabril, o que nos permitirá consolidar no mercado interno e possibilitará o aumento das exportações”, afirma Roberto Oliveira, diretor comercial e de Marketing da Plena Alimentos. Haverá também aportes nas plantas em Pará de Minas (MG), Contagem (MG) e Paraíso do Tocantins (TO), para aumento da capacidade e melhorias na operação logística. “A estratégia é, além de alcançar novos mercados, otimizar processos e obter amplo desenvolvimento tecnológico.”

Além das plantas frigoríficas, o Grupo CDM possui a maior e uma das mais modernas operações de confinamento de gado da América Latina, a Agropecuária Grande Lago, que tem unidades em Jussara (GO) e Igaratinga (MG) com capacidade de abater 180 mil bois por ano. Todos os animais confinados são rastreados e aptos à exportação. Também integra o grupo a empresa de logística Transquali, com matriz em Contagem (MG), que realiza a gestão do transporte de carga em todo o país.

Em 2021, o grupo iniciou a operação de uma nova unidade de negócios no segmento Pet, para produção e comercialização de snacks naturais, com a marca Petsko. Localizada em Paraíso do Tocantins (TO), a fábrica, que teve investimentos iniciais da ordem de R$ 20 milhões, receberá novos aportes, com o objetivo de atingir a capacidade máxima de produção até o fim do ano.

O Grupo CDM, estrutura empresarial criada pelos empresários e fundadores da Plena Alimentos Claudio Ney de Faria Maia, Dênio Altivo de Oliveira e Marcos Antônio de Faria Maia, foi planejado para unificar e padronizar as práticas de gestão das empresas que compõem a holding. A organização societária integra o processo de profissionalização da gestão da empresa familiar, que foi iniciado há cerca de 10 anos. “Enquanto grupo, esperamos registrar um crescimento exponencial ao preparar a empresa para a expansão das estruturas organizacionais e a implantação de novos negócios, bem como demonstrar o porte do CDM para todo o mercado”, afirma Romeu Nunes Carvalhais, diretor jurídico e tributário da Plena Alimentos.

Evolução da Plena Alimentos

A trajetória da Plena Alimentos teve início em 1989, quando Claudio Ney, Marcos Antônio e Dênio fundaram o primeiro frigorífico do grupo. A história de empreendedorismo do Grupo CDM inclui a aquisição de novas plantas, construção de unidades frigoríficas e de abate, além de investimentos nas áreas de logística e de confinamento de gado a partir da criação da Transquali e da Grande Lago. “Quando fundamos, em 1989, nosso primeiro frigorífico no município mineiro de Pará de Minas, não imaginávamos os caminhos que seriam percorridos para alcançar os resultados que temos hoje. Nossa trajetória foi marcada por muito trabalho, transparência, além de um rigoroso padrão de qualidade, o que nos confere, atualmente, a chancela de uma das maiores empresas de alimentos do Brasil”, destaca o sócio-fundador Claudio Ney. “Ao longo desses anos, nossa evolução foi permeada por nossa origem e nosso relacionamento com os clientes e parceiros. Em um mercado tão competitivo como o nosso, é preciso se diferenciar. A partir do nosso empenho, em conjunto com uma equipe bem preparada, que busca a qualidade em todos os processos, temos construído uma marca que é sinônimo de excelência”, afirma.

O Grupo CDM é formado pela Plena Alimentos (uma das maiores do segmento de proteína bovina do país e com atuação expressiva no mercado internacional), Agropecuária Grande Lago (a maior e uma das mais modernas operações de confinamento da América Latina), Transquali (empresa de logística do grupo) e Petsko (unidade de negócios para a produção e comercialização de snacks naturais no segmento Pet). Atualmente, o grupo conta com mais de 2.500 colaboradores diretos em quatro estados (São Paulo, Minas Gerais, Tocantins e Goiás) e gera cerca de 4.200 empregos indiretos.

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Mercado Comum: Jornal on-line BH - Cultura - Economia - Política e Variedades

Rua Padre Odorico, 128 – Sobreloja São Pedro
Belo Horizonte, Minas Gerais 30330-040
Brasil
Telefone: (0xx31) 3281-6474
Fax: (0xx31) 3223-1559
Email: revistamc@uol.com.br