Google vai investir US$ 1,2 bi na América Latina e ofertar 1 milhão de bolsas
Google vai investir US$ 1,2 bi na América Latina e ofertar 1 milhão de bolsas
Google vai investir US$ 1,2 bi na América Latina e ofertar 1 milhão de bolsas
Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Empresa quer aumentar a equipe de engenharia no Brasil, focando em áreas como privacidade e segurança; bolsas serão de cursos para profissões com alta demanda no mercado, em toda a América Latina

O Google anunciou no dia 9 de junho que vai investir US$ 1,2 bilhão (R$ 5,8 bilhões) na América Latina nos próximos cinco anos. Os recursos serão divididos em quatro áreas: infraestrutura digital, capacitação em habilidades digitais, empreendedorismo e comunidades inclusivas.

O anúncio foi feito pelo CEO da empresa, Sundar Pichai, durante a nona edição da Cúpula das Américas, realizada nesta semana em Los Angeles, nos Estados Unidos. A ideia é impulsionar a recuperação econômica pós-pandemia e fomentar o desenvolvimento da região por meio da transformação digital.

“A transformação digital pode trazer muitos benefícios para a América Latina, uma região duramente atingida pela pandemia. Reduzir a desigualdade digital é fundamental para uma recuperação inclusiva”, disse Pichai.

A empresa anunciou cinco metas para região para os próximos anos. O lançamento do cabo submarino Firmina, em 2023, vai estabelecer uma comunicação entre servidores da América do Norte e América do Sul, visando a melhoria da qualidade dos serviços em nuvem da empresa.

O Google também quer aumentar a equipe de engenharia no Brasil, focando em áreas como privacidade e segurança. A empresa prevê ainda ofertar 1 milhão de bolsas para os Certificados de Carreira, cursos para profissões com alta demanda no mercado, em toda a América Latina.

Nos próximos meses, ainda será lançado no país o Google Wallet, aplicativo que reúne dados de pagamento, documentos pessoais e até passes de transporte público. A ferramenta foi lançada em maio nos Estados Unidos.

Outra novidade é que o braço filantrópico da empresa, o Google.org, vai oferecer US$ 300 milhões (R$ 1,4 bilhão) para organizações sem fins lucrativos com foco em sustentabilidade e criação de oportunidades para jovens, mulheres e grupos sub-representados. Dessa quantia, US$ 50 milhões serão em aportes monetários e US$ 250 milhões em créditos de publicidade. – (Fonte: iPNews)

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades