A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) se manifesta contra a criação da chamada Contribuição de Pagamentos (CP), que resgata características da extinta Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

A FecomercioSP analisa que a medida pode ser prejudicial para o País e estima que esse tributo representaria grande impacto para o setor privado, comprometendo o ritmo da atividade econômica e dos investimentos privados, já bastante enfraquecido.

Além disso, a Federação age efetivamente na aprovação da Reforma Tributária, em pauta no Congresso Nacional, pois é hora de cobrar racionalidade no uso do dinheiro por parte do governo e monitorar a gestão de recursos arrecadados com os impostos e tributos; não de onerar ainda mais o empresário brasileiro.