Em sete anos, conta de energia elétrica aumentou 137% a mais que inflação
Em sete anos, conta de energia elétrica aumentou 137% a mais que inflação
Em sete anos, conta de energia elétrica aumentou 137% a mais que inflação
Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Reduzir o consumo é a única maneira de economizar na conta de energia

A Associação Brasileira de Comercializadores de Energia (Abraceel) divulgou que desde 2015, a conta de energia elétrica subiu mais do que o dobro da inflação no mesmo período. A Tarifa residencial acumulou alta de 114%, enquanto a inflação ficou em 48%. Somente no último ano, com a crise hídrica, nova tarifa foi criada e reajustes nas taxas adicionais foram fixados. A nova bandeira tarifária, denominada de bandeira de escassez hídrica fica em vigor até abril desde mês. Nela é cobrado R$ 14,20 a cada 100 kWh, um aumento de 49,7% em relação a bandeira vermelha patamar 2.

Mesmo com mais chuvas nos últimos dias, o volume não é suficiente para que os patamares sejam revistos. E, para a mentora financeira Silvia Machado, a mudança no cenário demorará a ocorrer. Por isso, economizar energia segue como palavra de ordem para quem não quer desembolsar mais do que o previsto no orçamento. Para ela, reduzir o consumo segue sendo a única maneira de ver a conta de energia controlada.

Para ajudar a minimizar o peso dos reajustes, Silvia sugere algumas atitudes diárias que podem gerar economia no fim de mês.

1 – Algumas delas já conhecidas, mas que por conta do hábito, não são realizadas, como evitar deixar televisão ligada, enquanto não está assistindo ou está em outra atividade; opte pelo rádio, se estiver só ouvindo ou o próprio aparelho celular;

2 – Retirar os aparelhos da tomada, já que mesmo em stand by consomem energia; o mesmo vale para carregadores de celulares;

3 – Evitar abrir e fechar várias vezes a geladeira ou deixar por muito tempo aberta;

4 – Verificar a vedação da borracha da geladeira constantemente;

5 – Aproveitar a luz do dia para atividades como leitura;

6 – Tomar sempre banhos mais curtos, se estiver calor, mudar para a posição verão;

7- Não deixe para passar roupas quando precisar usá-las. Passe de uma vez. O ferro de passar é um dos equipamentos que mais consomem energia. O mesmo vale para quem usa a secadora de roupas;

8 – Se estiver comprando novos aparelhos e eletrodomésticos para casa, busque aqueles que tem selo de classificação a de eficiência;

9 – Não deixe luzes acesas, quando não estiver o ambiente;

10 – Evite também a utilização de transformadores de energia, eles gastam mais para converter a tensão;

11- Se possível, troque as lâmpadas por LED que são mais econômicas;

12 – Tenha atenção ao uso do ar-condicionado ou aquecedor.

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades