Economia brasileira: Crescimento à rabo de cavalo. País registra um dos piores desempenhos da sua história
Economia brasileira: Crescimento à rabo de cavalo. País registra um dos piores desempenhos da sua história
Economia brasileira: Crescimento à rabo de cavalo. País registra um dos piores desempenhos da sua história
Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Carlos Alberto Teixeira de Oliveira

De acordo como Relatório Focus do Banco Central de 8 de agosto último, a economia brasileira poderá registrar um crescimento de 1,98% neste ano. Caso a projeção venha a se confirmar, nos quatro anos do governo Jair Bolsonaro o país contabilizará uma expansão acumulada do PIB – Produto Interno Bruto de 3,80% – significativamente inferior à previsão de expansão da economia mundial do período, – de 9,20%, segundo o FMI – Fundo Monetário Internacional. Cabe salientar que a população brasileira crescerá 2,66% no mesmo período, o que significa afirmar que a Renda Per Capita dos brasileiros será elevada em apenas 1,11% nestes quatro últimos anos.

A previsão do PIB do FMI para este ano é de 0,80 ponto percentual maior do que o número divulgado em abril último, mas a estimativa para 2023 é 0,3 ponto percentual menor do que a anterior – levando-se em conta que a instituição acredita que no próximo ano os impactos econômicos da guerra da Ucrânia serão mais sentidos na economia mundial. O Relatório avalia, de outro lado, que os vários choques globais afetarão negativamente a economia dos países em desenvolvimento neste ano e no próximo.

Para o FMI – Fundo Monetário Internacional, em conformidade com o documento intitulado “World Economic Outlook Update”, divulgado no dia 26 de julho, a economia mundial deverá apresentar uma expansão de 3,20% em 2022 e 2,90% em 2023.

As projeções do FMI para a economia brasileira em 2022 são para um crescimento do PIB brasileiro de 1,70% em 2022 e 1,10% em 2023 – contrastando com os números apresentados pelo Relatório Focus do Banco Central, de 8 agosto último, com projeções de 1,98% e 0,40% para 2022 e 2023, respectivamente.

RELATÓRIO FOCUS DO BANCO CENTRAL
08.08.2022
Economia brasileira- Crescimento à rabo de cavalo. País registra um dos piores desempenhos da sua história 2

EVOLUÇÃO DO PIB – PRODUTO INTERNO BRUTO MUNDIAL X BRASIL- GOVERNO BOLSONARO – 2019/2022 – Em %

Ano               MUNDO          BRASIL                    DIFERENÇA em p.p.

(Brasil – Mundo)

2019              2,87                  1,22                         -1,65

2020             -3,06                   -3,88                        -0,82

2021             6,11                     4,62                        -1,49

2022*            3,20                    1,98                        -1,22

Média           2,28                     0,99                         -1,30

Tx. Acumul.   9,20                    3,80                         5,40

Em vermelho significa variação inferior à média mundial

*Projeções: Mundo (FMI); Brasil (Focus)

Fonte: Mundo/FMI – Brasil IBGE – Elaboração MinasPart Desenvolvimento 

Raquitismo Econômico

Levando-se em conta os últimos dez anos e já considerando as projeções do FMI para os anos de 2022 e 2023, o desempenho da economia brasileira poderá ser considerado um dos piores da história econômica do país– apontando uma expansão acumulada no período de 2014 a 2023 de apenas 1,18% – contra 33,52% da economia global. Ou seja, o país cresce, literalmente, como autêntico rabo de cavalo: sempre para trás e para baixo!

EVOLUÇÃO DO PIB – PRODUTO INTERNO BRUTO MUNDIAL X BRASIL- 2014 a 2023 – Variação Anual Efetiva e Projetada – Em %

Ano                           MUNDO                 BRASIL                    DIFERENÇA em p.p.

(Brasil – Mundo)

2014                        3,52                          0,50                         -3,02

2015                        3,42                         -3,55                        -6,97

2016                        3,25                         -3,28                        -6,53

2017                        3,75                         1,32                         -2,43

2018                        3,61                         1,78                         -1,83

2019                        2,87                         1,22                         -1,65

2020                      -3,06                         -3,88                         -0,82

2021                        6,11                         4,62                         -1,49

2022*                      3,20                         1,70                        -1,50

2023*                      2,90                        1,10                         -1,80

Média Anual            2,96                        0,15                          -2,81

Tx. Acumul.             33,52                      1,18                         -32,34

Em vermelho significa variação inferior à média mundial

*Projeções

Fonte:/FMI –World Economic Outlook – July 2022 – Elaboração MinasPart Desenvolvimento

Fonte:/FMI –World Economic Outlook – July 2022 - Elaboração MinasPart Desenvolvimento

*Administrador, Economista e Bacharel em Ciências Contábeis. Presidente da ASSEMG-Associação dos Economistas de Minas Gerais.
Ex-Presidente do BDMG-Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais e ex-Secretário de Planejamento e Coordenação Geral do Governo de Minas Gerais; Ex-Presidente do IBEF Nacional – Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças e da ABDE-Associação Brasileira de Desenvolvimento; Coordenador Geral do Fórum JK de Desenvolvimento Econômico: Autor de vários livros, como a coletânea intitulada Juscelino Kubitschek: Profeta do Desenvolvimento. Presidente da MinasPart Desenvolvimento Empresarial e Econômico, Ltda. Vice-Presidente da ACMinas – Associação Comercial e Empresarial de Minas. Presidente/Editor Geral de MercadoComum.

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades