Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Setor industrial lidera alta de consultas e enquadramentos no período

Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) atingiram R$ 24,5 bilhões no primeiro trimestre deste ano, praticamente no mesmo nível de igual período do ano passado. Enquanto isso, as consultas e os enquadramentos de projetos no Banco cresceram significativamente.

No período janeiro/março, o BNDES recebeu consultas de um total de R$ 55,7 bilhões, com expansão de 37% na comparação com o primeiro trimestre do ano passado.

Também os enquadramentos de projetos, de R$ 48,3 bilhões, aumentaram 28%.

Esses resultados foram puxados pela indústria, com alta de 120% nas consultas e de 104% nos enquadramentos.

Anúncio

O comportamento deveu-se, em grande parte, aos segmentos de material de transporte e de química e petroquímica, este último com projetos relacionados à exploração e produção de petróleo e gás.

O setor da infraestrutura, com desembolsos de R$ 9,9 bilhões, respondeu por 41% das liberações totais do BNDES no período janeiro/março. A análise setorial do desempenho do BNDES permite observar que os desembolsos em infraestrutura refletem importantes investimentos em curso no país, grande parte deles incluídos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), sobretudo nos segmentos de energia elétrica (R$ 2,6 bilhões liberados) e transporte rodoviário (R$ 4,2 bilhões), este último com financiamentos às obras relativas às rodovias de concessões federais e estaduais.

O primeiro trimestre do ano foi marcado também pela participação recorde das micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) no total desembolsado pelo Banco.

Com R$ 10,1 bilhões, as MPMEs responderam por 41% do valor total liberado pela instituição em janeiro/março último.

Nesse período, foram realizadas 220 mil operações com as companhias de menor porte (95% da totalidade de operações efetuadas), seguindo a trajetória do BNDES de democratização do crédito. O bom desempenho foi impulsionado pelo Cartão BNDES, com 150 mil operações efetuadas, atingindo valor de R$ 2 bilhões.

 

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *