Consumo dentro do lar retrai no Brasil, chegando ao menor nível da pandemia
Consumo dentro do lar retrai no Brasil, chegando ao menor nível da pandemia
Consumo dentro do lar retrai no Brasil, chegando ao menor nível da pandemia
Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Embalagens menores ganham espaço no carrinho de compras, e consumo de lanches e bebidas alcoólicas em casa dispara

No primeiro trimestre de 2022, o consumo dentro do lar chegou ao seu menor patamar desde o começo da pandemia. É o que mostra o mais novo relatório Consumer Insights 2022, da Kantar, líder em dados, insights e consultoria.  A principal razão é a alta dos preços. Com um aumento médio de 13% no valor de bens de consumo massivo – alimentos, bebidas, limpeza doméstica e higiene e beleza -, o volume comprado para levar para casa retraiu 5% no 1º trimestre de 2022 em comparação ao mesmo período de 2021.

Para driblar a alta dos preços, embalagens menores vêm ganhando espaço no carrinho de compras, permitindo que o consumidor continue com hábitos adquiridos na pandemia, como manter a família reunida (com itens para café da manhã) e optar pela praticidade (com lanches). Um exemplo desse movimento é o aumento do consumo de refrigerantes em lata de até 355 ml (+23% unidades) e queda em embalagens de mais de 1L (-22%) na comparação do primeiro trimestre deste ano com o mesmo período do anterior.

No mesmo intervalo, a categoria de hambúrgueres apresentou crescimento de 6% em unidades e retração de 2,6% em volume, enquanto a de margarinas teve aumento de 3,5% em unidades vendidas e queda de 1% em volume, indicando que as embalagens desses itens encolheram, uma estratégia da indústria para não sair do carrinho de compras do brasileiro. Itens de higiene e beleza, por sua vez, seguem tendencia de embalagens maiores, registrando aumento de 4,1% em volume e 0,3% em unidades compradas, com destaque para escova de dente, xampu e maquiagem, reflexo do fim do isolamento social e da volta das pessoas às ruas.

Prazer e praticidade vêm norteando as escolhas do carrinho, levando o consumo de lanches em casa a um salto em frequência de 47,1% no 1º trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2020, pré-pandemia. Entre eles, as categorias que mais cresceram em pontos de penetração foram linguiças (+1,7), empanados (+1,4) e leite fermentado (+1,0).

O estudo identificou um grande aumento de ocasiões ligadas ao prazer no mesmo período: pacote salgadinho/pipoca +35%, iogurtes +35% e biscoitos +27%. No consumo por classe social, viu-se um crescimento de momentos de consumo de refrigerante em 17% na classe C, de iogurte em 18% na classe DE e de biscoitos em 9% na classe AB.

Outro destaque positivo dentro do lar foram as bebidas alcoólicas, que conquistaram consumidores este ano, com um aumento de frequência de 21% e de 0,7% de penetração, em comparação ao 1º trimestre de 2020.

Cestas de limpeza do lar, bazar e OTC (medicamentos livres de prescrição médica) foram as que mais cresceram no primeiro trimestre de 2022, em relação ao ano período do ano anterior. A cesta bazar /OTC registrou incremento de 15% em unidades, com destaque para ração para cães e gatos e analgésicos, e produtos de limpeza tiveram alta de 5,8% em unidades, puxados pelas categorias detergente líquido, amaciante e sabão em pedra.

O relatório trimestral Consumer Insights da Kantar contempla 11.300 lares brasileiros de todas as regiões e classes sociais do país. A amostra representa 59 milhões de lares do Brasil.

A Kantar é líder global em dados, insights e consultoria. Atuamos em mais de 90 mercados e somos a empresa que mais entende como as pessoas pensam, sentem, compram, compartilham, escolhem e veem. Ao combinar nossa experiência sobre o conhecimento humano com tecnologias avançadas, ajudamos nossos clientes a entender as pessoas e inspirar crescimento.

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades