Fundado em 1962 para estimular e prover as condições necessárias ao desenvolvimento e crescimento econômico do Estado, o BDMG segue atuando como um dos principais agentes financeiros de Minas Gerais. O apoio a projetos dos setores público e privado dos mais diversos segmentos nos últimos 60 anos, ganhou ainda maior relevância pelo comprometimento da instituição…

Entrevista com o presidente do BDMG, Marcelo Bomfim MC – O BDMG completou 60 anos em 2022. Olhando em perspectiva, o banco cumpriu as expectativas dos tempos de sua criação? MB – Sem dúvida. O BDMG surgiu para ajudar a modernizar a economia mineira, que naquela época estava bem atrasada em relação a Rio e…

Líder no mercado brasileiro em produção de aço, a ArcelorMittal Brasil é dona de uma história sólida, consolidada ao longo de mais de 100 anos. Atualmente, conta plantas industriais em Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul. A produtora de aço possui mais de 100 unidades de distribuição…

MercadoComum – Publicação Nacional de Economia, Finanças e Negócios premiou os vencedores do XXIV Prêmio Minas – Desempenho Empresarial – Melhores e Maiores Empresas -MercadoComum – 2022, considerado o “Oscar da Economia de Minas Gerais”. A solenidade de premiação ocorreu às 19 horas do dia 28 de novembro, no Centro de Convenções da Associação Médica…

Pagamento de encargo representa 12,6% da renda, aponta levantamento da Fecomercio SP As famílias brasileiras pagaram R$ 284,1 bilhões em juros, nos seis primeiros meses de 2022, montante que representa 12,69% da renda dos lares no período. Na comparação com 2020, o valor é 18% maior, enquanto no comparativo com 2021 a variação foi de…

Dirigentes tomam posse em janeiro de 2023  O Conselho Deliberativo do Sebrae Minas elegeu na tarde desta quarta-feira (23/11) o presidente, diretores Conselho Fiscal para o período de 2023 a 2026. Marcelo de Souza e Silva, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH), foi eleito presidente do Conselho Deliberativo. Ele assumirá o…

Fernando Soares Rodrigues* É compreensível a instabilidade vigente no mercado financeiro em novembro, diante das indefinições do futuro governo na área econômica.  Pesou também o ambiente pós-eleitoral muito conturbado pelas fake news e manifestações de bolsonaristas, que não aceitam os resultados das urnas. Os reflexos no mercado foram imediatos. Diminuiu o otimismo com a bolsa…