Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

 

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Nesta semana acontece o Fórum Econômico Mundial na Suíça. Para esta edição, uma programação destinada às criptomoedas foi estruturada no dia 24 de janeiro (quinta-feira), das 11h às 14h. Trata-se do Crypto Winter in Davos, painel que reunirá diversos especialistas na área, entre eles Eduardo Carvalho e Fábio Asdurian, brasileiros que representarão o avanço do segmento.

Idealizadores de dois projetos estruturados com apoio do Governo Suíço, os empreendedores encabeçam as empresas Dynasty e Ampere. A primeira é uma criptomoeda com lastro no mercado imobiliário, que almeja se tornar o primeiro ativo digital regularizado no mundo. Já a Ampere segue também o conceito de moeda digital segura e legalizada, explorando energias renováveis como lastro. "Ficamos lisonjeados em sermos os únicos brasileiros entre as instituições selecionadas pelo Consulado Suíço para ir ao evento", entusiasma-se Carvalho.

O calendário de debates trará alguns temas importantes do universo das criptomoedas, entre eles o potencial tecnológico, a segurança e os ambientes regulatórios. "A idealização desta programação sobre criptomoedas no Fórum só comprova o quanto esta inovação ganhou notoriedade. Quando líderes mundiais se reúnem para analisar as movimentações dos ativos digitais, significa que suas nações estão se preparando para esta evolução do mercado financeiro", complementa Asdurian.

Anúncio

"O Fórum Econômico Mundial reúne diversas personalidades para pensarem conjuntamente no futuro da economia global. Neste cenário, resolvemos abordar sobre Blockchain e novas tecnologias vindas de fintechs, setores onde a Suíça se destaca. Convidamos players importantes para participar e selecionamos a Dynasty, por ser uma das primeiras criptomoedas sediadas em território suíço, e em processo de regularização", diz Bruno Aloi, Business Develop Manager do Consulado Suíço no Brasil.

As outras empresas convidadas pelo Consulado Suíço são: F10, uma aceleradora de Zürich e a Interlock Ledger, uma desenvolvedora da plataforma blockchain.

O Fórum Econômico Mundial acontece anualmente na cidade de Davos, nos Alpes Suíços. O evento contará com a participação de chefes e membros de mais de 100 governos, além de executivos de empresas globais e de organizações não-governamentais. Parte da programação será transmitida online, no site oficial (em inglês):www.weforum.org

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *