Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Ministério do Turismo publica dados revelando que a população acima de 60 anos já responde por quase 18 milhões de viagens ao ano no Brasil. Isso representa 8,9% do mercado de turismo nacional. Os Idosos já somam 11% da população brasileira, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A faixa da população chamada de Terceira Idade, que teve seu dia comemorado em 1 de outubro, tende a crescer nos próximos anos, graças ao envelhecimento da população.

A projeção do IBGE é de que, em 10 anos, os idosos representarão 16% dos brasileiros e, em 2060, 34%.

A mudança de cenário na pirâmide etária da população se deve principalmente ao aumento da expectativa média de vida dos brasileiros, que, na década de 1930, era de 41 anos e atualmente, é de 70 anos. A redução do índice de fecundidade também caiu de uma média de seis filhos por casal, em 1940, para aproximadamente dois filhos, nos dias de hoje. O Ministério do Turismo mantém com relativo sucesso o programa Viaja Mais Melhor Idade, iniciativa de promoção da inclusão social de pessoas a partir de 60 anos, aposentados e pensionistas. Os viajantes que se enquadram neste perfil têm acesso a descontos e vantagens exclusivos, como diárias extras, entradas e passeios gratuitos.

Anúncio

O programa amplia a oferta de viagens de turismo a este público crescente a custos menores, condições mais vantajosas e contribui para fortalecer a economia do turismo no Brasil, além de aliviar o problema da sazonalidade no setor.

O ministro do Turismo, Vinícius Lage, acha que “os gestores públicos e prestadores de serviços do setor de turismo devem estruturar políticas públicas e produtos voltados para esse público”

O segmento de idosos tem contribuído, de fato, para aquecer o fluxo de negócios de agencias, hotéis, cias. aéreas e atrativos turísticos. Mas a preocupação do governo deve ser expandida para além do turismo. Envelhecimento da população com empobrecimento da terceira idade, em breve, não dará sustentação a nenhum tipo de mercado. Principalmente o pujante hoje, porém frágil mercado de turismo, que vive hoje apenas uma bolha de idosos viajando pelo Brasil.

VIAGENS AÉREAS CRESCEM 5,9% EM AGOSTO.

O fluxo global de viagens aéreas, considerando os voos domésticos e internacionais, registrou crescimento de 5,9% em agosto, na comparação com o ano passado. Informa a Associação Internacional do Transporte Aéreo (da sigla em inglês IATA). Na América Latina, o ritmo de expansão foi ainda maior, de 7,3%, o segundo melhor desempenho regional, atrás apenas da expansão de 11,6% verificada no Oriente Médio. A oferta global de assentos mostrou aumento de 5,5% em agosto, em relação ao mesmo mês de 2013. Na América Latina, esse indicador apresentou crescimento de 4,3% na mesma base de comparação.

AUMENTO DA TAXA DE EMBARQUE

Anac aprova aumento da tarifa de embarque em quase 8% até o fim do ano. As tarifas de embarque na rede de aeroportos administrados pela Infraero vão subir 7,93% até o fim deste ano e deverão ser remarcadas novamente em janeiro de 2015, informa “O Globo”. Hoje, os passageiros pagam R$ 21,57 nos embarques domésticos e R$ 74,72 nos voos internacionais. Com o reajuste, os aeroportos do Rio – Santos Dumont, Congonhas – SP, Salvador, Recife, Fortaleza, Manaus, Curitiba e Porto Alegre vão passar a cobrar, no voo doméstico, e R$ 23,28 e o internacional, de R$ 80,64. O aumento consta de uma proposta de resolução prestes a ser aprovada pela diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

RÉVEILLON NO EXTERIOR

Começou a movimentação para o réveillon 2015. Quem planeja essa comemoração internacional é bom pensar nisso agora. Paris, por exemplo, tem boas ofertas nas prateleiras das agências, com preços a partir de US $ 1700, incluindo aéreo. Fique atento às promoções de baixa temporada. Por outro lado, cuidado com ofertas muito tentadoras. 

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *