O Brasil é o maior produtor de café do mundo e no momento o setor cafeeiro brasileiro enfrenta uma crise sem precedentes em relação ao baixo custo da saca de café. Para buscar caminhos mais SUSTENTÁVEIS e SOLUÇÕES REAIS para a atividade cafeeira, Campinas sediará o maior evento da cafeicultura global, o II Fórum Mundial de Produtores de Café, que será realizado nos dias 10 e 11 de julho, no Royal Palm Plaza Resort. É a primeira vez que o Brasil recebe um evento internacional desse porte no setor.

Na ocasião, o brilhante economista norte americano, professor da Universidade de Columbia, Jeffrey D. Sachs, apresentará o estudo sobre “Análise Econômica e Política para Melhorar os Rendimentos dos Pequenos Produtores de Café”, encomendado pelo WCPF e dirigido por ele com o Centro de Desenvolvimento Sustentável de Columbia.

Painel 1- O mercado como instrumento de proteção à renda dos produtores
Painel 2- Formulação de preço do café: Transparência da semente à xícara
Painel 3- Promover e aumentar o consumo – O Brasil como referência para outros países produtores

Outros nomes nacionais e internacionais do setor também abordarão temas que contribuirão para que as mais de 25 milhões de famílias, que cultivam o fruto, continuem a fazê-lo com qualidade e de forma sustentável:

• Silas Brasileiro – Presidente executivo do Conselho Nacional do Café – CNC;
• Vanusia Nogueira – Diretora executiva da Brazil Specialty Coffee Association – BSCA;
• Juan Esteban Orduz – Presidente da Colombian Coffee Federation. Inc;
• José Dauster Sette – Diretor executivo da Organização Internacional do Café – OIC;
• Sara Mason – Fundadora e CEO da Shift Social Impac Solution;
• René León- Gomez Rodas – Secretário Executivo do Programa Coop-erativo Regional para o Desenvolvimento Tecnológico e Modernização da Cafeicultura – PROMECAFE
• Guilherme Amado – Gerente de café verde na Nespresso
• Carlos Brando – Engenheiro PHD formado no Massachussetts Institute of Technology (MIT)