BDMG - Tesouro Nacional autoriza a instituição mineira a captar R$ 1 bi com banco dos Brics para projetos de infraestrutura e sustentabilidade
BDMG - Tesouro Nacional autoriza a instituição mineira a captar R$ 1 bi com banco dos Brics para projetos de infraestrutura e sustentabilidade
Marcelo Bomfim, presidente do BDMG
Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

BDMG – Tesouro Nacional autoriza a instituição mineira a captar R$ 1 bi com banco dos Brics para projetos de infraestrutura e sustentabilidade

Contrato com o NDB, vinculado aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU, será a maior captação da história do banco mineiro

A Secretaria do Tesouro Nacional aprovou na noite de terça, 25/10, a captação do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) com o Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), conhecido no Brasil como o “banco dos BRICs”, no valor de USD 200 milhões, ou R$ 1 bilhão. O volume será a maior captação da história do banco mineiro.

Segundo o Comitê de Financiamentos Externos (Cofiex), o BDMG foi autorizado a prosseguir com a captação pois possui “capacidade de pagamento elegível à concessão de garantia da União” e apresentou contragarantias suficientes, além de não possuir atrasos em operações avalizadas pelo Governo Federal.

“Isso significa que Minas, via BDMG, vai conseguir sustentar a expansão de setores como o da energia fotovoltaica, saneamento básico, além de demais investimentos privados, promovendo avanços em infraestrutura, geração de renda e oportunidades de trabalho no estado”, diz o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio.

De acordo com o presidente do BDMG, Marcelo Bomfim, os recursos oriundos do Novo Banco de Desenvolvimento poderão financiar também projetos de infraestrutura nos municípios, o que é muito importante para o desenvolvimento regional. Para ele, as condições financeiras são muito vantajosas pelo custo baixo e prazos longos de vencimento e de carência.

“Esta captação abrange tanto investimentos no setor público, isto é, municípios, quanto no privado. Ele também é multisetorial, adequando-se a segmentos que vão do agronegócio à indústria de grande porte, importantes geradores de empregos, e incluindo também as micro e pequenas empresas”, diz Bomfim. “Já temos as melhores taxas e linhas. Agora teremos também muito mais volume”, diz.

Segundo Bomfim, os recursos serão direcionados à infraestrutura, como projetos de transporte e mobilidade urbana, saneamento, fontes renováveis e eficiência energética, mas também a iniciativas de alto impacto em desenvolvimento humano e socioambiental, como agricultura sustentável, saúde e bem-estar e inclusão produtiva, entre outros.

O BDMG, que completa 60 anos em 2022, é o principal agente financeiro de Minas Gerais, com operações em 94% municípios. Em 2021, o banco realizou desembolsos recordes, com a carteira de investimentos alcançando R$ 4 bilhões. A Associação Latino-Americana de Instituições Financeiras para o Desenvolvimento (Alide) escolheu o BDMG, em maio passado, como “Banco do Ano 2022”.

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Mercado Comum: Jornal on-line BH - Cultura - Economia - Política e Variedades

Rua Padre Odorico, 128 – Sobreloja São Pedro
Belo Horizonte, Minas Gerais 30330-040
Brasil
Telefone: (0xx31) 3281-6474
Fax: (0xx31) 3223-1559
Email: revistamc@uol.com.br
URL: https://www.mercadocomum.com/

BDMG - Tesouro Nacional autoriza a instituição mineira a captar R$ 1 bi com banco dos Brics para projetos de infraestrutura e sustentabilidade

DomingoAberto 24 horas
SegundaAberto 24 horas
TerçaAberto 24 horas
QuartaAberto 24 horas
QuintaAberto 24 horas
SextaAberto 24 horas
SábadoAberto 24 horas