Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Senador destacou relação entre Minas e São Paulo nos momentos cruciais da história brasileira durante a solenidade, que teve o governador Geraldo Alckmin como orador

 

O senador Aécio Neves (PSDB) participou, no dia 12 de setembro, da solenidade de entrega da Medalha Presidente Juscelino Kubitschek, em Diamantina, no Vale do Jequitinhonha. Presidida pelo governador Antonio Anastasia, a cerimônia teve o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, como orador oficial. A medalha celebra o aniversário do expresidente e governador de Minas e é concedida àqueles que deram contribuições políticas, econômicas, sociais ou culturais a Minas e ao Brasil.

Aécio Neves destacou a relação histórica entre Minas Gerais e São Paulo em momentos decisivos para o Brasil e lembrou as origens mineiras do orador oficial da solenidade este ano, governador Geraldo Alckmin.

Anúncio

“Hoje é um dia de muita alegria. Recebemos não apenas o governador de São Paulo, o estado irmão, mas um grande líder nacional que se orgulha muito e não cansa de dizer das suas origens mineiras, que é Geraldo Alckmin. Esse privilégio veio em hora extremamente importante para o Brasil. Não tenho dúvidas, e o governador Anastasia dizia isso no seu pronunciamento, em todos os momentos cruciais da vida nacional, São Paulo e Minas Gerais estiveram juntos. E na reconquista da democracia, talvez tenha sido, na nossa história mais recente, o mais marcante desses momentos. Não estamos ainda falando de candidaturas, mas não tenho dúvidas de que o sentimento de São Paulo é o mesmo sentimento de Minas, por mudanças, por governos que olhem mais para o futuro, menos para o marketing, para os slogans”, disse Aécio em entrevista coletiva.

O evento foi realizado no Seminário Arquidiocesano Sagrado Coração de Jesus, um dos monumentos históricos de Diamantina. O ex-presidente JK completaria 111 anos nessa quarta-feira.

 

Sudene Mineira excluída de subsídios do governo federal

Em entrevista após evento, o senador Aécio Neves lamentou que o governo federal tenha voltado a discriminar municípios que pertencem à Sudene Mineira no pacote de benefícios aprovados ontem no Congresso. Medida Provisória 615 concedeu financiamento para a próxima safra, além de outros subsídios, a plantadores de cana de açúcar do Nordeste, mas deixou de fora os produtores do Norte de Minas e dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri atingidos pela seca.

“Assistimos a mais uma demonstração do descaso do governo federal para com Minas Gerais. Aprovou-se a Medida Provisória 615, editada pela presidente da República, que permite o ressarcimento financeiro aos plantadores de cana da região Nordeste atingidos pela seca. Absolutamente justa a medida, realmente precisávamos atender os nordestinos. Mas é inconcebível, inexplicável, injustificável que a região mineira da Sudene, onde existem cerca de 70 mil pequenos plantadores de cana-de-açúcar, quase plantadores familiares, estejam fora. Apresentei uma emenda para que fosse corrigido esse equívoco e a maioria do governo não permitiu que ela fosse votada”, disse Aécio Neves.

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *