Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Um roteiro turístico realmente fascinante e relativamente em conta para nosotros é Cusco e Machu Picchu, no Peru.

A começar pela hospitalidade. O peruano, pela sua própria índole e por reconhecer a importância do turismo para a
economia local, é extremamente educado e hospitaleiro com o viajante.

Não é à toa que a cidade de Cusco e as ruínas de Machu Picchu estão entre os mais destacados destinos turísticos
do planeta. Ambos são considerados patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Anúncio

Caminhando pela velha cidade
Aí, sim. Comece a caminhar pela cidade. Em qualquer ponto que você estiver acabará saindo na Plaza Del Armas. A enorme Praça das Armas é o centro da cidade, onde fica a catedral, além de prédios públicos e edifícios históricos. Ali estão as melhores lojas e restaurantes. Aliás, o Peru é considerado o país com a segunda melhor gastronomia do mundo (em primeiro lugar está a França). Entre os pratos típicos estão a Alpaca, uma carne extremamente leve e livre de colesterol, o cuy, uma espécie de porquihno da Índia, e a quinua, um cereal riquíssimo em nutritivos, que lembra o milho.

Cidade mais antiga do continente americano

A 3.450 acima do nível do mar e envolvida em mistérios e lendas, a cidade de Cusco impressiona visitantes de todo o mundo que desembarcam ali aos milhares por dia. Cusco é o berço da civilização inca, a cidade mais antiga do continente americano e sua capital arqueológica. Dali a cultura inca expandiu seu império para os territórios que formam, hoje o Peru, Bolívia, Equador, o norte do Chile e a Argentina.

A cidade colonial espanhola foi construída sobre bases das edificações da cultura inca. As misteriosas e impecáveis amarrações das pedras gigantescas garantiam a segurança nos frequentes abalos sísmicos e nos forçam a buscar uma explicação para tamanha capacidade do homem de movimentar pedras daquelas dimensões, teoricamente sem uso de tecnologias avançadas.

Logo na chegada aos hotéis, lhe é oferecido chá de coca, que não tem nada de narcótico. Seu efeito salutar é aliviar possíveis dores de cabeça e enjoo causados pelo mal da altitude, chamado soroche. Por isso, é recomendável, logo ao chegar, um descanso no hotel de uma ou duas horas para seu organismo
se acostumar com o pouco oxigênio daquela altitude.

Destino mundial

A Catedral de Cusco é um exemplo de majestade da cultura espanhola. No interior da igreja, a pujança dos detalhes em ouro e prata impressiona até mesmo a nós brasileiros acostumados com as ricas igrejas do período colonial português. A cerâmica, a joalheria inca e pré inca e os tecidos encantam pela técnica e abundância de detalhes.

Passear a noite pelo centro histórico de Cusco, sob a iluminação pública em tom amarelado, tem um charme
especial. Na agitada vida noturna você se sente na Torre de Babel, com turistas do mundo inteiro. Nas lojas, a pechincha é parte do negócio. Os táxis são baratos, mas combine antes as tarifas. Começa-se com um preço para turistas, até se chegar à famosa frase: “Quanto quieres pagar?”

Machu Picchu

É impossível não se emocionar ao chegar a Machu Picchu, O nome que significa “velha montanha” em quéchua, a língua nativa dos incas, revela também uma intrínseca relação dos incas com a montanha e sugere um caráter religioso. A cidade foi construída no século XV sob as ordens do líder Pachacuti, hoje tratado como herói e personificado como uma das figuras lendárias na região. As ruínas da cidade, em excelente estado de conservação, foram redescobertas apenas em 1911 pelo antropólogo norte-americano Hiram Bingham.

Cidade Fortaleza

Há diversas teorias sobre a fundação e função de Machu Picchu. Entre elas, é que aquelas montanhas teriam sido
visitadas por povos de outros planetas e teriam ajudado os incas na movimentação de pedras que chegam a centenas de toneladas. A mais aceita afirma que foi um assentamento construído pelo incas, com o objetivo de supervisionar a economia das regiões conquistadas e com o propósito secreto de refugiar o soberano inca e sua corte, no caso de ataque.

Percurso fascinante

Para ir a Machu Picchu sai-se bem cedinho de Cusco, em ônibus, até a cidade de Ollantayatambo, onde se pega um trem panorâmico, que serpenteia o rio Urubamba por entre vales e enormes montanhas com os topos cobertos de neve.
Só este espetáculo da natureza já vale a viagem. A estação final do trem é em águas Calientes, de onde saem os micro ônibus em sinuosa subida de 30 minutos até as ruínas de Machu Picchu. Nada se compara a estar presente de corpo e alma neste local sagrado.

Controle de entrada de turistas

A área edificada em Machu Picchu, com cerca de 500 metros de comprimento por 200 metros de largura, é dividida em área agrícola, formada por terrenos de cultivo e área urbana constituída pelo Templo do
Sol e da Lua, a Residência Real, o Templo das Três Janelas e o Templo Principal, entre outras edificações.

A cidade atrai tantos visitantes, que, em julho de 2011, a Direção Regional de Cultura de Cusco (RDC) introduziu novas regras reduzindo a entrada para 2.500 pessoas por dia, em Machu Picchu, para amenizar o impacto do turismo.

O roteiro Cusco Machu Picchu é uma experiência única de cultura, gastronomia e arqueologia e um roteiro com custo relativamente baixo para nosotros brasileños. Quem não conhece aproveite o momento em que nosso Real vale muito naquele país. Para quem já foi, vale a pena voltar. Com certeza você verá coisas interessantes ainda não descobertas e reviverá a magia daqueles ares montanhosos.

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *