0% de imposto durante 50 anos: veja 10 dicas de como empreender em Dubai
0% de imposto durante 50 anos: veja 10 dicas de como empreender em Dubai
0% de imposto durante 50 anos: veja 10 dicas de como empreender em Dubai
Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades

Os Emirados Árabes Unidos têm uma das maiores economias do mundo e também é uma das mais diversificadas. O país também é membro da Organização Mundial do Comércio, desempenhando um papel importante no comércio global. Para se ter uma ideia, vai acontecer entre os 1º outubro de 2021 e 31 de março de 2022, a Expo 2020 Dubai, a primeira Expo Mundial no Oriente Médio, África e região do Sul da Ásia, que também será o primeiro evento global desde o início da pandemia e receberá 191 países, além de milhões de visitantes.

É compreensível que muitos empresários e investidores anseiam pelas perspectivas de criação de empresas em Dubai. Se você está planejando iniciar um novo negócio na capital financeira dos Emirados Árabes, você deve saber essas 10 dicas da empresária, Patrícia Brazil, pois elas influenciarão sua decisão. A executiva fundou quatro negócios em uma década e viajou o mundo a negócios antes dos 30 anos dirigindo a primeira websérie brasileira a ter uma temporada gravada em cada continente. Confira as dicas:

1. Dubai oferece incentivos fiscais para incorporação

Anúncio

O governo dos Emirados Árabes Unidos oferece isenções fiscais sobre a renda pessoal, imposto retido na fonte e imposto corporativo. Em outras palavras, você obtém lucros totais, que pode reinvestir para fazer o negócio crescer. Isso permite que os investidores tenham prazer em fazer negócios e morar na cidade global de Dubai.

Impostos mínimos e uma estrutura tributária simplificada facilitam vários aspectos da abertura e administração de uma empresa. Dito isso, a estrutura empresarial certa e a estratégia de negócios competitiva podem ajudá-lo a se qualificar para mais benefícios fiscais. Assim, onde você economiza em impostos, pode investir na melhoria dos processos de negócios e na eficiência do fluxo de trabalho.

  1. As regras e regulamentos locais são para negócios

Os Emirados Árabes Unidos são considerados um dos melhores países do mundo para se fazer negócios, e isso se deve à sua forte estrutura jurídica. Não é apenas para o negócio, mas também para investidores estrangeiros. As regras que regem os investidores estrangeiros são totalmente diferentes daquelas que regem o trabalho, sendo o direito penal a única exceção.

Por exemplo, você sabia que pode preencher o registro comercial em Dubai e colocar sua empresa em funcionamento em menos de um mês? Melhor ainda, você pode obter o registro e o licenciamento da empresa em até 24 horas em outros Emirados, como é o caso da Saif Zone de Sharjah onde em 30 minutos você sai com sua empresa funcionando. Por isso, durante a Imersão de negócios que realizo em Dubai todos os anos, a visita na Saif Zone de Sharjah se tornou uma parada obrigatória.

  1. O governo é muito favorável

Os Emirados Árabes Unidos são um dos países mais seguros para se viver e fazer negócios no mundo e criaram uma referência em governança graças a políticas fortes. Todos os tipos de investimento estrangeiro são incentivados pelo governo visionário de Dubai.

Sua Alteza Mohammed bin Rashid Al Maktoum liderou a transformação econômica em Dubai e orientou o governo no sentido de fornecer várias oportunidades de negócios para investidores estrangeiros de todo o mundo.

  1. Diferentes opções de propriedade estão disponíveis para expatriados

Você pode optar por manter a propriedade parcial (até 49%) em todos os sete Emirados ou 100% de propriedade abrindo uma empresa da Zona Franca. A configuração de negócios em Dubai é flexível em termos de propriedade e os investidores têm a oportunidade de entrar em vários setores desenvolvidos.

Com a propriedade parcial, você terá um parceiro local (nacional dos Emirados Árabes Unidos), portanto, se estiver optando por essa opção, certifique-se de encontrar um parceiro confiável. Os regulamentos de propriedade também dependem do tipo de empresa e do local onde você deseja incorporar seu negócio.

  1. Escolher a estrutura certa é a chave

Isso definirá se o seu negócio será bem-sucedido ou não. A Empresa de Responsabilidade Limitada é uma das estruturas mais comuns para registro de empresas em Dubai, enquanto o registro de uma empresa da Zona Franca se torna cada vez mais popular entre os investidores estrangeiros e permitirá que você mantenha 100% da propriedade estrangeira em Zonas Francas como DMCC, Dubai Sul, Dubai Design District, Dubai Internet City , etc.

  1. Zonas Francas oferecem grandes benefícios

Como mencionado antes, todas as zonas francas nos Emirados Árabes Unidos permitem que você mantenha 100% de propriedade estrangeira com 0% de imposto corporativo pelos próximos 50 anos. As várias Zonas Francas do país são o lar de empresas globais líderes no setor de commodities, incluindo ENI, American Express, General Mills, Total, Viacom e Petronas, para citar alguns.

As Zonas Francas oferecem infraestrutura construída para um propósito específico, oportunidades atraentes de rede, soluções de escritório flexíveis e procedimentos de imigração simplificados. Se você está procurando consultoria em estratégia de negócios sobre os incentivos de propriedade 100% estrangeira em Zonas Francas, você pode falar com nossos especialistas em configuração de negócios para obter uma solução personalizada para o seu negócio.

  1. O mercado de trabalho é enorme

As políticas de imigração e mercado de trabalho implementadas pelo governo de Dubai refinaram a mão de obra disponível na cidade hoje. Profissionais de mais de 200 nacionalidades permitem que as empresas façam uso de oportunidades de contratação de funcionários altamente qualificados, experientes e motivados.

Os Emirados Árabes Unidos são um país de alta renda, o que significa que bons talentos terão um bom preço. Antes de prosseguir com a contratação de funcionários e iniciar as operações, considere fazer algumas pesquisas de mercado para descobrir o pool de talentos disponíveis na cidade para diferentes cargos em sua empresa.

  1. A taxa de câmbio é favorável

A moeda dos Emirados Árabes Unidos está estável com as principais moedas do mundo, incluindo o dólar americano, já que as taxas de câmbio permaneceram praticamente inalteradas desde 1997. As taxas de câmbio são favoráveis com a maioria dos países do mundo árabe, África, Ásia e Europa. Por quase duas décadas, a moeda permaneceu relativamente inalterada.

A estabilidade do poder de compra do AED e sua força em relação a outras moedas permitem que os negócios nos Emirados Árabes Unidos ganhem força no comércio global. Além disso, o setor bancário de classe mundial oferece a você a vantagem competitiva para se manter no topo de seu mercado.

  1. Os Emirados Árabes Unidos têm um futuro brilhante

O crescimento populacional do país é um dos maiores do mundo, e mais de 80% são expatriados. Dubai é uma escolha lógica para relocação com seu estilo de vida pacífico, instalações de classe mundial e as melhores atrações turísticas do mundo. Todas as maiores exposições, incluindo a Expo 2020 Dubai, são organizadas e realizadas aqui, criando milhares de oportunidades de investimento e trabalho.

Expatriados que decidem morar em Dubai podem se beneficiar de padrões de vida incomparáveis e alto retorno sobre o investimento na propriedade, entre 10% e 15% ao ano. Os Emirados Árabes Unidos estabeleceram padrões globais em educação, desde a escolaridade até o nível universitário. A University of Wollongong, American University of Dubai e Manipal são algumas das prestigiadas instituições de ensino que se encontram em Dubai. No geral, Dubai, sem dúvida, tem um futuro muito brilhante.

10. A Localização é um trunfo que ajuda na logística dos Negócios

A junção de sete pequenos emirados (Abu Dhabi, Ajman, Dubai, Fujairah, Ra’s al- Khaimah, Sharjah, Umm al-Quawain) forma a nação denominada Emirados Árabes Unidos. Mas o melhor disso é que se você observar no mapa, a localização é privilegiada para ser um ponto estratégico para empresas presentes em diferentes continentes.

Mercado Comum Jornal on line BH Cultura Economia Política e Variedades