Top of Mind

Premiados os vencedores do 22º Prêmio Top Of Mind MercadoComum Marcas de sucesso - 2017

01 Julho 2017

MercadoComum premiou, no dia 22 de maio, nos salões do Automóvel Clube de Belo Horizonte – Minas Gerais, 45 marcas vencedoras do 22º Prêmio Top of Mind – MercadoComum – Marcas de Sucesso – Minas Gerais – 2017. As vencedoras foram apuradas após pesquisa contratada com exclusividade e realizada durante o mês de janeiro de 2017 pelo Instituto Olhar – Pesquisa e Informação Estratégica.

A solenidade de premiação, seguida de coquetel e Jantar de Confraternização contou com um público presente superior a 300 participantes.

Para a pesquisa realizada pelo Instituto Olhar estabeleceu-se uma amostra de 1.500 entrevistas em 50 das maiores cidades de Minas Gerais considerando o número de habitantes. Isso corresponde a 50,91% da população estadual total.

Em Belo Horizonte foram 401 os entrevistados e no interior do estado, 1.099. Logo, o número de entrevistas em cada cidade foi proporcional à população nela residente.

Após a aplicação dos questionários obteve-se uma amostra de 1510 entrevistas. Além disso, a amostra foi selecionada proporcionalmente ao sexo e a faixa etária. As definições de margem de erro da pesquisa levaram em consideração um intervalo de confiança de 95%, alcançado 4,9% de erro amostral para a capital Belo Horizonte, 2,9% para o interior (para o somatório de todos os municípios) e 2,5% para Minas Gerais (Capital mais Interior), significando que, se a pesquisa fosse realizada outras mil vezes, o resultado seria praticamente o mesmo em 950 vezes.

 

Para efeito meramente ilustrativo apresentamos, a seguir, o resultado efetivo e completo de um dos segmentos pesquisados, esclarecendo que todos as demais marcas vencedoras seguiram o mesmo critério e formatação:

Todas as respostas das entrevistas são espontâneas, isto é, não são apresentadas opções aos entrevistados. Neste aspecto, a pesquisa encomendada por MercadoComum pode se diferenciar significativamente das demais, por não levar em conta outras respostas por parte dos entrevistados e, ainda, devido ao fato de elas serem exclusivamente espontâneas, não sofrendo qualquer tipo de influência por parte dos entrevistadores. Também, a cada ano são sorteados dez segmentos que deixam de participar da pesquisa e outros dez novos são incluídos, o que permite oferecer uma dinâmica diferente ao público a cada premiação.

A pergunta-chave e considerada como básica da pesquisa, junto aos entrevistados é: “Qual é a primeira marca que lhe vem à cabeça, quando se fala em ....(por exemplo arroz, cerveja, drogaria, leite etc)?” Os resultados obtidos ganham relevância bastante especial no meio empresarial, de marketing e de comunicação, pois se transformam numa série histórica importante sob o ponto de vista mercadológico.

As empresas detentoras das marcas vencedoras que veicularem publicidades na edição especial sobre este 22º Prêmio Top of Mind farão jus, além dos troféus e diplomas que serão entregues gratuitamente durante a solenidade.

Categoria Especial – Top do Top -Reservada às premiações especiais. Geralmente, destina-se à premiação das marcas que se destacaram de forma substancial e diferenciada em relação às demais, conforme aferição da pesquisa. Na atual versão são aquelas mais citadas pelos entrevistados, ou seja, as que obtiveram o maior percentual de respostas da pesquisa realizada. Na atual versão também serão premiadas as marcas mais lembradas de BH e Interior, por Sexo e Faixa Etária. Estas marcas, em número de 16, foram divulgadas apenas durante realização da solenidade de premiação.

Categoria Excelência – É a Categoria mais elevada. Nesta situação, significa que a marca vencedora obteve mais de 50% das respostas válidas e espontâneas dos entrevistados, de um determinado segmento. A margem de erro prevista sempre é considerada e há somente um único vencedor, sendo desconsideradas as marcas que obtiveram percentuais inferiores. São praticamente nulas as chances de se ocorrer empates técnicos. Neste ano são em número de 16 os vencedores desta Categoria;

Categoria Liderança – Significa que a marca não obteve mais de 50% das respostas válidas e espontâneas dos entrevistados, de um determinado segmento. No entanto, o percentual de respostas obtido confere a ela a liderança daquele segmento. A margem de erro prevista de 2,5% (para cima ou para baixo) é considerada e pode haver mais de uma marca vencedora, configurando-se nesta situação, a existência de empate técnico. A premiação deste ano constatou a existência de 29 marcas vencedoras nesta Categoria.

Foram premiadas 45 marcas, distribuídas em 7 Setores Econômicos:

As marcas mais premiadas desta edição são a Itambé e a Unimed com quatro e três premiações, respectivamente. A Itambé é também é uma das poucas marcas que conquistou todas as versões desde o início desta premiação, sendo a mais premiada de Minas Gerais.

AS MARCAS MAIS PREMIADAS DE MINAS GERAIS NESTES 22 ANOS

ITAMBÉ É A MARCA MAIS PREMIADA DO TOP OF MIND: 84 TROFÉUS

Nestes 22 anos de realização do Prêmio Top of Mind em Minas Gerais, a Itambé é a marca mais premiada deste estudo, acumulando um total de 84 troféus, já considerados aqueles a que faz jus, inclusive, nesta oportunidade.

Apenas quatro marcas conquistaram todas as premiações anuais deste Top of Mind. Desde o seu início, são as seguintes as marcas consideradas as mais premiadas em Minas:

A HISTÓRIA DO TOP OF MIND EM MINAS GERAIS – AS PESQUISAS E PREMIAÇÕES REALIZADAS

São as seguintes as marcas vencedoras deste 22º  Prêmio Top of Mind – MercadoComum – Marcas de Sucesso – Minas Gerais – 2017:

 


AYMORÉ

A Aymoré, uma das marcas alimentícias mais tradicionais do País, foi novamente homenageada no Prêmio Top of Mind – MercadoComum – Marcas de Sucesso – Minas Gerais, que, em 2017, entra em sua 22ª edição. A empresa conta com 19 premiações ao longo de todos estes anos e, desta vez, foi eleita na categoria Excelência, dentro do segmento Biscoito. E não é para menos: seu vasto portfolio é responsável por alimentar os brasileiros há mais de 90 anos. Sua linha atual é apresentada nas versões Cream Crackers, Salpet, Maizena, Amanteigados, Recheados, Rosquinhas, Wafers e a linha saudável (cookies e crackers).

Hoje, a marca Aymoré tem 93 anos no mercado e é líder em Minas Gerais no segmento de biscoitos. A fábrica e o centro de distribuição estão localizados em Contagem (MG) e possuem 860 colaboradores. A empresa nasceu em 1924 no Rio de Janeiro, na fábrica Moinho Inglez, dando início à história da marca. Em 1930, foi inaugurada a fábrica da Massa Aymoré, em Contagem, na região central de Belo Horizonte. Em 1940, sob a gestão da empresa paulista Refinações S.A, a empresa passou a ser conhecida também no Estado de SP. No ano de 1950, os irmãos espanhóis Severino Ballesteros Rodrigues, Santiago e Visitácion Ballesteros inauguram a fábrica Produtos Alimentícios Cardoso S.A., em Contagem.

Dez anos depois, a empresa Produtos Alimentícios Cardoso S.A. adquire o maquinário, as marcas e as patentes da Rodolpho Grissi & Cia. Ltda, passando a produzir balas. Em 1970, a Cardoso S.A. incorporou a indústria Massas Aymoré. No ano de 1980, a marca comprou os terrenos e galpões da J.A.F. Duarte e, em 1990, após todas as aquisições, passou a contar com cerca de quatro mil funcionários. Em 2005, os grupos Arcor e Danone anunciaram a fusão para fundir as suas atividades no ramo de biscoitos na Argentina, no Brasil e no Chile, criando a maior empresa do setor da América do Sul. A operação combinou os ativos das duas companhias na Argentina, Brasil e Chile, somando uma receita líquida estimada, na oportunidade, em cerca de US$ 300 milhões.

ARAUJO

A Drogaria Araujo é referência para os mineiros. Tanto que, em 2017, faturou mais um Prêmio Top of Mind – MercadoComum – Marcas de Sucesso – Minas Gerais, no segmento Drogaria/Farmácia (BH), na categoria Excelência. A empresa também figurou entre as marcas mais lembradas entre todas as vencedoras, classificando-se na Categoria Top do Top.

Com 111 anos, a história da Drogaria Araujo começou em 1906, com a chegada do jovem Modesto Carvalho de Araujo (avô do atual presidente da drogaria) na recém-fundada capital, Belo Horizonte. Homem de visão e fortes valores, como ética, seriedade e honestidade, o Sr. Modesto construiu em bases sólidas esta empresa que hoje está presente em BH e região metropolitana com 170 lojas.

Reconhecida pelo seu pioneirismo e inovação, qualidade e detalhe em tudo que faz, a Araujo criou o primeiro plantão 24 horas; o primeiro serviço de telemarketing do Brasil – o Drogatel Araujo; e a primeira drogaria Drive Thru, em que o cliente faz suas compras sem sair do carro. Além de todas essas conquistas, também se tornou a primeira rede a operar no modelo drugstore – onde o cliente encontra tudo o que precisa.

Sempre inovando, diversificando os serviços oferecidos aos clientes e marcando presença na vida dos mineiros, a empresa conta com um mix completo de produtos – são mais de 20 mil itens comercializados – uma grande variedade como higiene pessoal, mamãe e bebê, beleza, dermocosméticos, pet shop, fitness, melhor idade, ortopédicos e diets.

A Araujo criou também a Central Farmacêutica – disponibilidade 24h de farmacêuticos para atendimento em vídeo-chamada em loja, e o Serviço Farmacêutico – programa de atendimento personalizado que orienta a adoção de novos hábitos de saúde e complementa o tratamento prescrito pelo médico.

Hoje, Modesto Araujo Neto, 3ª geração à frente da Araujo, está realizando o sonho do seu avô e do seu pai, o fundador Modesto e Antônio Araujo: uma Drogaria Araujo em cada esquina de Belo Horizonte e região. E está consolidando em 2017 um audacioso plano de expansão. Em janeiro deste ano, inaugurou o seu novo Centro de Distribuição, com uma área de 32.000 m², que terá capacidade de abastecer mais de 650 lojas e em 2017 teremos a abertura de 40 novas lojas, inclusive no interior do estado de Minas Gerais.

Atualmente, é a primeira drogaria do Brasil em vendas por loja e a quarta maior em vendas total. Cada loja Araujo vende o equivalente a 11 lojas da concorrência. Suas lojas atendem a 45 milhões de clientes por ano e irão faturar mais de R$ 2 bilhões em 2017. Além desses números, a Araujo firma seu compromisso com a sociedade, desde o início de sua história. Em 1918, a empresa distribuiu Quinino de graça na epidemia da Gripe Espanhola e, em 1920, vendeu o Neosalvarsan, que estava em falta no mercado, para a Sífilis, que era uma das mais graves enfermidades no inicio do século XX.

Hoje, a empresa apoia diversos projetos, sendo o principal deles o “Doe seu troco”, que incentiva os clientes Araujo a doarem o seu troco ou parte dele para o Hospital da Baleia. Ao longo de onze anos de parceria, foram arrecadados e repassados mais de R$ 12 milhões ao hospital. Todos estes dados são resultado da dedicação e do comprometimento dos mais de 7.000 colaboradores, que diariamente trabalham para atingir a missão de “encantar e satisfazer as necessidades dos nossos clientes” fazendo a Araujo cada vez maior e melhor.

CERÂMICAS BRAÚNAS

Fundada no dia 30 de abril de 1951 por Francisco Cardoso Assumpção, a Cerâmicas Braúnas foi criada com a missão de conquistar a confiança de seus clientes através da fabricação de blocos cerâmicos de alta qualidade. Para isso, mantém como uma de suas principais características o constante investimento em tecnologia e capacitação profissional.

Resultado deste empenho é seu crescimento constante. Atualmente, a empresa possui um parque industrial renovado, equipado com maquinário de última geração, aliados aos modernos fornos túnel, responsáveis pela automatização de todo o processo de fabricação. Todos estes investimentos são capazes de gerar resultados e ganhos expressivos, além de representar um importante ganho na qualidade de produção.

A Cerâmicas Braúnas também dispõe de um rigoroso controle de qualidade em suas fábricas. Em seus laboratórios são realizados testes diários, de acordo com as determinações dos principais órgãos reguladores, para assegurar que os produtos estejam sempre dentro das especificações exigidas. Técnicos especializados detectam e corrigem possíveis falhas ao longo do processo e seguem responsáveis pelos produtos até a sua utilização, garantindo sempre o melhor para os seus clientes.

Diante da atual situação do país, onde todos os setores têm sido fortemente afetados pela crise financeira, vale ressaltar que a indústria cerâmica não está isenta de tal fenômeno. Porém em momentos de crise a Cerâmica Braúnas se reinventa e procura novos caminhos e técnicas para superá-la.

Matéria-prima de qualidade

Um dos principais fatores responsáveis pela qualidade dos blocos cerâmicos Braúnas é a utilização de matéria-prima selecionada em sua elaboração. Estudos sobre a composição das jazidas são constantemente realizados com o objetivo de extrair ao máximo o potencial das argilas.

Diversos aditivos e agregantes minerais são adicionados às misturas, para que o produto final obtenha a qualidade e resistência mecânica característica da marca. Subprodutos da fundição industrial foram incorporados às massas, para tornar sua composição ainda mais eficiente e ecologicamente correta. Resíduos anteriormente despejados no meio ambiente, sem o devido tratamento, recebem ao longo do processo de fabricação dos blocos Braúnas a destinação adequada.

Com o início da produção dos blocos cerâmicos autoportantes, muito se aprendeu sobre o beneficiamento das argilas. O resultado obtido foi um expressivo ganho de qualidade e resistência mecânica, em toda a linha de produtos. Hoje, a Cerâmicas Braúnas fabrica um dos melhores blocos cerâmicos do país, reconhecido pelos consumidores e acreditado pelos mais importantes órgãos fiscalizadores.

FIAT

Quando o assunto é carro, a Fiat é a primeira que vem à cabeça dos mineiros. Prova disso é que a empresa foi eleita em mais uma edição do Prêmio Top of Mind – MercadoComum – Marcas de Sucesso – Minas Gerais, acumulando assim 22 premiações – seja, em todas as edições do Top. Desta vez, a Fiat foi reconhecida no segmento Carro Nacional, na categoria Liderança.

Na fábrica da Fiat Automóveis em Betim (MG), são produzidos 15 modelos de automóveis e comerciais leves. São mais de 70 versões, incluindo as destinadas à exportação. Inaugurada em 1976, a planta possui uma área total de 2.250.000 m2, com 701.696 m2 de área construída. O primeiro veículo produzido foi o clássico Fiat 147. Hoje, a empresa conta com uma rede de mais de 600 concessionárias e é responsável pela geração de 30 mil empregos diretos e indiretos.

Entre os vários pilares de sustentação da empresa está a preocupação com os recursos ambientais. Isso está comprovado por algumas conquistas. A Fiat foi a primeira fábrica de automóveis leves e de passeio do país a conquistar a ISO 14001, em 1997. Essa certificação é reconhecida internacionalmente e atesta a eficácia do Sistema de Gestão Ambiental (SGA). Em 2013, a empresa alcançou outro importante marco: a conquista da ISO 50001, de gestão de energia. A Fiat Automóveis foi a primeira montadora do país a obter essa certificação.

COMPLEXO ECOLÓGICO

Nos últimos cinco anos, os investimentos diretos em gestão ambiental ultrapassaram R$ 40 milhões – recursos que sinalizam a aposta da Fiat em tecnologias mais eficientes e eficazes para prevenir e reduzir os impactos ambientais. Um exemplo é o Complexo de Tratamento de Efluentes Líquidos, construído em 1998 e modernizado em 2010, que permite o reúso de 99% da água. A Ilha Ecológica também faz parte do nosso Complexo Ecológico. Construído em 1994, o local recebe todos os resíduos gerados na fábrica para identificação, triagem e gestão, com foco na destinação e tratamento adequados. Atualmente, 95% dos resíduos são reciclados e 5%, reaproveitados – números que colocam a Fiat em posição de destaque no setor automotivo nacional.

ATERRO ZERO

A Fiat Automóveis foi a primeira fábrica do setor automotivo do país a destinar 100% dos resíduos que gera para a reciclagem e a reutilização, eliminando o envio para aterros. A meta foi alcançada em 2011 como resultado do projeto Aterro Zero, que faz parte da política ambiental da empresa, focada na prevenção dos impactos, uso racional dos recursos naturais, investimento em tecnologias e treinamento contínuo dos empregados.

Para que a meta do Aterro Zero seja diariamente alcançada, todos os empregados participam com ações fundamentadas na hierarquia da pirâmide dos 5Rs: Recuse, Reduza, Reutilize, Recicle e Recupere. Por meio dos 5Rs, a Fiat busca, primeiramente, eliminar e reduzir a geração de resíduos nos processos e termina por reaproveitar, reciclar e recuperar os materiais. O trabalho da equipe ambiental da Fiat é intenso na análise dos resíduos e no desenvolvimento de estudos para ampliar, cada vez, os índices de reciclagem e reaproveitamento. Na busca por soluções inovadoras, a empresa foi pioneira no setor na implantação de um sistema para a reciclagem de isopor, que reduz em 50 vezes o volume do material. Na Ilha Ecológica, o isopor é processado e transformado em matéria-prima para produção de materiais plásticos, como canetas e capas de CDs.

Uma das diversas formas que a Fiat utiliza para reaproveitar materiais também está diretamente ligada à preocupação com o bem-estar e o desenvolvimento econômico da comunidade do entorno da fábrica. Alguns materiais, como fivelas, calotas e aparas de cinto de segurança, são enviados para a Cooperárvore, cooperativa social que faz parte do programa Árvore da Vida – Jardim Teresópolis.

RECÍRCULO DE ÁGUA

A Fiat Automóveis recircula 99% da água que utiliza nos processos produtivos. O Complexo de Tratamento de Efluentes Líquidos da fábrica em Betim está em atividade desde 1998 e foi modernizado em 2010. A utilização dos sistemas de Membranas (MBR) e Osmose Reversa proporcionou o avanço tecnológico que resultou na melhoria qualitativa, propiciando o aumento do volume de água recirculada de 92% para 99%, em 2010. Na prática, significa a quase eliminação da captação da água potável da rede pública para o uso industrial e uma economia que corresponde, em valores, ao abastecimento de uma cidade de 30 mil habitantes.

Diariamente, a Fiat monitora os parâmetros do efluente tratado em um laboratório próprio, acreditado de acordo com as normas da ISO 17025, que faz o controle de todo o processo de tratamento para verificar sua eficiência e qualidade.

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

A Fiat Automóveis foi a primeira fábrica de automóveis do Brasil a obter a ISO 50001, de gestão de energia, em 2013. O objetivo da certificação é contribuir para o uso mais eficiente das fontes de energia (energia elétrica, ar comprimido, vapor, água superaquecida, gás natural, combustíveis e outros), com benefícios para redução dos gases de efeito estufa associados ao processo.

A energia que deixou de ser consumida na fábrica de Betim (MG) em função das melhorias realizadas em 2012 e 2013 seria suficiente para abastecer 610 mil residências/mês. Com essa redução, nove mil toneladas de CO2 deixaram de ser emitidas. A geração de energia renovável com a instalação de placas solares nos galpões e de postes de iluminação com placas fotovoltaicas também fez a diferença. A energia gerada com essas tecnologias equivale ao consumo de 600 residências/mês.

NOVOS MODELOS

Na linha de produção, a empresa tem diversas novidades. Uma delas é a nova linha do Fiat Uno, um dos carros mais completos e seguros frente aos seus concorrentes diretos, se destacando também pela excelente dirigibilidade e conforto a bordo. Em 2016 além da renovação no design, o modelo deu um importante salto tecnológico com foco em eficiência e desempenho, na qual destaca-se a nova família de motores Firefly. Posicionando-se entre os melhores da categoria, com níveis inéditos em baixo consumo de combustível aliado a alto desempenho já em baixas rotações do motor.

Agora o Fiat Uno acaba de ganhar sua linha 2018, mantendo uma gama bem versátil de versões, que atendem vários tipos de gostos, necessidades e bolsos, privilegiando o custo benefício em todas as suas configurações. Entre os destaques do modelo, a nova geração do câmbio automatizado, que está presente no Uno desde sua linha 2017, passa a se chamar GSR-Comfort, como no Fiat Mobi.

Esta nova denominação reforça todo o ganho em conforto e estabilidade alcançados em sua última geração. Ela esta presente nas versões do modelo com o motor Firefly 1.3, oferecendo ainda mais suavidade e prazer na condução, principalmente em situações de trânsito intenso, o que reforça a vocação de um carro urbano e versátil.

A nova linha 2018 do Fiat Uno também amplia seu pacote tecnológico com mais uma novidade para todas as suas versões: ganha o ITPMS (Indirect tyre pressure monitoring system – sistema de monitoramento da pressão dos pneus), que detecta automaticamente quando há uma pressão inadequada em um ou mais pneus após última calibragem. Através do quadro de instrumentos em TFT, o sistema alerta o condutor, informando a necessidade de verificação da pressão dos pneus.

A fábrica de Betim se prepara também para um novo desafio: produzir o Argo, novo hatch premium da montadora italiana, que surge com o objetivo de recuperar o primeiro lugar de vendas, substituindo o Pálio, um dos grandes campões de venda, e o Punto.

HERMES PARDINI

A excelência no segmento Laboratório de Análi-ses Clínicas em Belo Horizonte não poderia ser diferente. Mais uma vez, o tradicional Hermes Pardini, que está entre as três maiores empresas de medicina diagnóstica do país, foi o escolhido pelos mineiros para figurar em primeiro lugar. O Hermes Pardini, que concluiu a abertura de Capital na Bolsa de Valores em janeiro deste ano, está presente em todo o Brasil, por meio da prestação de serviços de Apoio Laboratorial (Lab To Lab), com o atendimento a mais 5.400 clientes (laboratórios e hospitais).

Atualmente detém as marcas Hermes Pardini, Diagnóstika, Padrão, Progenética, Biocod, Cemedi e Centro de Medicina Nuclear da Guanabara, e estrutura própria em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Goiânia. Essa base permite a oferta de 3.450 tipos de exames e a expertise nas áreas de análises clínicas, diagnóstico por imagem, genética molecular, testes oncológicos de alta complexidade, medicina nuclear, medicina personalizada e patologia cirúrgica.

Em 2016, o Grupo atingiu receita bruta de R$ 971,3 milhões, o que representa um aumento de 17,6% comparado ao ano de 2015. Mais de 50% desse volume é resultado do Lab To Lab, que encerrou 2016 com R$ 579,2 milhões. “Esse crescimento está associado à nossa expertise capaz de oferecer um alto nível de serviço ao cliente. Nossa experiência, infraestrutura e tecnologia nos posicionam entre os maiores desse segmento no país. Além de manter o serviço de atendimento direto ao cliente, prestamos apoio laboratorial e assessoria especializada às empresas de saúde como laboratórios, clínicas e hospitais em todo o Brasil.

O alcance nacional e a eficiência de nossas operações nos permitem oferecer um amplo e sofisticado portfólio de exames em todo o Brasil. A aquisição de novas marcas tem agregado mais expertise técnica e cientifica a nossa base, bem como o contínuo investimento em tecnologia e P&D, promovem constante inovação dos nossos serviços e confiabilidade dos resultados. Além disso, o nosso princípio de ser uma empresa confiável, acolhedora e que cuida para que a ex-periência do cliente seja satisfatória e especial, agrega valor ao atendimento direito ao cliente”, explica Roberto Santoro, diretor-presidente do Grupo Hermes Pardini.

A companhia possui duas frentes de atuação: Laboratório de Referência (Lab To Lab) e Unidades de Atendimento ao Paciente (Pacient Service Center - PSC), que processam mais de 70 milhões de exames por ano. No Lab To Lab, o Grupo Hermes Pardini ocupa liderança nacional na prestação de serviços de Apoio Laboratorial, com o atendimento a mais 5.400 clientes (laboratórios e hospitais) em todo o país, localizados em 1.800 cidades, por meio de uma logística própria e inovadora e um serviço extremamente eficiente. Essa área de atuação, lançada em 1997, impulsionou o crescimento da companhia, sendo responsável por 59% da receita em 2016, quando foram executados 55,2 milhões de exames, um crescimento de 32,4% em volume com relação a 2015.

 

ITAMBÉ

A Itambé Alimentos S/A é uma empresa mineira com mais de 67 anos no mercado. Diariamente, a marca transforma 2,7 milhões de litros de leite em um portfólio completo de derivados lácteos – são mais de 160 produtos entre leites, iogurtes, requeijões e doce de leite. Considerada uma das maiores empresas de laticínios do país, conta com mais de 7 mil fornecedores e 3,3 mil funcionários diretos. A companhia possui cinco unidades industriais, sendo quatro em Minas Gerais (MG) – Pará de Minas, Sete Lagoas, Guanhães e Uberlândia – e uma em Goiânia (GO).  O relatório Brand Foot Print produzido pela empresa de pesquisa de mercado Kantar WorldPanel (em 2016), indica que a Itambé é a 10ª marca de consumo do varejo com maior penetração nos lares brasileiros, além de ser a marca de leite mais lembrada pelos consumidores brasileiros, segundo o Top Of Mind 2016.

O início desta história remonta a 1940, quando nasceu a Usina Central de Leite e representantes de seis cooperativas associadas e alguns produtores individuais formaram a Cooperativa Central dos Produtores Rurais de Leite Ltda. A empresa foi entregue pelo governo aos produtores em regime de arrendamento. Na década de 1950, o leite e o iogurte começaram a ser entregues em garrafas de vidro, e o nome CCPL foi alterado para CCPR – Cooperativa Central dos Produtores Rurais. Foi inaugurada uma nova fábrica em Sete Lagoas para a produção de leite em pó, manteiga, queijos e doce de leite.

A construção da Usina de Belo Horizonte e aquisição da Usina da Vaquinha, de leite tipo C, em Contagem, começou nos anos 1960. O crescimento da empresa foi tão grande que filiais de venda de produtos acabados são abertas no DF, RJ e SP. Também nesta época foi lançado o leite em pó integral, em embalagem plástica de 250g. Em 1968, o então presidente dr. José Pereira Campos Filho recebeu de presente do dr. Ídio F. Leal, consultor e assessor de equipamentos de laticínios na época, uma vaquinha de feltro, que passou a inspirar as ações institucionais, de mídia, embalagens, de merchandising nos pontos de vendas e em qualquer momento de contato com os consumidores.

Na década de 1970, foi lançado o iogurte com sabor de frutas e uma nova marca CCPR. A fábrica de manteiga na Usina de Belo Horizonte foi concluída neste período, e uma fábrica em Brasília, adquirida. Com o grande volume de vendas, a manteiga foi enviada também para a Itália. O aniversário de 25 anos da CCPR/Itambé foi o marco também para a comemoração de mais uma fábrica em Belo Horizonte. Guanhães também ganhou uma planta. Foi lançado o Flan Itambé, o iogurte com pedaços de frutas, o leite pasteurizado tipo B em saquinho e o creme de leite acidificado.

Uma unidade fabril foi adquirida em Conselheiro Lafaiete (MG), nos anos 1980, para a produção de leite pasteurizado e manteiga. Em Goiânia, entra em operação uma nova fábrica voltada para a produção de leite em pó e manteiga. A produção de queijo e requeijão passa a ser feita pela fábrica de Piracanjuba, no interior de Goiás. O período também marcou o período de modernização e ampliação das fábricas de latas. O iogurte Frutambé com geleia e o iogurte natural com cenoura, laranja e mel foram lançados. A fábrica de iogurte de Belo Horizonte foi ampliada.

Também foi feita uma ampliação em Sete Lagoas nos anos 1990 e foi lançado no mercado o doce de leite com sabores, o Itambaby, Vitambé e o leite em pó integral em saco aluminizado. Nesta década foi inaugurada, ainda, a fábrica de Pará de Minas.

As ampliações das fábricas de Sete Lagoas e Pará de Minas foram concluídas para produção de creme de leite lata e UHT nos anos 2000. Foi acertada ainda a participação da CCPR/Itambé na SERLAC, empresa de trading para negócios de exportações. É feito o lançamento do Petit Cereais, linha de iogurtes Fit Zero e linha de leite UHT Premium. Lançamento da linha Fit Light.

Vale ressaltar também a participação da empresa em eventos culturais. Em 2006, Belo Horizonte foi invadida por simpáticas vaquinhas que aguçam a curiosidade de adultos e crianças que habitam a cidade: a Cow Parade, fenômeno artístico-cultural ocorrido em todo o mundo, chegou a Minas Gerais graças ao patrocínio cultural da Itambé. A empresa assumiu o parque aquático do Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, que passou a se chamar Parque Aquático Itambé. A CCPR cria a Itambé Alimentos S/A com todos seus ativos industriais lácteos.

Ainda nos anos 2000, a empresa Vigor, que atua no mercado lácteo nacional há mais de 90 anos, comprou 50% das ações da Itambé Alimentos S.A., tornando-se parceira da CCPR. Trata-se de duas empresas bem complementares em termos de mix de produtos e área de atuação, permanecendo, entretanto com atuação e gestão totalmente independente entre si. O objetivo da parceria foi fortalecer a estrutura de capital da companhia para cumprir um ambicioso plano de negócios de crescimento para os próximos anos.

Hoje, a Itambé tem capacidade de processar 3,5 milhões de leite ao dia e possui um portfólio composto por cerca de 190 produtos, entre leites, iogurtes, requeijões e doce de leite. É a terceira maior empresa de laticínios do País e conta com mais de 7 mil fornecedores e 3,3 mil funcionários diretos. A companhia possui cinco unidades industriais, sendo quatro em Minas Gerais (Pará de Minas, Sete Lagoas, Guanhães e Uberlândia) e uma em Goiânia, Goiás.

Itambé: qualidade, sabor e saúde ao alcance de todos os brasileiros

Mais de três milhões de litros de leite processados ao dia, um portfólio de cerca de 190 produtos, sete mil fornecedores e 3,3 mil funcionários diretos: este é um breve raio-x da Itambé, a gigante nascida em Minas Gerais há sete décadas. Hoje, a empresa possui quatro unidades industriais no Estado, localizadas em Pará de Minas, Sete Lagoas, Guanhães e Uberlândia; e uma em Goiânia, em Goiás.

Com um recente investimento de R$ 50 milhões em sua linha de maior valor agregado, a marca reserva ainda novidades para os consumidores, que serão anunciadas em breve. Nesta entrevista para MercadoComum, o diretor de Relações Institucionais e Novos Negócios da Itambé, Ricardo Cotta, fala sobre este e outros assuntos.

MercadoComum: A Itambé, nascida em Minas Gerais, é hoje uma das marcas mais fortes e respeitadas de todo o Brasil. Quais foram os momentos fundamentais desta longeva história de sucesso?

Ricardo Cotta: A Itambé nasceu há quase 70 anos no coração da bacia leiteira mineira, fruto da fundação de uma Central de 6 Cooperativas singulares. Ao longo desses anos, tivemos muitos momentos importantes, como quando fizemos nossa primeira distribuição de leite engarrafado em Belo Horizonte, na década de 1950. Em 1968, o então presidente da empresa, Dr. Pereira Campos, recebeu como presente uma vaquinha de feltro marrom, que se tornou a mascote da marca por muitos anos. A grande ampliação do portfólio ocorreu na década de 1970, quando entramos no mercado de refrigerados e fizemos nossas primeiras exportações de manteiga e leite em pó. No fim dos anos 80 foi construída a fábrica de iogurtes de Pará de Minas e já em 2005 construímos a então mais moderna fábrica de leite em pó do país em Uberlândia. Em 2012, a empresa iniciou uma nova etapa em sua história criando a Itambé Alimentos S.A. e no ano seguinte a Vigor adquiriu 50% do capital da empresa, retomando seu processo de investimento e inovação. Todos os anos a Itambé apresenta novidades no mercado e a marca já é associada a produtos de qualidade, especialmente quando lembrada pelo leite, iogurtes, doce de leite e, agora, pelas linhas Nolac – zero lactose, e PRO – com dose de proteína naturalmente reforçada. Atualmente a Itambé já se consolidou como uma das principais marcas de produtos lácteos do mercado brasileiro especialista em leite.

MC: A Itambé acabou de concluir um grande aporte, de R$ 50 milhões, em sua linha de maior valor agregado, estratégia que será mantida em 2017, de acordo com entrevista concedida ao jornal Diário do Comércio, em novembro do ano passado. Quais novidades o consumidor pode esperar a partir de agora?

RC: Este ano a Itambé traz muitas novidades ao mercado como a ampliações do portfólio da linha Nolac com o iogurte Grego Triple Zero – zero lactose, zero açúcar e zero gordura e da inovadora linha PRO de alto teor de proteína, que além dos leites UHT, a passará a contar com iogurtes e bebidas lácteas nos sabores baunilha e chocolate, única no mercado com 22 gramas de proteína por porção, voltada ao público jovem preocupado com sua saúde. Além de produtos, a Itambé está lançando um novo posicionamento no mercado que nos endossa como especialista em leite. Nossos consumidores poderão acompanhar essas mudanças com as campanhas que lançaremos em breve.

MC: Pode-se dizer que a preocupação com a alimentação vem ocupando um espaço cada vez maior na vida dos brasileiros. Como a empresa está se adaptando às transformações alimentares e aos novos hábitos de consumo?

RC: A busca pela saudabilidade sem esquecer o sabor e o prazer é o que nos norteia para novos lançamentos. Estamos sempre atentos às tendências e o reflexo disso está na diversidade dos nossos produtos, por isso estamos ampliando o portfólio das linhas FIT, Nolac e PRO, que atende a cada perfil de um consumidor cada vez mais informado e exigente.

MC: Quais são seus maiores desafios e, em sua opinião, as principais conquistas à frente da Itambé?

RC: O principal desafio é, sem dúvida, o crescimento da economia brasileira e como consequência o aumento do consumo de lácteos. Quando se compara o consumo per capita das principais categorias de lácteos do Brasil com outros países do mundo, observa-se que ainda temos um enorme caminho a percorrer em termos de ampliação de mercado, mas que está extremamente relacionado à elasticidade renda do consumo.

MC: Quais são as perspectivas da Itambé para 2017? Quais são as estratégias da empresa para garantir o volume de vendas mesmo em um mercado instável como o brasileiro atualmente?

RC: Em momentos de crise e retração de consumo, se formos vender nos mesmos lugares os mesmos produtos, não podemos esperar muito. Neste sentido, a estratégia da Itambé neste ano é intensificar os lançamentos para desenvolver novas categorias como é o caso dos produtos com alto teor de proteína, grande aposta da empresa para o ano e novos canais como é o caso da criação da área específica para atender ao mercado de Food Service.

LEITURA

Em 2017, a Leitura festeja 50 anos de Leitura existência. E as comemorações são reforçadas pela vitória em mais uma edição do Prêmio Top of Mind – MercadoComum – Marcas de Sucesso – Minas Gerais. A empresa foi a mais lembrada pelos entrevistados, que a elegeram no segmento Livraria/Papelaria, na categoria Excelência.

Inaugurada em 1967 na Galeria do Ouvidor, em Belo Horizonte, vendendo livros novos e usados, a Livraria Leitura foi uma das primeiras do Brasil no conceito megastore, que consiste em lojas acima de 1.000 m² e grande variedade de produtos de cultura e entretenimento. Líder de mercado no ramo de livrarias em Minas Gerais, Centro-Oeste, Paraíba, Alagoas, Maranhão, Piauí, Rondônia e Tocantins, a Leitura adotou uma audaciosa política de expansão que a colocou entre as maiores redes do Brasil.

Para 2017 a rede se prepara para mais 3 novas lojas distribuídas nas cidades de São Paulo/SP, Campina Grande/PB e Maceió/AL e encerrará o ano com 67 lojas distribuídas em 19 unidades da Federação. A rede ainda conta ainda com a Leitura Distribuidora de Livros, o atacado de papelaria PLM e a loja de utilidades domésticas e presentes D+ Casa e Presentes.

A Leitura desenvolveu seu programa exclusivo de fidelização, o “Sempre Leitura”, no qual o cliente acumula pontos e troca por vales-compras nas lojas da rede. Em Belo Horizonte/MG, Brasília/DF, Campinas/SP, Jundiaí/SP, Goiânia/GO, João Pessoa/PB, Maceió/AL, Natal/RN, Recife/PE e Fortaleza/CE o cliente também poderá optar por acumular pontos no programa Dotz.

Hoje as lojas são centros de cultura e entretenimento para toda a família. As megastores oferecem uma enorme variedade de produtos, chegando a 100 mil itens entre livros, revistas, filmes, música, games, informática, papelaria, jogos e presentes. Conta com espaços de entretenimento como cafés, ambientes para leitura, sessões de autógrafos e eventos culturais, se tornando ponto de encontro para um público altamente qualificado.

Em 2016 a rede Leitura lançou um novo formato, a ‘‘D+ Casa & Presentes’’, no Minas Shopping, em Belo Horizonte. Uma loja com extenso mix de produtos entre presentes, utilidades do lar, decoração, brinquedos, papelaria, livraria, cama, mesa e banho, perfumaria e cosméticos, bomboniere e conveniência, informática e eletroportáteis. Em breve este novo empreendimento entrará em processo de expansão.

NOVO EMPREENDIMENTO

As novas lojas da rede Leitura são planejadas dentro do conceito de shopping cultural, oferecendo o melhor em entretenimento e cultura em um só lugar. As novas lojas devem ter áreas de vendas entre 500m² e 2.000m² em até dois pisos, proporcionando mais conforto e diversidade de produtos.

MATER DEI

A liderança entre os hospitais de Belo Horizonte está com a Rede Mater Dei de Saúde. Atualmente formado pelo Mater Dei Santo Agostinho e Mater Dei Contorno, recentemente a Rede anunciou sua nova expansão: o Mater Dei Betim-Contagem, que será construído na Via Expressa, 15.500 – Bairro Duque de Caxias, em Betim. O empreendimento está bem próximo da Avenida Marco Túlio Izaac, uma via de grande importância para a cidade e que dá acesso ao centro da cidade.

 

A previsão é de que o Hospital beneficie a população de Betim, Contagem e outros municípios do Oeste de Minas Gerais. O novo hospital integra um projeto conceitual, proporcionando o jeito de servir, a cultura do atendimento personalizado e diferenciado aos clientes Mater Dei, além de gerar mais para a região. A nova unidade é a primeira fora de Belo Horizonte e sua primeira etapa tem a previsão de ser inaugurada em 2020, com a construção de Pronto-socorro adulto e pediátrico, Ambulatórios, Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) e andares de internação.

Mater Dei Santo Agostinho

Inaugurado em 1º de junho de 1980, o Mater Dei Santo Agostinho integra a Rede Mater Dei de Saúde. É um hospital geral de alta complexidade que atende às mais diversas especialidades. Foi pioneiro em Minas Gerais sob vários aspectos: inovando sempre em tecnologia, processos, governança clínica e atendimento diferenciado aos pacientes. A primeira expansão da Unidade ocorreu em 2000 com a inauguração do Bloco II. Em 2014, o Hospital resgatou uma parte importante de sua história ao inaugurar o Centro de Reprodução Humana. O Hospital é membro da Rede Sentinela da Anvisa e acreditado pela ONA (nível III de excelência), NIAHO Dias e ISO 9001:2008.

Em 2016, o Hospital, que concentra a Maternidade e a Neonatologia da Rede, expandiu a Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN), ampliou o Bloco Obstétrico com novas salas de admissão para acompanhamento de pacientes em trabalho de parto, no conceito PPP. No início de 2017, a Rede ampliou o Pronto-socorro Ginecológico e Obstétrico. O Mater Dei Medicina Diagnóstica também está presente no Hospital e oferece todo o suporte que os pacientes precisam para a realização dos mais diversos, precisos e avançados exames de diagnóstico por imagem e laboratoriais.

Mater Dei Contorno

 Inaugurado em 1º de junho de 2014, o Mater Dei Contorno integra a Rede Mater Dei de Saúde. Idealizado para atender as demandas de clientes, médicos e operadoras de planos de saúde, é um hospital geral de alta complexidade e estrutura tecnológica de ponta que engloba fluxos de atendimentos diferenciados tendo o paciente como centro do cuidado médico-hospitalar. Todo o investimento tornou o empreendimento um dos maiores projetos hospitalares da América Latina nos últimos anos. O prédio foi projetado com base em tecnologias que garantem eficiência energética e redução de impacto sobre o meio ambiente. O Mater Dei Contorno é o primeiro hospital de Minas Gerais a receber a Acreditação Joint Commission International – JCI. No processo de avaliação, o Hospital não apresentou nenhuma não-conformidade.

Em 2016, no complexo da Unidade foi inaugurado o Hospital Integrado do Câncer (HIC). Pioneiro em MG com formato integrado em hospital geral, o HIC atende de forma diferenciada e humanizada a pacientes e familiares com todo o corpo clínico da Rede à disposição. O 1º Pronto-socorro Oncológico de Minas Gerais e a Unidade de Transplante de Medula Óssea (TMO)  fazem parte do HIC. O Mater Dei Contorno possui Pronto-socorro adulto e pediátrico moderno, com classificação de risco e equipes que não competem entre si; Centro Cirúrgico com salas inteligentes e Sala Híbrida.  Na Unidade há um andar exclusivo para internação e Unidade de Terapia Intensiva pediátricas. Um dos pontos fortes é o Mater Dei Medicina Diagnóstica, em que os clientes contam com completo parque tecnológico para a realização dos mais diversos, precisos e avançados exames de diagnóstico por imagem e laboratoriais.

Minas Shopping

Inaugurado no dia 25 de setembro de 1991, o Minas Shopping completou 25 anos em 2016, totalmente integrado à vida da comunidade da região nordeste da capital mineira. Com cerca de 360 lojas, o shopping ocupa um terreno de 85,7 mil metros quadrados, sendo aproximadamente 118 mil metros quadrados de área construída e 50 mil metros quadrados de ABL. O volume de vendas é de cerca de R$ 700 milhões por ano – o maior faturamento de todos os shoppings de Minas Gerais.

Por tudo isso, o mall é um dos mais lembrados pelos mineiros que participaram das entrevistas do 22º Prêmio Top of Mind – MercadoComum – Marcas de Sucesso – Minas Gerais – 2017. Assim, o público escolheu o centro de compras como o Shopping Center de Belo Horizonte, na categoria Liderança.

O Minas Shopping é o primeiro shopping de Belo Horizonte a ter uma estação de metrô integrada e conta com estação do BRT/Move em frente, além de 2.500 novas vagas cobertas e novas lojas na área da expansão. O shopping transformou a região nordeste da cidade em um dos principais polos de crescimento da capital mineira, com a atração de novos empreendimentos para os bairros próximos.

Sobre a AD Shopping

A AD Shopping, maior administradora independente de shopping centers do País, está presente em todas as regiões brasileiras. Seu portfólio é composto por empreendimentos de diversos formatos, localizados tanto em capitais quanto no interior. São 25 anos de experiência em planejamento, comercialização e gestão de shopping centers. Visite:www.adshopping.com.br.

ORTHOCRIN

Fundada em 1964, em Belo Horizonte, a Orthocrin é hoje uma das maiores marcas de colchões de todo o país, e o mais recente dado nesta trajetória de sucesso é a inauguração da nova fábrica, que reforça os esforços da Orthocrin no constante investimento, inovação e qualidade de seus produtos.

Localizada no Distrito Industrial Simão da Cunha, em Santa Luzia, a planta, recém-inaugurada, tem uma área construída de 33 mil m2, num terreno de 250 mil m2. No novo endereço, a Orthocrin terá capacidade de fabricar 4.500 colchões por dia, com um time de 450 colaboradores. De acordo com a diretora industrial, Ana Paula Prates Borlido, o objetivo da mudança para o novo endereço industrial é ampliar a capacidade de produção, com modernização, inovação, eficiência dos processos, aprimoramento e qualidade dos produtos. Além é claro, de mais conforto para toda a equipe.

“Nossa nova fábrica é uma importante conquista para todos que trabalham na Orthocrin. No endereço antigo, onde estávamos desde 1993, havia necessidade de ampliar a estrutura e capacidade de produção, possibilitando melhor qualidade de trabalho aos nossos colaboradores. Essa nova sede é mais um passo importante dado pela Orthocrin em direção ao futuro, e esperamos com isso crescer ainda mais este ano”, completa Ana Paula.

A qualidade dos produtos Orthocrin é garantida. Há anos a empresa é certificada pelo INER, Instituto Nacional de Estudos e Repouso, que tem por objetivo regulamentar o mercado de colchões de espumas, oferecendo ao consumidor um produto de qualidade superior e com rígido controle de qualidade. Em 2013, foi certificada pelo Inmetro, órgão que atesta a qualidade dos produtos e o cumprimento de todos os processos. A empresa foi escolhida pelos entrevistados do 22º Prêmio Top of Mind – MercadoComum – Marcas de Sucesso – Minas Gerais – 2017 no segmento Colchão, categoria Liderança, confirmando mais uma vez a solidez de sua trajetória.

Com expectativa de crescimento para esse ano em torno de 20% em relação a 2016, a Orthocrin, uma das principais marcas de colchões do país, tem como uma das estratégias para o alcance da meta a expansão de seu projeto de franquia. Atualmente, a marca tem 82 lojas franqueadas e o objetivo é abrir, em 2017, mais de 30 franquias nos estados de Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Bahia e Distrito Federal. Neste primeiro trimestre, a Orthocrin acaba de inaugurar mais uma loja na capital mineira, uma franquia itinerante localizada no Shopping Del Rey (Av. Presidente Carlos Luz, 3001).

OURO MINAS

 

Único cinco estrelas de Belo Horizonte, o Ouro Minas, reconhecido pelo conforto e serviço de altíssimo nível com a tradicional hospitalidade mineira, foi mais uma vez homenageada pelo 22º Prêmio Top of Mind – MercadoComum – Marcas de Sucesso – Minas Gerais – 2017. A empresa, eleita no segmento Hotel – BH, categoria Liderança, possui 356 apartamentos, entre as categorias Standard e Luxo, além das Suítes Executivas e Presidenciais, distribuídos em 25 andares. Os apartamentos mais elegantes de BH têm decoração clássica com inspiração nas cidades históricas mineiras, que vão desde papéis de parede com a textura das casas caiadas do interior de Minas às sanefas com folhas de ouro, remetendo aos altares das igrejas centenárias.

Com localização privilegiada, o Ouro Minas é o hotel em BH mais próximo do Aeroporto Internacional de Confins com acesso facilitado pela Linha Verde. Além de estar estrategicamente posicionado junto às saídas para os principais atrativos turísticos de Belo Horizonte, das rodovias que dão para as cidades históricas e Inhotim e a apenas 7 minutos da Pampulha, o mais novo Patrimônio Cultural da Humanidade.

A gastronomia é ponto forte em Minas e está presente em todos os seus cardápios. Seja no Restaurante Quinto do Ouro, com pianista ao vivo diariamente, seja no Lobby Piano Bar, ideal para um happy hour ou um drink antes do jantar ou no premiado café da manhã Ouro Minas com mais de 90 itens.

Para relaxar e divertir, o hotel oferece completo Health Center com piscina climatizada, jacuzzi, saunas úmida e seca, solarium para curtir o sol e academia completa. Além dos serviços do salão de beleza e massoterapia.

Eventos

Premiado como o melhor hotel para a realização de eventos em Minas Gerais, o Ouro Minas oferece uma charmosa e completa infraestrutura. Uma equipe exclusiva cuida de todos os detalhes, desde a definição do menu até o apoio logístico, com a excelência e experiência de quem realiza mais de mil eventos por ano. São 17 espaços que vão desde pequenas salas à grandes salões, incluindo um auditório.

GLOBO MINAS

A Globo está em Minas há quase 50 anos. A emissora foi inaugurada em 1968. Nos primeiros anos, a programação era transmitida do Rio de Janeiro e tinha, entre os destaques, o Jornal Nacional, as novelas e os programas Capitão Furacão e Sítio do Pica-Pau Amarelo. Em 1977, foi exibido o primeiro programa em cores produzido no estado, o Jornal das Sete.

O primeiro transmissor foi instalado na Serra do Curral, onde atualmente opera o sistema de transmissão digital da emissora. Até a década de 1990, a administração da empresa e os estúdios funcionaram no centro de Belo Horizonte e na Savassi. Em julho de 1995, para concentrar todas as atividades da Globo, foi inaugurada a sede da Avenida Américo Vespúcio, 2045, na região nordeste da capital.

Atualmente, a Globo Minas tem 360 funcionários. O sinal da emissora alcança 182 municípios no estado de Minas Gerais, com 2.384.397 domicílios com TV e 7.239.961 telespectadores potenciais. Com as oito afiliadas, amplia a cobertura para 100% do estado (853 municípios) e 100% da população (potencial de 21 milhões de telespectadores).

A redação da Globo em Minas funciona 24 horas por dia, sete dias por semana e os programas Bom Dia Minas, MGTV Primeira Edição, Globo Esporte, Radar MG e MGTV Segunda Edição realizam a mais completa cobertura das principais notícias de Minas, com a participação das oito emissoras afiliadas em todas as regiões: EPTV no Sul; InterTV no Leste, Norte e Vale do Aço; e Rede Integração no Alto Paranaíba, Centro-Oeste, Triângulo e Zona da Mata.

Dois programas semanais complementam a grade. O Terra de Minas, exibido aos sábados, há 15 anos destaca as histórias, as tradições e os personagens fascinantes do estado. Aos domingos, o Globo Horizonte mostra entrevistas e atrações da área cultural. Ao todo, por dia, são produzidas mais de três horas de jornalismo e programação regional.


O esporte também é destaque na programação, com transmissões exclusivas e a cobertura completa dos times de Minas no Globo Esporte. A Volta Internacional da Pampulha, realizada pela emissora, se consolidou como a maior disputa do atletismo no estado. Desde 2004, o conteúdo dos programas e telejornais da Globo passou a ser publicado na internet e, em agosto de 2010, foram lançados os portais G1/MG, globoesporte.com/MG e Globominas.com.br.

Ao longo de sua história, a TV Globo Minas tem sido parceira dos mais expressivos projetos de cultura. Festivais de música, mostras de cinema, eventos literários, de gastronomia e festivais de inverno no circuito das cidades históricas são outros dos projetos, iniciativas e instituições apoiadas pela Globo Minas.

A responsabilidade social é outra marca da Globo em Minas. Além de iniciativas próprias, como o Criança Esperança e a Ação Global, a emissora é parceira no Espaço Criança Esperança no Aglomerado da Serra. Com isso, favorece o acesso de mais de mil crianças, adolescentes e jovens de 6 a 18 anos, a atividades de educação, esportes, cultura e lazer.

A preocupação com a sustentabilidade é também foco da responsabilidade social da Globo Minas, com iniciativas diversas, que vão da formação de um grupo de gestão ambiental à destinação correta de 100% dos resíduos gerados pela empresa, com destaque para a criação do projeto 'Uma Vida Uma Árvore', em parceria com as prefeituras de Belo Horizonte, Betim e Contagem.

SANTA AMÁLIA

A Santa Amália é a preferida dos mineiros quando o assunto são massas. Prova disso é que a marca conquistou, este ano, mais um troféu Top of Mind, completando assim 19 premiações ao longo dos 22 anos de existência do prêmio. Desta vez, a empresa foi reconhecida no segmento Macarrão/Massas, na categoria Liderança.

Fundada em 1954, a Santa Amália tem em sua história alguns marcos, que mostram sua força e solidez. Ao nascer, foi batizada como Bíscaro & Cia e seu processo de produção era, então, praticamente artesanal, feito por poucos funcionários. O nome foi alterado em 1960 para Pastifício Santa Amália.

O crescimento dos negócios, consolidado em 1978, gerou a necessidade de alugar um novo galpão. A partir desta época, A Santa Amália se tornou distribuidora de produtos industrializados diversos. Com isto, a empresa acabou ganhando imagem e força no mercado como prestadora de serviço e em pouco tempo conquistou a 1ª posição como a maior distribuidora de Minas Gerais.

Em 1985, os proprietários e investidores decidiram dar um grande salto e construir uma nova fábrica, de última geração, com o que havia de melhor no mercado em tecnologia de ponta, para triplicar a produção de macarrão. Logo na inauguração, a empresa abriu vários novos mercados como: São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e nos outros estados conseguiu através de distribuidores para dar vazão a produção.

Após quatro décadas, a Santa Amália continua sinônimo de referência em massas em Minas Gerais. A marca passa a estar presente em outros produtos, como: as linhas completas de molhos, temperos, queijo ralado, sobremesas, conservas de milho, ervilha e seleta, molhos de pimenta, de alho e inglês, achocolatados, entre outros. Em 1992, além da chegada de um quatro sócio, a empresa passou pela implantação de um programa de Qualidade Total. O Pastifício ganhou o prêmio de Qualidade Brasil 1996 e 1998 da International Exporter’s Service.

Outro marco aconteceu em 2013, quando a empresa deixou de ser totalmente familiar para ser parte integrante de uma empresa multinacional. No mês de fevereiro daquele ano, foi adquirida pelo grupo peruano Alicorp, uma gigante em bens de consumo na América do Sul.  A partir de então, sua presidência foi assumida por Vicente Barros e uma nova gestão é instaurada. Novos profissionais, renomados e experientes, assumiram os cargos de liderança, conduzindo a empresa a novas transformações.

Atualmente, a Santa Amália é uma das empresas mais sólidas e tradicionais no ramo de alimentação em Minas Gerais, sendo líder absoluta na região mineira, Espírito Santo e interior do Rio de Janeiro. Após sua incorporação com a Alicorp, se tornou uma organização totalmente inovadora, estratégica, que acompanha as mudanças e enxerga as oportunidades do mercado. Além disto, tem buscado sempre por melhorias para aprimorar aquilo que faz e garantir a satisfação de seus clientes. A PSA deixou de ter como foco a distribuição de produtos pertencentes de outras empresas e passou a dar atenção em construir um portfólio coerente e que privilegie a sua marca. Ela possui centros de distribuição em Betim, Montes Claros, Juiz de Fora, Uberlândia, na capital de Espírito Santo em Serra, no interior de São Paulo em Barueri, e no Rio de Janeiro, na cidade de Duque de Caxias.

SUPERMERCADOS BH

Mais uma vez, a rede Supermercados BH foi escolhida pelos entrevistados do Prêmio Top of Mind – MercadoComum – Marcas de Sucesso – Minas Gerais, que elegeram a empresa, criada por Pedro Lourenço de Oliveira, em 1996, como o número um em dois segmentos: Supermercado – BH e Supermercado – Interior, nas categorias Excelência e Liderança, respectivamente.

Isto mostra a força da empresa, que conta, hoje, com 55 unidades somente na capital – a última delas inaugurada recentemente, no bairro Glória, região Noroeste de Belo Horizonte. Com isso, espera-se alcançar a meta de crescimento de 20% em 2017, atingindo um faturamento de R$ 6 bilhões e 180 lojas em Minas Gerais. No ano passado, a rede alcançou vendas brutas na ordem de R$ 5 bilhões – um número extremamente positivo, principalmente em um momento econômico marcado pela crise.

A trajetória de sucesso da rede supermercadista começou em maio de 1996, quando foi inaugurada sua primeira loja – uma mercearia no bairro São Benedito, em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Com a perspectiva de crescimento em longo prazo e com o foco no aumento de sua fatia de participação no setor, novas unidades foram abertas na mesma cidade. Em 2004, com a instalação de lojas na capital e em cidades do entorno, a Rede BH já contava com 25 estabelecimentos.

Nos anos seguintes, na medida em que novas lojas eram inauguradas em todo o Estado, a marca Supermercados BH também ganhava a preferência e a admiração do consumidor, a partir de uma filosofia de negócios que já associava a oferta de variado mix de produtos, preços imbatíveis e uma política de proximidade com o cliente, além da gestão de pessoas com prioridade na relação de confiança com os colaboradores.

Hoje, os maiores consumidores da rede são das classes C, D e E, mas este público vem sendo continuamente ampliado graças à relação de proximidade entre gestão, colaboradores e clientes, o que possibilitou ao empresário conhecer a fundo as expectativas do seu o público-alvo e entender suas demandas. Inicialmente, cada loja aberta era estudada e planejada visando atender a comunidade onde se estabeleceria, processo que se mantém até os dias atuais, mostrando que a história da Rede de Supermercados BH é resultado de muito trabalho e também de muitas conquistas.

SUPER NOTÍCIA

Fundado há 15 anos, pelo empresário Vittorio Medioli, o Super Notícia é o jornal impresso diário mais lido no Brasil. O periódico tem uma linha editorial popular, pautada pela informação de qualidade, prestação de serviços e promoções atrativas, o tabloide, hoje, é distribuído em mais de 400 municípios, conquistando um público que, até então, não tinha o hábito de ler jornais, alcançando uma tiragem de 250 mil exemplares vendidos por dia.

Juntamente com o jornal O Tempo, as publicações alcançam atualmente o patamar de 80% das vendas de diários em toda a Minas Gerais. Estes são alguns dos motivos que levaram a publicação a figurar no pódio do 22º Prêmio Top of Mind – MercadoComum – Marcas de Sucesso – Minas Gerais – 2017. Ela foi escolhida pelos entrevistados no segmento Jornal Diário, na categoria Excelência.

Com tantas conquistas, o Super Notícia se prepara agora para desbravar mais um caminho, tornando-se, em breve, também uma rádio e um portal de notícias. A Super Notícia FM ocupará a frequência 91,7 levando informação e entretenimento para cerca de 200 cidades. Já o novo portal está em desenvolvimento e deve entrar no ar nos próximos meses. Os novos canais, de acordo com os dirigentes, manterão a vocação popular do irmão mais velho.

“A marca Super é sinônimo de democratização da informação”, afirma o diretor executivo, Heron Guimarães. “Para mim, suas maiores conquistas nestes 15 anos foram justamente estas: estar no topo do ranking nacional e a incontestável utilidade e prestação de serviços que proporciona aos leitores”, diz a presidente Laura Medioli.

Os dirigentes lembram, ainda, o perfil de prestação de serviços desenvolvido pelo jornal, que também promove eventos como a Corrida pela Paz e o Super no Seu Bairro, que propiciam cidadania às pessoas, e mantém sessões como “Panelaço”, “Super Cão”, “Por Onde Anda” e “Recados do Coração”, que prestam serviços importantes.

3 CORAÇÕES

Mais uma vez, o Café 3 Corações foi eleito pelo Prêmio Top of Mind – MercadoComum – Marcas de Sucesso – Minas Gerais como o melhor do Estado. A marca foi eleita no segmento Café, categoria Excelência e figurou, ainda, em duas colocações na categoria Top do Top: em primeiro lugar, entre as marcas mais lembradas da capital, com 76,8%; e em segundo lugar, entre as marcas mais lembradas da capital e do interior, com 52,6%. Com isso, o Café 3 Corações soma 21 premiações ao longo de todos os anos de realização do prêmio.

Em 2016, o Grupo 3 Corações, que detém em seu portfólio, entre outras marcas, o Café 3 Corações, atingiu as metas e obteve um crescimento que alcançou a casa dos dois dígitos. A projeção para 2017 é que a empresa mantenha o ritmo dos últimos anos, sempre oferecendo novidades aos seus consumidores. Recentemente, o Grupo 3corações anunciou o lançamento da linha Santa Clara Reserva da Família no Norte e Nordeste e reserva outras novidades para o mercado ainda este ano. Além disso, a empresa está ampliando a experiência fora de casa com as cafeterias próprias e parceiros.

Fundada em 1970 por Mauro Alvez, Jan Sérgio de Oliveira e Pedro Basílio, a empresa nasceu como uma pequena torrefadora e distribuidora de café, localizada no município de Santa Luzia, na Grande Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais. O nome 3 Corações foi em homenagem às três filhas de Pedro, sendo que cada coração no logotipo da marca as representa, e o outro maior que os envolve, corresponde ao do próprio pai. A alta qualidade dos grãos e o sabor delicioso do café logo conquistou a preferência dos mineiros.

Na década seguinte, em 1980, a marca que até então era regional ganhou investimentos e foi projetada nacionalmente. Esse crescimento também foi resultado do trabalho em equipe desenvolvido por cada um dos colaboradores que todos os dias trabalham para levar o melhor café a cada um dos consumidores. No ano de 1992 a 3 Corações inovou mais uma vez com um lançamento que mudaria os rumos da empresa: o Cappuccino 3 Corações. Em 2005 acontece a joint venture entre a São Miguel e a israelense Strauss, com isso a marca 3corações é incorporada pelo grupo. No ano seguinte, em 2006 o café passa a ter sua expansão em todo o Brasil.

Hoje, o Grupo 3corações é líder nacional no segmento de café torrado e moído, pioneiro e líder de mercado com o Cappuccino 3 Corações, e líder nas Regiões Norte e Nordeste com o Café Santa Clara. Com 25 Centros de Distribuição (CDs), cinco Plantas Fabris (nove Unidades Industriais), três Unidades de Compra e Beneficiamento de Café Verde (Armazéns), uma Unidade de Exportação, uma Unidade Corporativa – Integradora (CE, SP e MG) – e a Escola de Serviços e Sabores, a empresa está presente em mais de 300 mil pontos de venda no País, com estrutura logística e comercial próprias.

UNIMED BH 

Com 46 anos de atuação, completados em abril, a Unimed Belo Horizonte, na contramão do mercado, encerrou o ano de 2016 com motivos para comemorar. Além de registrar resultados positivos em um cenário desafiador, a Cooperativa também avançou em participação de mercado, respondendo atualmente por 53% dos clientes de saúde suplementar na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Não é por acaso, portanto, que a operadora recebe, mais uma vez, o reconhecimento no 22º Prêmio Top of Mind – MercadoComum – Marcas de Sucesso – Minas Gerais – 2017.

A Unimed BH foi reconhecida em dois segmentos: Plano de Saúde (BH) e Hospital (BH), nas categorias Excelência e Liderança, respectivamente. Na categoria Top do Top – Marcas mais lembradas – Geral (Capital + interior), a cooperativa também foi a mais lembrada, alcançando assim o primeiro lugar, com 61,7% dos votos.

Enquanto a saúde suplementar perdeu 1,3 milhão de clientes em 2016, a Unimed-BH encerrou o ano com 1.224.464 clientes, que corresponde a um acréscimo de 11 mil vidas à carteira. “São mais de 1,2 milhão de pessoas que têm a tranquilidade de contar com a Unimed-BH para cuidar da sua saúde. O compromisso com este cuidado está na nossa essência e trabalhamos, em conjunto com os nossos cooperados, colaboradores e parceiros, para que nossos clientes tenham uma assistência de qualidade e regionalizada”, destaca o diretor-presidente, Samuel Flam.

Investimentos na assistência

Para cuidar cada vez melhor dos clientes, a Unimed-BH investe permanentemente em qualidade assistencial. Segundo Samuel Flam, “o objetivo é prestar o melhor atendimento aos clientes, no tempo certo e com os recursos adequados”. As estratégias para isso envolveram ações junto à rede prestadora e aos cooperados, como o estímulo à qualificação do cuidado, por meio das acreditações e certificações, o desenvolvimento de ferramentas tecnológicas que apoiam a assistência, além do desenvolvimento de um modelo de remuneração vinculado a indicadores de eficiência técnica.

A rede assistencial própria também recebeu importantes investimentos. No fim de 2016, o Hospital Infantil São Camilo foi adquirido por R$ 88 milhões, ampliando as oportunidades de atendimento pediátrico. Em fevereiro de 2017, foi iniciada a construção de um novo hospital em Betim, que movimentará recursos na ordem de R$ 160 milhões. E, em maio, a Cooperativa inaugurou em Contagem um laboratório, com capacidade de realizar 15 mil exames por mês, e uma Clínica Oftalmológica, que ampliará em 65% os atendimentos especializados.

Satisfação aferida

Todos esses esforços para assegurar atendimento de qualidade em saúde são reconhecidos pelos clientes. Segundo pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha entre os meses de dezembro de 2016 e janeiro de 2017, 83% se mostraram satisfeitos com a Unimed-BH. Atributos como modernidade, confiança e solidez foram mencionados por mais de 92% dos clientes.

Entre os cooperados, a satisfação também é destaque. Ainda segundo o Datafolha, 92% dos médicos cooperados avaliam a Unimed-BH como ótima ou boa.  “As percepções sobre a nossa Cooperativa avançaram bastante e esse é um grande reconhecimento por parte dos cooperados, que são os donos da Cooperativa e principais atores do cuidado aos clientes. Ao mesmo tempo, isso nos traz a responsabilidade de continuar o trabalho, com transparência, seriedade e responsabilidade, cuidando do futuro da nossa Unimed-BH. Temos o compromisso de, continuamente, fazer a diferença na vida das pessoas no momento em que elas mais precisarem”, frisa Samuel Flam.

UNIMED FEDERAÇÃO MINAS

Integração, participação e transparência. São essas as diretrizes que norteiam a gestão da Unimed Federação Minas, órgão que representa política e institucionalmente o Sistema Unimed há 40 anos e que, mais uma vez, foi escolhido Prêmio Top of Mind – MercadoComum – Marcas de Sucesso – Minas Gerais, na categoria Excelência, segment Plano de Saúde MG, acumulando assim 22 troféus ao longo de toda a trajetória do prêmio.

Hoje, a instituição representa cerca de 17.000 cooperados, mais de 2,9 milhões de clientes e 58,62% de participação de mercado em dezembro/2016, de acordo com dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). As cooperativas do Sistema Unimed mineiro estão presentes em 97% do território estadual, empregando diretamente mais de 7 mil pessoas, contando com mais de quatro mil serviços credenciados na rede de atendimento e 207 serviços próprios, como laboratórios, clínicas, hospitais e núcleos de promoção à saúde.

“Representamos institucionalmente todas as Unimeds do estado de Minas Gerais e estes números representam os investimentos que temos feito no estado e contribuem para tornar o Sistema Unimed mineiro líder no segmento de Saúde Suplementar. O nosso market share demonstra a força do modelo cooperativista e a eficiência dos serviços prestados pelo Sistema Unimed mineiro. Além disso, somos hoje, mais de 17 mil médicos cooperados e nosso atendimento alcança, praticamente, todos os municípios mineiros”, afirma Marcelo Mergh Monteiro, presidente Executivo da Unimed Federação Minas.

O papel da Unimed Federação Minas é orientar as Unimeds distribuídas pelo Estado com relação ao seu funcionamento, capacitar e qualificar seus técnicos, cooperados e colaboradores e, ainda, assessorar a gestão das cooperativas. Esse trabalho, há 21 anos, confere ao Sistema Unimed mineiro a posição de marca de plano de saúde mais lembrada no Estado, um reco-nhecimento do prêmio Top of Mind – Mercado Comum o - Marcas de Sucesso-Minas Gerais.

“Figurar como uma das marcas mais prestigia-das em Minas ressalta a confiança que as pessoas depositam nas Unimeds do estado, fruto do incomparável trabalho realizado pelos nossos cooperados. Somente na Unimed os clientes são atendidos pelos “donos” das cooperativas. E isso é um grande diferencial que comprova que o nosso compromisso é cuidar da saúde, ” comemora Marcelo Mergh.

SISTEMA UNIMED

A Unimed é resultado da reunião de um grupo de médicos que criaram em 1967, na cidade de Santos, um modelo inédito no mundo: o cooperativismo de trabalho médico. As cooperativas são organizações abertas a todas as pessoas aptas a utilizar seus serviços e assumir responsabilidades como membros. Na prática, cada médico cooperado é também dono do negócio.

Esse sistema, criado pelos médicos, oferece condições de trabalho ao profissional e garante a qualidade do atendimento médico hospitalar a um preço justo. A Unimed considera as cooperativas por grau e ramo de atividade. As de primeiro grau são classificadas como Singulares (Unimeds presentes em todo Estado), com autonomia administrativa e financeira. As Singulares associam-se para formar as cooperativas de segundo grau, que é o caso da Unimed Federação Minas, com sede no Bairro Santa Efigênia, em Belo Hori-zonte. No Brasil, o Sistema Unimed é composto por 349 cooperativas médicas.

Siga o Mercado Comum