Destaques do Mundo Empresarial

Honda inaugura sua segunda fábrica de automóveis no Brasil

A Honda Automóveis do Brasil Ltda. (HAB) realizou a cerimônia oficial que marcou a inauguração de sua nova fábrica de automóveis no País, localizada na cidade de Itirapina, interior do Estado de São Paulo.
O evento, que ocorreu nas instalações da nova unidade, contou com a presença de João Doria, Governador do Estado de São Paulo; José Maria Candido, Prefeito do Município de Itirapina; Issao Mizoguchi, presidente da Honda South America, além de outras autoridades municipais, estaduais e federais; representantes de entidades governamentais, associações de classe, concessionárias do grupo Honda e profissionais da imprensa.
Localizada a aproximadamente 200 km da capital e 100 km da planta de automóveis de Sumaré, a fábrica iniciou suas operações no dia 27 de fevereiro, com o faturamento do primeiro Fit produzido no local.

"É um grande orgulho inaugurar a segunda fábrica de automóveis da Honda no Brasil. Essa nova unidade, mais eficiente e produtiva, é fruto do investimento para fortalecer nossa estrutura de produção e demonstra o compromisso de longo prazo da marca com o país, orientado para a criação de um valor sustentável aos clientes, parceiros de negócio e toda a sociedade. Contar com o prestígio e a confiança dos consumidores brasileiros é o que nos motiva a seguirmos investindo para contribuir com o desenvolvimento social e econômico da nação", afirma Issao Mizoguchi, presidente da Honda South America.
Fluxos mais seguros, processos otimizados, tecnologias mais avançadas e ganhos em sustentabilidade, tais quais vistos nas mais modernas fábricas de automóveis Honda no mundo, são realidade na fábrica de Itirapina e
fortalecem a operação.
 
A linha de montagem foi projetada para atender a produção de modelos diversificados e permitir modificações tecnológicas futuras.
A Honda aproveitou a ocasião para também anunciar a expansão das operações da Honda Energy, subsidiária da Honda Automóveis do Brasil dedicada à geração de energia eólica. Com a construção de uma torre adicional, a Honda Energy passará a contar com dez aerogeradores e suprirá a demanda energética da nova fábrica.
Nova estrutura de produção de automóveis no Brasil 
 
A Honda anunciou em abril de 2018, o plano de reestruturação de seu sistema produtivo de automóveis no País, com o objetivo de fortalecer e maximizar a competitividade de seu negócio. Nessa nova estrutura, a produção de automóveis será transferida por completo da fábrica de Sumaré (SP) para a nova planta.
Com investimento total de aproximadamente R$ 1 bilhão, incluindo a aquisição do terreno de 5,8 milhões m², compra de equipamentos e construção do prédio administrativo, a fábrica de Itirapina tem capacidade nominal de 120 mil unidades ao ano, em dois turnos, devendo empregar cerca de 2 mil funcionários.
 
O primeiro modelo a sair da linha de montagem foi o Fit, cuja produção diária alcança 90 unidades. Gradualmente, os demais automóveis fabricados no país também passarão a ser produzidos na unidade. A conclusão dessa transferência está prevista para 2021.
 
Em Sumaré, permanecem atividades que receberam investimentos recentes: produção do conjunto motor, incluindo Fundição e Usinagem; Injeção Plástica; Ferramentaria; Engenharia da Qualidade; Planejamento Industrial e Logística. A unidade também mantém a sede administrativa da Honda South America, o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Automóveis, a Divisão de Peças e o Centro de Treinamento Técnico para concessionárias.
Com a atuação integrada das unidades de Sumaré e Itirapina, a Honda Automóveis mantém no Brasil um ciclo produtivo completo, desde a ferramentaria, passando pela estamparia, solda, injeção e pintura de componentes plásticos, pintura da carroceria, produção de motores, incluindo Fundição e Usinagem, linha de montagem e inspeção final.
Maior eficiência produtiva e sustentabilidade a favor da competitividade 
 
Sempre atenta à evolução do segmento, a Honda Automóveis do Brasil adota uma trajetória de constantes avanços na produtividade das operações, mantendo o foco no alto padrão de qualidade de seus automóveis.
A nova fábrica foi concebida para ser eficiente, ecológica e ter um fluxo harmonioso de trabalho.
 
Na estamparia, as chapas de aço são prensadas para dar forma a estrutura do carro em um processo sequencial e compacto, composto por apenas 3 prensas. Com menor espaço entre elas, e com o sistema rápido de troca de ferramentas, a eficiência foi aumentada e o consumo de energia reduzido em relação à planta de Sumaré.
Na Solda, para a fabricação do assoalho, em uma única célula são agregados 100% dos componentes, reduzindo a necessidade de subprocessos e equipamentos.
Robôs de alta precisão simplificam o estágio de fabricação da carroceria em que são fixados o teto e as laterais do veículo.
Os robôs são fabricados com materiais leves e resistentes, aumentando a velocidade de movimentação e eficiência de soldagem em 30%.
 
O processo de pintura à base d'água é um dos mais modernos do mundo. Associado à Tinta Ecológica Inteligente Honda, elimina uma das camadas de tinta e uma etapa de secagem em estufa. Como resultado a emissão de gás carbônico foi reduzida em 10% e de Composto Orgânico Volátil em 60%.
 
A linha de montagem foi projetada para que o processo seja continuo, integrado, e flexível para atender a produção de modelos diversificados. O layout reduz o fluxo logístico de movimentação de materiais.
Na Inspeção Final, a totalidade dos modelos produzidos na unidade passam por um minucioso exame a fim de assegurar a qualidade de todos os processos anteriores. Além de inspeções de aparência, itens funcionais e elétricos, no setor também são realizados diversos testes de desempenho e performance, como aceleração, mudanças de marchas, aferição de velocímetro entre outros.
Outro diferencial é a minipista interna que simula diversos tipos de terrenos e pisos encontrados no país para verificar o atendimento aos padrões de qualidade e performance.
No teste final, os automóveis são submetidos também a uma simulação de chuva para verificação de possíveis infiltrações de água.
Respeito por quem constrói a história da Honda no Brasil
 
A relação da Honda com seus colaboradores é pautada pelos princípios de confiança e respeito.
Por isso, a empresa tomou a decisão de transferir os colaboradores das áreas de produção de Sumaré para a nova fábrica e conduziu entrevistas individuais com os colaboradores elegíveis à transferência. Cerca de 90% demonstraram-se engajados com a perspectiva de atuar na planta de Itirapina. Entre as principais razões que motivam essa decisão estão a confiança na Honda, o otimismo quanto ao futuro e a clareza com que todo o processo foi direcionado.
 
Toda a condução ocorre em etapas, de acordo com o início de produção de cada modelo.
A nova planta apresenta diferenciais em bem-estar para as pessoas, como ganhos em ergonomia, segurança e infraestrutura.
 
Automóveis produzidos com energia limpa e renovável
 
A Honda considera como parte de sua estratégia de negócio as respostas às mudanças climáticas, às questões energéticas e à utilização eficiente de recursos naturais.
Com o objetivo de perpetuar a produção sustentável de seus automóveis no Brasil, a marca anuncia a expansão das atividades da Honda Energy, que passará a contar com dez aerogeradores e ampliará sua capacidade de geração para 30 MW. A demanda energética da fábrica de Itirapina também será suprida pelo parque eólico.
 
Alinhada aos esforços para a concretização de uma sociedade livre do carbono, as atividades da Honda Energy já evitaram a emissão de mais de 24 mil toneladas de gás carbônico no meio ambiente. No resultado acumulado desde janeiro de 2015, a geração de energia ultrapassa os 306 mil MWh.
Desde que foi inaugurado, há quatro anos, mais de 500 mil automóveis foram produzidos com energia renovável. A geração também é suficiente para suprir a demanda dos escritórios da marca das cidades de São Paulo e Sumaré.
 
A iniciativa demonstra a viabilidade de um modelo de produção sustentável e o constante compromisso na redução dos níveis de emissão de gás carbônico nas operações da empresa.
A Honda acredita que investir em inovação sustentável é a melhor maneira de respeitar o meio-ambiente, além de oferecer aos consumidores a oportunidade de contribuir, por meio de suas escolhas, com um futuro melhor para as próximas gerações.
 
Sobre a Honda no Brasil: Em 1971, a Honda iniciava no Brasil as vendas de suas primeiras motocicletas importadas. Cinco anos depois, era inaugurada a fábrica da Moto Honda da Amazônia, em Manaus, de onde saiu a primeira CG, até hoje o veículo mais vendido do Brasil. De lá para cá, a unidade produziu mais de 24 milhões de motos, além de quadriciclos e de motores estacionários que formam a linha de Produtos de Força da Honda no País, também composta por motobombas, roçadeiras, geradores, entre outros. Para facilitar o acesso aos produtos da marca, em 1981 nasceu o Consórcio Honda, hoje a maior administradora de consórcios do mercado nacional, que faz parte da estrutura da Honda Serviços Financeiros, também composta pela Seguros Honda e o Banco Honda. Dando continuidade à trajetória de crescimento, em 1992 chegavam ao Brasil os primeiros automóveis Honda importados. Em 1997, a Honda Automóveis do Brasil iniciava a produção do Civic, em Sumaré (SP), de onde já saíram mais de 1,8 milhão de veículos. A segunda planta de automóveis da marca, construída na cidade de Itirapina (SP), concentrará, a partir de 2021, toda produção dos modelos locais, enquanto a unidade de Sumaré se consolidará como centro de produção de motores e componentes, desenvolvimento de automóveis, estratégia e gestão dos negócios do grupo Honda. Durante esses anos a empresa também inaugurou Centros Educacionais de Trânsito, de Treinamento Técnico, de Distribuição de Peças e de Pesquisa & Desenvolvimento. Estruturou uma rede de concessionárias hoje composta por aproximadamente 1.300 endereços. Em 2014, em uma iniciativa inédita no segmento, a Honda inaugurou seu primeiro parque eólico do mundo, na cidade de Xangri-Lá (RS). O empreendimento supre toda a demanda de energia elétrica da fábrica de Sumaré, reduzindo os impactos ambientais das operações da empresa. Em 2015, a Honda Aircraft Company anunciou a expansão das vendas do HondaJet, o jato executivo mais avançado do mundo, para o Brasil. Saiba mais em www.honda.com.br e www.facebook.com/HondaBR
 

Siga o MercadoComum