Mercado Segurador

Expectativa de crescimento com o novo cenário político-econômico

Profissionais do mercado de seguros avaliam com boas perspectivas a recuperação e crescimento do setor nos próximos anos. A expectativa tem como base os objetivos declarados pelo novo Governo relacionados ao ajuste fiscal e à recuperação econômica, que devem proporcionar novas oportunidades de emprego, ampliação da renda, recuperação da capacidade de investimento e reconstrução da infraestrutura, condições básicas para crescimento do setor.
 
O mercado de seguros é um elemento importantíssimo na retomada econômica do país, ele fornece uma escala de produtos e serviços que têm implicações significativas para o cotidiano das pessoas, das empresas e da economia. Além de proteger uma quantidade substancial de ativos e vidas no país e participar de todos os setores da economia nacional, a indústria de seguros ajuda a gerenciar riscos, mobiliza poupanças e, sobretudo, facilita investimentos estratégicos. Não podemos deixar de considerar que a atividade de seguro contribui de forma substancial para os investimentos estratégicos. 
O ano de 2018 foi um ano desafiador para os seguros gerais, particularmente para o seguro auto que, apesar das expectativas iniciais, não teve um desempenho tão bom quanto o desejado. Mesmo assim, apresentou avanços significativos no período, com destaque para alterações na legislação e combate à venda irregular. 
Para novos riscos, novos seguros, o avanço da tecnologia vem expondo as empresas a ataques cibernéticos, cada vez mais frequentes em todos os setores. Não tenho dúvida que nos próximos anos, o segmento dará um grande salto. Outros segmentos de seguros como os de meio ambiente, transportes e saúde estão sendo muito impactados e devem continuar desafiando o mercado com suas particularidades e dependência de toda conjuntura. 
 
De acordo com dados da Confederação Nacional de Seguros, o setor foi muito atingido pela recessão nos anos anteriores, mas ainda assim, apresentou resultado mais expressivos que outros setores da economia. A arrecadação global somente neste ano deve alcançar a cifra de R$ 430 bilhões. 
 
* Sérgio Frade é diretor-presidente da Solutions Gestão de Seguros, corretora de seguros, planos de saúde e previdência privada
 

Siga o MercadoComum