Entrevista

“Qualidade e respeito ao consumidor em primeiro lugar”

18 Novembro 2014

Além de reconhecer o trabalho e o desempenho de diversas empresas mineiras, o XVI Prêmio Minas – Desempenho Empresarial – MercadoComum 2013/2014 também homenageou um dos mais renomados empresários mineiros. Reeleito para continuar na presidência da Cooperativa Central dos Produtores Rurais de Minas Gerais (CCPR/ Itambé) para o triênio 2014/2017, Jacques Gontijo Álvares, recebeu o título de Personalidade Empresarial do Ano em Ninas Gerais.

Desde junho de 2013, ele é, também, co-presidente do Conselho de Administração da Itambé Alimentos S.A. Engenheiro civil de formação, ele foi membro do Conselho de Administração da CCPR/ Itambé e vice-presidente comercial por 15 anos antes de assumir, em 2008, a presidência da Central de Cooperativa. Pelos excelentes resultados alcançados desde então, a empresa tornou-se um case de sucesso nacional.

MC - Como o Sr. recebe o título de Personalidade Empresarial 2014 pela Revista Mercado Comum?

JG - Recebi o Prêmio com muita satisfação e orgulho, entendendo que o mesmo deve ser estendido a toda equipe da CCPR/Itambé que, ao longo dos últimos 30 anos, levaram a Itambé a ser a marca de lácteos mais presente nos lares brasileiros e a CCPR, a maior Cooperativa de leite do país.

MC - O Sr. acaba de ser reeleito para a Presidência da CCPR/Itambé para o triênio 2014-2017. Quais são os seus planos para esta nova etapa da gestão?

JG - A nova gestão na CCPR terá um foco maior no produtor associado, considerando que a partir da criação da Itambé Alimentos S/A que efetivamos no ano passado, toda a operação de lácteos foi transferida para a S/A. Assim, a CCPR devera intensificar o fornecimento de rações e insumos aos produtores, bem como os programas de Assistência Técnica, visando à melhoria da qualidade do leite e da produtividade da atividade leiteira dos associados. Com a criação da S/A e a parceria com a Vigor, a CCPR resolveu dois dos maiores problemas das cooperativas que são a dificuldade de capitalização e a governança corporativa, facilitando assim a sua perpetuidade.

MC - A Itambé é um case de sucesso do ramo de cooperativas. Qual é o segredo do sucesso da Itambé?

JG - Acredito que o sucesso da Itambé decorre dos princípios básicos que colocam a qualidade dos produtos e respeito ao consumidor em primeiro lugar, balizada em um modelo de gestão simples, meritocrático, que valoriza as pessoas, entendendo que são elas o grande diferencial competitivo das empresas que prezam valores de seriedade, competência e eficácia.

MC - Como se manter em um mercado absolutamente competitivo como o da Itambé?

JG - Para se manter em um mercado cada vez mais competitivo é sempre necessário crescer e inovar. Inovar em produtos e em métodos gerenciais sem nunca abrir mão da qualidade. A atenção às necessidades e desejos dos consumidores é reconhecida hoje na marca Itambé. MC - Qual a sua expectativa para 2015? JG - Para 2015 esperamos novos e grandes desafios com a entrada de novos players internacionais no setor lácteo nacional e maior consolidação do setor. Para enfrentar esse novo cenário iremos continuar nosso ousado plano de investimentos no intuito de aumentar nossa capacidade produtiva e lançar uma gama de novos produtos 

Siga o Mercado Comum