Durante as últimas três décadas o Brasil vem sofrendo de uma “síndrome de raquitismo econômico” e, simplesmente, não conseguiu acompanhar a dinâmica do crescimento da economia mundial. A marcha do crescimento econômico nacional parece enferrujada, emperrada e, até então, não pôde engatar qualquer ritmo que a pudesse levar avante e, ao contrário, a sua performance…