*

Acordo ampliará equipes para monitorar e executar projetos sociais e ambientais em áreas impactadas pelo rompimento da barragem I

 O Governo de Minas Gerais receberá valores mensais da Vale para contratação de 193 profissionais destinados a incrementar temporariamente o quadro de órgãos estaduais para monitorar, avaliar e executar projetos voltados para reparação dos efeitos sociais e ambientais gerados pelo rompimento da barragem I, em Brumadinho. Os valores que custearão as despesas de salários, auxílios e encargos com pessoal serão transferidos pela empresa ao longo de 24 meses, período das contratações, contados a partir da data de publicação de cada edital.

Os reforços das equipes incluem as contratações já realizadas, por exemplo, de novos Analistas Ambientais para o IGAM – (Instituto Mineiro de Gestão de Águas) para avaliações do manejo de sedimentos; Pesquisadores para Epamig (Empresa de Pesquisa Agropecuária) para executar programas para melhoramento do rebanho na Bacia do Rio Paraopeba; e ainda Analistas de Gestão de Políticas Públicas para Secretaria do Turismo para incremento da atividade em Brumadinho, entre muitas outras funções.

O repasse de recursos pela Vale reforça o compromisso da empresa com uma reparação integral dos impactos causados pelo rompimento da barragem em Brumadinho.

A Vale é uma mineradora global que tem como missão transformar recursos naturais em prosperidade e desenvolvimento sustentável. Líder mundial na produção de minério de ferro e níquel, tem sede no Rio de Janeiro e está presente em cinco continentes. Opera sistemas logísticos integrados, com cerca de 2 mil quilômetros de ferrovias, terminais marítimos e 10 portos, entre Brasil, Indonésia, Malásia e Omã. Comprometida com os mais altos níveis de governança, a Vale apoia 52 projetos sociais e culturais em 65 municípios brasileiros, por meio da Fundação Vale, e protege ou ajuda a proteger 8,5 mil km2 de áreas nativas no País.