*

Até agosto BNB já destinou R$ 160,8 milhões para MPEs do estado

O Banco do Nordeste contratou, no norte de Minas Gerais, nos primeiros oito meses deste ano, R$ 160,8 milhões no âmbito do Programa de Financiamento às Microempresas, Empresas de Pequeno Porte e ao Empreendedor Individual. Os investimentos representam incremento de 43,2% nas aplicações em relação ao mesmo período de 2019.

Até agosto o BNB atendeu 1.632 clientes, fortalecendo seus negócios e, consequentemente, a manutenção de emprego e renda. O número total de clientes beneficiados no estado cresceu 71,8%.

Se observadas somente as operações contratadas em Minas Gerais com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), o crescimento evolui para 47,4% em comparação com o mesmo período do ano passado, correspondendo a R$ 156,7 milhões.

Em toda a área de atuação da instituição, que inclui os nove estados nordestinos e o norte de Minas Gerais e do Espírito Santo, foram aplicados R$ 3,09 bilhões, destinados a 33,7 mil micro e pequenas empresas e empreendedores individuais. Desse total, R$ 3,01 bilhões foram realizadas com o FNE, fonte de recursos operacionalizada exclusivamente pelo BNB, distribuídos entre 25,3 mil clientes.

O presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim, destaca que os investimentos nas micro e pequenas empresas são fundamentais para fortalecer o segmento e contribuem para o aumento da produtividade e da inovação nos empreendimentos. “O Banco faz sua parte ao disponibilizar ferramentas de autoatendimento e ofertar o crédito da forma mais rápida e segura, visando minimizar os efeitos da pandemia”, afirma.

O BNB atende, atualmente, 211 mil empresas de micro e pequeno porte que alcançam faturamento anual de até R$ 4,8 milhões. O segmento tem grande relevância na economia da área de atuação da instituição e do país, uma vez que responde pela maior parcela de geração de empregos.